FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. O TÃO esperado Natal!


Fic: Especial de Natal Maroto JL SM


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap.9 O TÃO esperado Natal!


 


N/A: Gente, o último tão esperado capítulo, esse é o fim de mais uma Fic minha e eu espero que vocês tenham gostado muito dela!!!! Eu amei escrever ela, principalmente porque ela só me trazia loucuras na cabeça, além do mais... hum... vamos dizer que eu já tenha idéias pra continuação... alguém quer continuação... No final do último capítulo eu darei uma dica de como seria a continuação babys! Agora, curtam o capítulo, depois eu falo mais com vocês...


 


Narrado por Paaty:


Hum... deitada, no colo do meu amado Remo Lupin... Poderia ter Natal melhor? Eu respondo: NÃO!


Peraí... natal... melhor... NATAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAALLLLLLL....!!!!!!


- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!! – Acordei berrando e vi o Remo dar um pulo de quase cinco metros do meu lado... tudo bem, cinco não... seis!


- PAATY! VOCÊ ESTÁ LEGAL? O QUE HOUVE?


A porta foi arrombada pelos outros que chegaram correndo no quarto depois do meu super hiper mega extra berro.


- O que houve? – Perguntou o Sirius todo descabelado com a Lene nas costas... nem quero saber o que eles estavam fazendo antes de virem para cá... o.O’ SOU MUITO NOVA GENTE!


Por que está todo mundo olhando pra mim? Hein? Hein? Encarem o umbigo de vocês!


- Tô de verde por acaso? – Perguntei saindo da cama.


- Eu diria azul, mas eu não sei, eu uso óculos. – Falou o James recebendo um tapa da Lily por ter ficado olhando o meu pijama.


- GENTEMMMMMM!! – Berrei de novo girando na cama – FELIZ NATAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAALLLLLLLLLL!!!!!


Todos olharam pra mim confusos e depois as meninas começaram a berrar que nem doidas... ah! Eu sabia que elas amavam o Natal tanto quanto eu e...


- AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH!!! – Berrou a Lílian atrapalhando até os meus pensamentos.


- Lily, eu sei que você ama o Natal e tal, mas...


- AAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHH UMA BARATAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! – Berrou a Lily com todas as forças que uma mulher pode ter... e foi aí que eu a vi...


Aquele bicho asqueroso em forma de barata (???), se rastejando pelo chão (????), enquanto tentava ganhar a forma de um ser humano para dominar o planeta! (o.O’).


- MATAAAAAAAAA! MATA QUE DEVEM TER COMPARSAS! – Eu gritei assustando o Remo que foi correndo matar a barata com os meninos.


E não foi que a bicha lançou vôo na frente de todos nós?


Eu comecei a berrar que nem uma doida, Lily e Lene também, enquanto os nossos super meninos tentavam alcançar a bruxa que voava!


- MATA! MATA! MATA! MATA! – Eu berrava na cama, mas nenhum deles me ouvia! VIADOS!


- O que você acha que a gente tá fazendo? A dança da chuva? – Me perguntou o James correndo DA barata.


- E você acha que é hora pra dança da chuva James Potter? – Eu perguntei e ele me olhou tipo: ¬¬’


Foi aí que ouvimos um CRACK.


Sirius Black havia acabado de acabar hehehe gostaram do trocadilho né? Acabado de acabar... tá... voltando... Ele tinha acabado de esmagar a Jose Vader.


- VOCÊ ESMAGOU A JOSE VADER! MEU HERÓI!!


Todo mundo me olhou confusa...


- Você quebrou osso por osso da Jose Vader! Salvou a nação! *-*


- Quem é Jose Vader, Paaty? – Me perguntou o Remo.


- A barata! – Eu falei apontando pra Jose.


- Por que Vader? – Me perguntou a Lily.


- Por causa do Darth Vader! ¬¬’


- E por que Jose?


- É porque eu sempre tive medo do nome Jose! J-O-S-E! Não é assustador esse nome?!


o.o’


o.o’


É... eu sabia que eles iam concordar comigo! xDD


 


Descemos para o café da manhã e o Remo jogou a barata no lixo.


- Que ela descanse em paz, e que tenha muita saúde no céu!


- Ela vai pro inferno isso sim! – Falou a Lene do meu lado e começou a rir diabolicamente... tá bom... não riu, mas ela é do mal!


- FELIZ NATAL! – Berrou a Lily descendo toda de vermelho com um cinto branco.


- MAMÃE NOEL!! – Eu falei berrando e pulando no colo dela.


Por incrível coincidência o James estava com uma blusa vermelha e uma calça preta!


- PAPAI NOEL!! – Eu berrei pulando da Lily pro James.


- Gente, vamos comer logo e abrir os presentes! – Pediu a Lene e olhou pra cozinha... – Ué, cadê o Sirius?


Só aí que eu vi que o Sirius não estava na cozinha...


- SIRIUS DESCE! – Berrou a Lene, mas não teve resposta nenhuma... – Sirius?


Todos nos olhamos confusos.


- Eu vou lá em cima e já volto!


 


Narrado por Lene:


Fui correndo pro quarto ver onde esse cachorro poderia ter se enfiado.


Quando abri a porta vi que tinha um presente ENORMEEEE no chão do meu quarto.


Fiquei olhando pasma pra aquilo, será que o Sirius tinha comprado algo pra mim? *-*


Comecei a pular que nem uma maluca.


- LÍLIAN CORRE AQUI! – Berrei altão e a garota veio correndo.


- O que foi Lene?


- Olha! – eu apontei pro presente.


- Lene, isso é um presente enorme! – NÃO! SÉRIO?  ¬¬’


- Devo abrir? – Perguntei já com água na boca.


- Sim! – Lily começou a pular do meu lado.


Abrindo o presente...


...


- Ah! SIRIUS! – Eu berrei quando o vi saindo do embrulho com um sorriso enormeeee.


- Olá Lene, feliz Natal! – OH MY GOD!


- Você está pelado!


- Como prometi. – MEU DEUSSSSSS!!!


- E coberto de chocolate! – UUUUUUIII!


- Boa observação Lily, agora por que você não sai do quarto e deixa a Lene aproveitar o presente dela?


- Seu pedido é uma ordem. – Falou minha amiga saindo do quarto correndo e fechando a porta ao passar.


Fiquei encarando o Sirius com um sorriso malicioso no rosto.


- Sirius, Sirius, não me tente assim, você está coberto de chocolate e pelado.


O meu cachorrinho saiu de dentro da caixa e foi até a cama sujando uma parte dela de chocolate.


- Vem aproveitar o seu presente, vem. – Me chamou ele e eu não tive dúvidas... se ele estava certo daquilo, quem seria eu para negar um homem nu coberto de chocolate na MINHA cama?!


Dane-se! Não estamos fazendo nada de errado.


Fui até a cama e beijei meu namorado com vontade enquanto ele me colocava do seu lado. Quando o vi deitar mais perto meu corpo estremeceu e eu sussurrei em seu ouvido:


- Eu te amo Black.


Sirius sorriu pra mim e sussurrou em resposta:


- Eu também te amo.


Narrado por Lílian Potter:


Deixei o casalzinho se pegando e voltei para a cozinha. Lá encontrei Remo e Paaty na maior agarração. Suspirei e olhei para os lados a procura do meu maroto... quero dizer... do James.


- James? – Chamei indo para a sala, mas nem sinal da peste.


- JAMES? – Agora era certo que aquela praga tinha sumido, ele não me atendia!


Fui para o quarto e tentei abrir a maçaneta. Estava trancada.


- James Potter, o que o senhor está fazendo trancado nesse quarto? – Perguntei tentando ouvir o que ele fazia.


- NÃO ENTRA LILY! - ¬¬’ Como se eu fosse capaz de arrombar a porta! Que retardado mental!


- ABRE ISSO CÉREBRO DE MINHOCA! – Eu gritei com todas as minhas forças.


- NÃO!


- Por que não? – Ok, estou começando a perder a paciência. Quero dizer, a única que ainda me resta...


- ANDA POTTER!


- DEU ERRADO!


o.O’ como?


- O que deu errado Potter?


- Seu presente!


- Meu? Meu o que? – Perguntei sem acreditar perto da porta.


- PRESENTE PORRA! PRESENTE!


*-* O Potter tinha comprado um presente pra mim! Que lindo!


- Potter, eu não estou interessada em nada que você vá me dar! Abra essa coisa!


James abriu a porta com maior cara de cachorro sem dono! AÍ! Dá maior pena quando os marotos fazem essa cara!


- Desculpe Lily, deu errado!


A cara de depressão dele me deixou arrasada!


- O que deu errado Ja... Potter?


- Isso! – Ele falou apontando para a cama onde se encontravam dois embrulhos abertos.


Curiosa fui até a cama e olhei para os presentes que estavam abertos.


- Posso? – Perguntei estendendo as mãos para os presentes e o James fez que sim enquanto se sentava numa cadeira.


Um dos presentes era um cordão com uma pedra transparente.


- Um cordão? O que tem de errado? – Eu perguntei erguendo o cordão para que ele pudesse ver.


- Era para ser um cordão que expressasse seus sentimentos sabe? Quando você tocasse nele, ele ia ficar da cor em que está seu humor.


- Quais são as cores? – Perguntei ansiosa.


- Preto se você estiver triste, branco se estiver calma, em paz, vermelho se estiver envergonhada, amarelo se estiver alegre, verde se estiver ansiosa, nervosa, rosa se você estiver apaixonada, sabe? Gamadinha?


Ri quando ele terminou de falar.


- E qual é o problema com ele?


- Não funciona! Tipo, eu testei em mim mesmo e não pegou! Não pegou simplesmente!


- Você o comprou? – Eu perguntei abrindo o fecho.


- Não. Foi uma magia que eu li sabe? Você faz o cordão de acordo com a pessoa, ele é ideal para você.


Pensei por alguns minutos e depois sorri.


- Vai ver ele só funciona comigo. – Eu falei e vi um sorriso iluminando o rosto do James.


Ele levantou da cadeira e foi correndo até onde eu estava pegando o colar da minha mão.


- Posso? – Perguntou ele e eu me virei.


No momento em que o cordão tocou meu pescoço senti um ligeiro calafrio. Não por causa do cordão, mas porque os dedos de James roçaram de leve no meu pescoço.


- Então? – Perguntou ele ansioso me virando e olhando para o cordão.


Imediatamente o cordão adquiriu um tom branco e James sorriu triunfante!


- Ahá!!! Você é um gênio Lily! – Disse ele beijando minha bochecha e se virando para a cama. Dei graças a Deus, porque a pedra tinha adquirido uma pequena coloração avermelhada. Afastei os pensamentos que estavam na minha cabeça rapidinho na hora em que ele virou de novo pra mim.


- Tem mais um problema – disse ele voltando a dar um suspiro.


- Qual é?


- Esse – falou ele estendendo um anel lindo. Com uma pedra da cor dos meus olhos verdes! Era perfeito o anel.


- Qual é o problema dele James? – Eu perguntei meio emocionada com a voz falhando.


- Bom... Ele está na família desde a geração da minha bisavó! E minha mãe tem uns dedos mais gordinhos que o teu... eu tentei diminuir, mas não consegui – falou ele como se estivesse se desculpando.


Peguei o anel e coloquei no dedão, depois dei um sorriso.


- Não tem problema! Ele ficará lindo no dedão. – Eu falei mostrando o anel pra ele e ele sorriu de novo.


- Te amo Lily! – Falou me dando um abraço e eu me senti meio nas nuvens.


Ele se afastou de mim e olhou pro cordão, depois começou a rir.


- Não precisa ficar envergonhada por causa de um abraço! – Falou passando as mãos no cabelo!! Ah! Não faz isso que eu gamo! NÃO! NÃO GAMOOO!


- É porque eu não comprei um presente pra você! – Eu falei me sentindo meio tola.


Na realidade eu comprei pra todos, mas nenhum presente parecia bom o bastante pro James.


- Ter você perto de mim no Natal já é um presentão! – Respondeu ele abrindo os braços e eu ri de novo.


- Você é único, James!


- Você me chamou de James! *-* - Disse ele com os olhos brilhando.


- Pois é! Fazer o que?


Ele começou a sorrir e pular que nem um macaco! Hasuhuashuas


- Potter! – Chamei severa.


- O que houve?


- Fecha os olhos. – Eu mandei.


- Por quê? – Perguntou ele desconfiando.


- Pra eu te dar o seu presente.


- Não precisa! – Disse ele sorrindo.


- Eu quero. – Eu falei e dei um tapa no braço dele – Mas antes eu quero saber uma coisa.


- O que? – Perguntou ele curioso.


- Você me ama tanto assim Potter? Pra ter esse trabalho todo com os presentes?


Ele começou a rir e depois me segurou pela cintura.


- Isso não seria nem metade do que eu faria por você.


Sorri e fechei os olhos dele passando as mãos em cada um. Ele ainda estava com as mãos na minha cintura, o que facilitou para que eu fosse fazer o que ia fazer.


Passei os braços pelo pescoço dele e murmurei perto do seu rosto:


- Esse é o meu presente Potter. E quem sabe você terá mais deles no futuro, se, se comportar?


Foi aí que o James deu o sorriso mais lindo que eu já o vi dar. Aquilo me fez perder o fôlego e eu tive que respirar fundo para ir até o final. Quando faltavam apenas alguns centímetros para eu beijá-lo, fechei os olhos e dei um sorriso.


No segundo seguinte James tinha me tirado do chão e já estava me beijando.


Eu nunca pensei que fosse me sentir daquela maneira ao beijar um garoto. Aquele sem dúvida, fora o melhor beijo da minha vida. James me beijava com carinho, de forma calma e com paixão. Depois de um tempo ele foi aprofundando o beijo, mesmo depois de longos minutos eu não queria me afastar dele.


- Não... – eu murmurei quando ele parou de me beijar para respirar, sem me colocar no chão.


- Calma Lily, ainda terá muuuitos dias na nossa vida para beijos como esse.


- Eu quero agora! – Exigi batendo em seu peito.


- Meu Merlin! Que menina ansiosa! Eu só queria um pouco de ar sabe? Você me deixa sem ar quando não está me beijando, imagina agora. Você vai me matar.


Reparei que quando ele disse aquilo, o pingente no cordão que estivera rosa passou para vermelho vivo. Ele também pareceu reparar.


- Não precisa sentir vergonha Lily, eu só digo apenas a verdade.


Então voltou a me beijar, e eu me esqueci de novo de tudo que estava a minha volta.


 


Depois de um tempo, descemos para a sala onde os outros dois casais nos aguardavam.


Sirius já estava vestido e com um sorriso enorme nos lábios. A Lene não cabia em si de tanta felicidade e veio correndo me abraçar quando reparou que eu e James estávamos de mãos dadas.


- AAAH!!! NÃOOOO! ISSO SIM É MAGIA DO NATAL! – Exclamou, e nós dois começamos a rir.


Ela pulou em meu colo e sussurrou em meu ouvido:


- Eu fiz Lily. Foi incrível. – Disse e eu me assustei um pouco. Ela pareceu perceber e começou a rir – Eu o amo tanto!


Abracei a Lene com vontade.


Foi aí que eu olhei pra Paaty e pro Remo conversando no sofá.


- OLHA LILYYYYYYY! – Berrou minha amiga de encontro a mim exibindo um par de brincos novos. –São de ouro! *-* De verdade!


- Lindos! – Eu falei enquanto ela apontava pro Remo como se quisesse dizer que ele que deu – O que você ganhou Remo? – Perguntei e ele mostrou um bichinho.


¬¬’ Tinha que ser a Paaty pra dar um lobo de pelúcia pra ele.


- Lene, o que você deu pro Sirius?


- Eu? – Ela perguntou e sorriu maliciosa – Uma coleira!


Comecei a rir descontroladamente enquanto o Sirius erguia a coleira no seu pescoço.


- Agora que cada casal trocou o seu presente... eu sinto que tem mais presente pra mim na árvore! – Disse Paaty correndo pra árvore de Natal.


E mais uma vez fomos trocar presentes entre nós.


 


Narrado por Lene:


Estávamos jantando nossa ceia de Natal.


Eu nunca vira minhas amigas tão contentes!! Lily não parava de sorrir a cada minuto, e ela sorria para uma determinada pessoa.


Remo e Paaty pareciam um casal de novela de tão grudentos...


Bom... e o meu cachorro? Ele não tirou a coleira! HUSAUHASSAUASHUS


- Agora... Eu quero feijão! – falou a Paaty alto o suficiente pra todo mundo ouvir e correu pra pegar. Foi quando algo além do feijão saiu de dentro da concha.


- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHH! – Berrou Paaty pulando de susto.


- CORRE! ESSA CASA TÁ CHEIA DE BICHOSS!! EU ME SINTO NUM FILME DE TERROR! NÃO AGUENTO MAIS TANTO BICHOOOOO! – Berrou o Sirius que nem um descontrolado e foi aí que eu o reconheci...


- BOLOTA!!! – Eu berrei pegando ele da concha e tirando um pouco do feijão dele. Paaty fez cara de nojo e colocou a concha de novo no lugar.


- Acho que ninguém mais vai querer feijão. – murmurou ela olhando para todos.


Depois de alguns segundos começamos a rir e eu fui lavar o bolota no tanque.


Na hora em que eu voltei Paaty e Remo dançavam ao som de uma música lenta enquanto Sirius abraçava James e Lílian dizendo um bando de... merdas.


- E quando vocês casarem eu serei o padrinho! E quando vocês tiverem filhos...


- Você será o padrinho! Nós sabemos Sirius! Nós sabemos! – Completou a Lílian rindo segurando na mão do James.


Foi aí que o Sirius começou a chorar que nem um cachorro desmamado... acho que ele já bebeu vinho demais por hoje.


- Esse foi o melhor Natal de todos os tempos! – Gritou ele beijando o James no rosto – Eu te amo cara!


- LENE! Controla o seu homem! – Pediu James e eu apenas ri.


- Eu não! Deixa os dois viados juntos!


Nos encaminhamos para o sofá onde várias canecas de chocolate quente aguardavam a gente.


- Sabe... vou sentir falta dessa casa. – Disse o Remo olhando em volta.


- Você pode voltar sempre! Todos vocês! – Eu falei fazendo carinho no bolota.


- Esse foi o melhor Natal da minha vida! – Disse o James abraçando a Lily no peito.


- Das nossas vidas! – Falou o Sirius me beijando e eu sorri.


- Eu sei gente! Passar o Natal comigo é foda! Fazer o que?


Paaty e Remo concordaram e eu sorri me largando no sofá quando o relógio tocou meia noite.


- Não é mais Natal. – Disse a Lily de forma chorosa pro James.


- Gente, eu sei que o Natal já acabou, mas nós ainda podemos aproveitar! A Noite é uma criança! – Eu falei e todos nos levantamos e começamos a dançar.


Aquele Natal com certeza seria o melhor de todos na nossa vida, e o primeiro de muitos passados juntos na casa de um de nós.


A questão é... não ia demorar muito para ficarmos somente nós juntos...


Eu já tinha planos para a páscoa... ;D


 


N/A: Pois é gente!


A Fic acabou oficialmente! Mas eu gostaria que todos que acompanharam ela, comentassem para dizer o que acharam do final e tal, e da Fic toda!!! Eu espero que vocês tenham gostado bastante e curtido!!


Valeu pessoal por terem acompanhado mais uma Fic minha! Eu amo muito vocês mesmo!! E um obrigada enoooorme a minha beta querida: Dominick! Minha leitora que nunca me abandonou! Hasuhashuas


 


Obrigada a todos, gente.


Um beijo enorme,


Cecília Potter ;*****


 


N/B: MORRI! Juro, to me desfazendo aqui de chorar gente, vcs nm têm a MÍNIMA idéia! Ficou simplesmente FODASTICO eesse cap, lindo, perfeito! Mas o final meu, eu quase parei de existir quando vi que era o fiiim, uma parte de mim foi embora...e só vai voltar com a CONTINUAÇÃO ;] então....POSTA CECÍLIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA *-* Amo vc amiga e saiba que eu sou a BETA OFICIAL da continuação Tb, nem vem amiga, SOU EU E PONTO ;] hahahaha AMOOO VC! Fic Mara, fato! Beijooooooos!! =**

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.