FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Mocinha de cara feia


Fic: A Vida de Remus, Tonks e Norah - revisando e HIATUS .


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 3
Mocinha de cara feia

Remus praticamente levou a filha de arrasto pra cozinha. Tonks nada conseguiu fazer, apenas tirou comida congelada da geladeira (sim, os bruxos já tinham evoluído um pouco), e aqueceu com a varinha. Norah, teimosa, nem olhava pra cara da mãe.
- Tonks, - chamou Remus. – será que a sua mãe não se importaria de passar alguns dias com a Nori? Eu acho que faria bem a ela, e refletir o quanto ela precisa de você. E você também, é claro. Você tá muito sobrecarregada, amor... Você precisa de descanso! – falou Remus, como sempre com palavras muito sábias.
- Não sei Remus. Eu to realmente chateada com a Norah... eu não esperava esse comportamento dela. Mas você sabe como é a Dona Andrômeda. Depois ela vai ficar colocando mal costume na menina... – disse Tonks desconfiada.
- Quem sabe você tem razão mesmo. Mas dessa vez acho que eu vou teimar. Ou você tem alguma outra idéia?
- Pior que tenho. – disse ela.
- Fala então? – disse ele a ela, enquanto a garota emburrada num canto da sala cortava todo o cabelo da Barbie nova com uma tesourinha escolar. Ele apenas olhou a filha com uma cara de quem não tem mais esperanças.
- Bem, você sabe, nós podíamos chamar os Weasley aqui. Eles são o maior exemplo de uma grande família, digo, com muitos irmãos e que todos se dão bem. E afinal, faz muito tempo que não vemos a Molly, digo, desde que Arthur se foi. Ela deve estar muito chateada. – disse Tonks, como quem pela primeira vez teve uma idéia brilhante.
- Muito bom mesmo Tonks. Eu tô mesmo é precisando ver gente! – disse ele e deu um beijo nela que ainda estava de cara feia.
- Norah! Vem comer! – chamou Lupin.
A garota fazia cara de nojo para aquilo. Parecia uma papa nojenta ou um miojo. Comida de Tonks né? Não se podia esperar algo melhor.
À noite, Norah foi correndo e se trancou no quarto, nem de tomar banho quis saber. Tonks ainda estava meio triste, resolveu não enfrentar a filha.
- Ei, Tonks! Não fica assim! Amanhã a menina já vai estar de bem com a gente. – disse o homem.
- Com a gente? – disse ela.
- É sim, ela quis que eu fugisse de casa com ela... – disse ele sorrindo.
Tonks, também riu. Não era à toa. Essa menina tinha um gênio e tanto. E que por sinal, era muito parecido com o da mãe. Foram abraçados em direção ao quarto. Por um momento eles refletiram, e pensaram mais em si mesmos, e é claro, na família que iria aumentar.

Awake on my airplane
(Acordo em meu avião)

Awake on my airplane
(Acordo em meu avião)

My skin is bare
(Minha pele está nua)

My skin is theirs
(Minha pele é dela)

Eles estavam ali, nos braços um do outro sem pensar em mais nada. Estavam tão felizes, que se fosse possível, com aquela radiação toda, iluminariam toda terra só com o olhar. Juntos, eles eram somente um. Seus corpos sincronizados com um só objetivo, o amor expresso fisicamente.

Awake on my airplane
(Acordo em meu avião)

Awake on my airplane
(Acordo em meu avião)

My skin is bare
(Minha pele está nua)

My skin is theirs
(Minha pele é dela)

As preocupações com os outros, com as outras coisas, praticamente estavam no esquecimento. O passado, tudo o que já acontecera, as cicatrizes de um outro tempo de dor, nem sequer eram lembradas.

I feel like a newborn
(Eu me sinto como um recém-nascido)

And i feel like a newborn
(E eu me sinto como um recém-nascido)

Awake on my airplane
(Acordo em meu avião)

Awake on my airplane
(Acordo em meu avião)

I feel so real
(Eu me sinto tão real)

Os sentimentos estavam à flor da pele. Nada era em vão. Neste momento Remus tinha a certeza de que nunca se arrependeria por ter ficado finalmente com Nymphadora. Ela era a mulher da sua vida.

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)
yeah

Momentos inesquecíveis aquela mulher lhe proporcionava. E era recíproco. Tonks jamais se arrependera por ter esperado tanto por uma resposta positiva de Remus. Aquele era o homem de sua vida.

I don't believe in
(Eu não acredito)

I don't believe in
(Eu não acredito)

In your sanctity
(em sua santidade)

Your privacy
(Sua privacidade)

Ela, nunca imaginou Remus a imagem de todos, ou pelo menos da maioria. Pra ela, ele jamais seria um “lobo” rude. Não podia ser assim. Ele era tão “meigo”? Com certeza não, esse não era o Remus dela. O Remus dela era especial.

I don't believe in
(Eu não acredito)

I don't believe in
(Eu não acredito)

Sanctity
(santidade)

A hypocrisy
(uma hipocrisia)

Eles enfrentaram uma sociedade cheia de preconceitos, e não era à toa. Remus, um lobisomem. Nymphadora, uma ex-auror metamorfomaga.

Could everyone agree that
(Pode todos concordarem que)

No one should be left alone
(ninguém deveria ser deixado só?)

Could everyone agree that
(Poderia todos concordarem que)

They should not be left alone yeah
(eles não deveriam ser deixados só?)

Tudo, tudo o que Tonks sempre quis foi convencer Remus da mais pura verdade. Na época da guerra os sofrimentos eram os mais profundos, não se podia negar. A solidão em tempos como estes era um lento suicídio.

And I feel like a newborn
(Eu me sinto como um recém-nascido)

And I feel like a newborn
(Eu me sinto como um recém-nascido)

Kicking and screaming
(Chutando e gritando)

A verdade era que nem mesmo ele queria se prender a sua condição imposta: “não se envolver”. Ele se esquivava dela de jeito algum podia se envolver com ela em seus conceitos. Velho demais, pobre demais, perigoso demais...

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)
yeah

A vida resguardava muito mais do que isso para eles. Uma família. Isso é o que eram agora. Os anos haviam passado, Tonks agora com certeza era mais madura, e Remus, somente mais velho.

Hey dad, what do you think about your son now?
(Ei papai! Agora o que você pensa do seu filho?)

Ah, hey dad, what do you think about your son now?
(Ei papai! Agora o que você pensa do seu filho?)

Foi muito sofrido. Mesmo eles tendo admitido o seu amor um pelo outro, não fora nada fácil enfrentar os preconceitos da sociedade bruxa:
“Lobisomem e ex-auror foram vistos juntos na festa de fim de guerra. A sociedade não poderia permitir um perdão dessa forma. Os lobisomens que lutaram ao lado de você-sabe-quem até o final, devem ir para Azkaban!”
“A ex-auror, Nymphadora Tonks, foi demitida esta manhã por declarar publicamente estar ao lado de um lobisomem”
Manchetes como essas, feriram muito o casal, e também demonstraram muitas portas fechadas para eles. Foram dias difíceis, mas que eles encararam com muita garra. Afinal, eles também tinham uma filha a caminho para criar.

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)

Could you take my picture?
(Você poderia tirar minha foto?)

'cuz I won't remember
(Porque eu não vou me lembrar)
yeah




- Amor! – falou o homem.
- Uhm? O que? – falou a mulher com longos cabelos loiros enroscados no pijama de estrelinhas.
- Hagrid está aqui. Ele quer falar com você. – disse o Lupin com uma expressão triste.





**********************************************
N/A: Peço a todos os leitores mil desculpas pela demora do cap. ! Eu pra variar... hehe estava resolvendo questões amorosas... hehehe talvez o próximo cap. fique melhor.. esse eu admito .. tá mto ruim!
Agradeço especialmente À:Maria Luiza Araújo , Isabela Bichara (posta garota! to anciosa!), Mary-Jane Wood , Gude Potter (a tua fic eh o máximo!), Ana Bolena Black (tu tbm hein! vê se posta!)
Bjo meninas... sem vcs eu escritora não sou ninguém!
=]

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.