FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. O Jantar


Fic: NC-18 - O obscuro segredo de Harry Potter


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

O céu já mostrava as primeiras estrelas brilhantes, quando todos, inclusive Neville aparataram nos terrenos da Toca.


A chegada de Harry fora o acontecimento da noite. Todos vieram abraçá-lo. Ele se sentiu em casa pela primeira vez. A única coisa que o desgostara profundamente assim que ele colocara os pés na Toca, foi à visão de Paul, sentado na mesa colocada lá fora para o jantar.


Paul o cumprimentara efusivamente, como se nada tivesse acontecido na noite anterior. Ele estava ao seu lado quando reclamou a presença e um beijo de Hermione. Constrangida, talvez pela presença de Harry ela se aproximou e deu um selinho rápido no noivo.


--- Senti sua falta... me desculpe por ontem... sei que estava nervosa e eu não deveria ter insistido em nosso encontro. Disse Paul todo meloso.


Ela olhou para Harry e abraçou Paul e disse:


---- Não tem problema querido.. prometo te compensar uma outra hora.. Ela disse puxando o noivo para mais perto.


Harry saiu de perto dos dois. Ele não precisava disso... era mais que podia suportar. Por mais que parecesse incrível, nestes dois anos, ele ficara totalmente sozinho.. tirando duas noites, que ele tentara em vão ficar com alguém... mesmo com alto teor alcoólico no corpo, nem assim ele conseguira tirar Hermione do pensamento.


Foi um completo desastre, a última garota que ele levara ao apartamento saíra furiosa com ele quando ele a chamara de Hermione por duas vezes seguidas.


Ele conversou com a Sra. Weasley, com Gui e Carlinhos que coincidentemente, estavam passando uma temporada em casa.. Harry acreditava que aquela coincidência se devia aos planos de Dumbledore, mas ele não queria pensar nisso agora. De longe ele ainda via Hermione agora sentada no colo de Paul e ele saiu dali o mais rápido que pode.


Ele foi até a garagem, queria ver onde havia ocorrido o incêndio que quase matara Molly e Arthur... ele sabia que eles não haviam reconstruído direito o barracão. Ele precisava distrair o pensamento. Ele suspirou e entrou na garagem. Fechou os olhos e reviu nitidamente a cena em que o Sr. Weasley fora atingido por uma língua de fogo que saíra de um aparelho em uma bancada de madeira que ele trabalhava. Via a Sra. Weasley tentando tirar o marido dali, e o fogo se alastrando rapidamente. Viu as queimaduras que eles sofreram e de como milagrosamente conseguiram sair dali com vida.


O que mais espantava Harry era como o incêndio havia começado... o aparelho elétrico não estava ligado na tomada, então não podia ser um curto-circuito, o fogo tomara proporções gigantescas, mesmo sem que houvesse nenhum indício de um combustível ou de um acelerador que pudesse ocasionar isso... e não foram capazes também de identificar um ponto de origem, no caso de incêndios há sempre uma marca distinta, que demonstra exatamente onde o incêndio teve origem.


Ele ficou ali bastante tempo, ele aprendera a investigar tudo, sabia que às vezes uma lasca de um material, resolveria o caso ou apontaria o autor da maldade.


Harry se aproximou mais da área queimada, agora coberta por uma lona, e levantou a lona e começou a observar o estrago. Ele viu que nada foi tirado do lugar. Parecia que eles tinham medo de mexer em algo e começar o incêndio de novo. Harry remexeu na bancada e viu um liquidificador todo retorcido, vidro derretido, demonstrando o tamanho da força do fogo e sua temperatura. O vidro havia se fundido na bancada de madeira chamuscada, formando estranhos padrões... Harry observava compenetrado, parecia a figura de algo que ele não conseguia distinguir, e ele não ouviu alguém se aproximando.


Ele ouviu um barulho atrás de si e por instinto ele sacou a varinha e apontou para o estranho na porta.


---- Abaixe isso por favor... disse Hermione nervosa. Ela sabia o quanto Harry podia ser rápido em responder ameaças.


---- Que susto Mione.. Ele disse guardando a varinha.


---- A Molly pediu para te chamar para o jantar... Você sumiu faz um bom tempo. E eu vi quando entrou aqui... portanto..


---- Me desculpe, estava aqui olhando o local do incêndio e me distraí.


Ela não se aproximava, e ele não fez nenhum movimento ao seu encontro. Eles estavam ficando pela primeira vez em um lugar , sozinhos, tentando ter uma conversa amigável.


Ela chegou mais perto e disse:


---- Achou algo??? Ela disse curiosa e chegando mais perto com os braços cruzados.


---- É tudo muito estranho, sabemos que o fogo se alastrou rapidamente, mas não temos aqui incidência de nenhum combustível ou acelerador.


---- Curto-circuito? Ela disse apontando para o liquidificador destruído.


---- Não.. estava fora da tomada. Foi checado isso logo no início, olhe aqui.. o fogo foi tão intenso que derreteu provavelmente uma garrafa de vidro.


Ela chegou mais perto, quase  encostando-se a ele e fez um gesto que ele adorava, amarrou o cabelo em um coque preso com o próprio cabelo. Ela chegou mais perto e virou a cabeça e disse:


--- Tem um formato estranho.. um padrão...


Ele sorriu e disse:


---- Exatamente o que eu estava olhando.. você sempre foi melhor nisso do que eu... ele fez um gesto para ela se aproximar mais.


Ela continuava olhando a forma incrustada na madeira e virou a cabeça do outro lado e ele viu que ela estava ruborizada. Ela colocou a mão na boca e disse:


---- Harry!!! Veja.. veja desta maneira... vem aqui.. ela disse puxando ele para mais perto. O toque dela parecia incendiar ele.


Ela acompanhou com o dedo a figura e Harry ficou branco...


Eles disseram juntos:


---- A marca negra.. o padrão formado pelo fogo no vidro derretido, é a marca negra.. meio distorcida, mas sem dúvida é ela. Ele disse sério.


Hermione mordeu os lábios e disse:


---- Lembra da marca dos freios do carro no dia do meu atropelamento? Lembra que Neville chegou primeiro ao hospital, junto com um policial trouxa pra me interrogar, ninguém havia visto nada , o carro desapareceu e a polícia técnica tirou fotos das marcas de frenagem e em uma das fotos aparecia nitidamente, no asfalto, uma figura que lembrava a marca negra. Céus Harry!!!!  Disse ela com os olhos cheios de lágrimas.


Ele teve vontade abraçá-la, mas tinha medo da reação dela.


---- Investiguei um acidente de trens na França, mais um para minha coleção de sonhos, e em um dos vidros do trem, em um vagão que havia quatro pessoas feridas, e uma morta, havia a marca negra no vidro rachado.. meu Deus.. quando isso vai parar???


---- Eu não sei... não sei de mais nada ... isso é tão confuso.. tão injusto.. eu tenho vontade achá-lo e... Hermione começou a chorar.


Ele a alcançou rapidamente e a puxou para os seus braços, e tentou acalmá-la.


---- Shhh... calma... estamos juntos agora.. vai dar certo.. vamos acabar de vez com este pesadelo.. não precisa ter medo.. vou estar sempre aqui...


Ela se deixou abraçar. O toque de Harry tinha o poder de acalmá-la. Ela suspirou.. sabia que não era certo. Paul deveria estar procurando-a. Malfoy a vira entrar na garagem.


Os soluços dela foram se acalmando. Ela sentia a pele dele contra o rosto molhado dela, ele beijou o topo da cabeça dela e ela virou o rosto molhado para ele e disse:


---- Me desculpe o descontrole.. e tentou se desvencilhar dos braços dele.


Ele a prendeu suavemente e disse:


---- Não tem porque se desculpar.... Mione.. a gente precisa conversar...


---- Não há nada para conversarmos, Dumbledore disse que...


---- Não estou falando deste assunto, estou falando de nós... ele disse puxando-a mais para si.


Ela tentou se soltar e disse:


--- Não temos nada a nos falar Harry... me solte por favor..


---- Não.. não antes de você me dizer realmente que me esqueceu, e que o amor de sua vida é este cara aí fora... disse ele tentando controlar sua raiva...


---- Você não tem mais nada a ver com isso... disse ela com raiva.


---- O diabo que não tenho... passei dois anos imaginando uma maneira de vir e te pedir desculpas.. dois anos angustiado pensando em como você estaria e com quem estaria... eu ainda amo você... e não me conformo de você estar noiva...


---- Pois vá se conformando.... o que aconteceu entre nós.. ficou no passado.... e se quer saber.. nem sei se eu o amava mesmo.. disse ela trêmula.


---É mesmo??? Não era isso que você me dizia, o que seu corpo e seus beijos me diziam, nem o que seu olhar diz agora...


---- Você está delirando Potter.. disse ela sem ser muito convincente e na verdade muito consciente da presença dele.


Ele não deu tempo de ela pensar em nada, a puxou de jeito , a virou para ele e a beijou com vontade. A princípio ela se assustou e relutou.. mas ele não desistiu, movia sensualmente seus lábios sobre os dela, com uma pressão maravilhosa que a fez entreabrir os lábios sem muita resistência. Ele aproveitou que ela estava vulnerável.. e a encostou na bancada, a puxou mais para si, e tocou a língua dela com a sua e ela gemeu... ele a abraçava, como se quisesse fundir seu corpo no dela... ela de repente retesou o corpo e o empurrou com força e deu um tapa nele:


---- Nunca mais encoste um dedo em mim.... disse ela com o rosto afogueado.


---- Hermione, por favor... não pode negar o que aconteceu aqui.. me diz se algum dia você já beijou, esse Zé Mané, que você chama de noivo, do jeito que nos beijamos aqui... ele disse furioso.


---- Arghhhh... não é da sua conta... mas vou avisando Potter.. não encoste em mim.. ou não respondo pelos meus atos. Ela se virou e saiu ainda meio tonta.


x/x/x/x//x/x/x/x/x/x//x/x/x/x//x/x/x/x/x//x


Hermione encostou em uma árvore no lado oposto da garagem, para poder recuperar um pouco a compostura. Ela beijara Harry... ela pensava passando a mão pelos lábios inchados pela violência e volúpia do beijo.  E ela batera nele... a marca da mão ficara no rosto dele. Ela se arrependera de ter feito isto.. afinal de contas ela correspondera ao beijo... Céus...onde ela estava com a cabeça... ela respirou fundo e entrou na Toca afim de se refrescar um pouco antes de chegar na mesa.


x//xx//x/x/x//x/x/x/x//x/x/x/x/x//x/x/x/x/x


Harry, embora tenha levado um belo tapa na cara, saiu da garagem, com as esperanças renovadas. Ela correspondera ao seu beijo. Ele se encaminhou pelo lado oposto e foi direto para a mesa do jantar. Molly esta colocando o último prato na mesa imensa no quintal. Ele se sentou logo ao lado de Draco.


Draco o analisou mais detidamente, se serviu de batatas assadas e se voltou ao amigo:


---- Tem uma marca linda de cinco dedos na sua cara. Espero que tenha valido à pena!!!


Harry riu e se serviu de empadão de frango e disse:


---- Valeu cada dedinho impresso na minha cara.


Draco riu e disse:


---- Depois quero detalhes.. mas daqui, dá pra ver um chifre crescendo naquela testa amarela do Paul.


Harry e Draco riram. Rony que estava do outro lado falou:


---- Posso saber do que vocês estão rindo??


---- Depois te contamos.. me passa a carne por favor.. estou faminto. Disse Harry feliz.

x/x/x/x/x/x/x/x/

Tem mais sendo escrito amores... logo posto novamente....

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.