FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Único


Fic: Toque Delicado


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

FANFIC DEDICADA À "MIONE03"... feliz aniversário atrasado, linda!


 


Toque Delicado


"… Pra me satisfazer, amor, você tem que satisfazer meu coração


Você sabe tocar uma garota?


Se você me quer tanto, primeiro eu tenho que saber


Você é cuidadoso e gentil?


Você se importa com o que eu penso?


Ou só quer me exibir?


Você irá longe se souber como tocar uma garota...”




Ela permanecera agarrada aos lençóis, os olhos permaneceram abertos, vagando por seus sonhos, sonhos no sentido não literal da palavra, pois não conseguira dormir mesmo depois do suposto esforço e da suposta “lenda” de que horas de sono pesado sucediam noites de amor. Quando os primeiros raios de sol da manhã atingiram seus ombros nus, pareceram frios e sem vida, derrubando o último esforço que ela fazia para evitar as lágrimas. Suas mãos se fecharam em um aperto ao travesseiro para conter o soluço, não queria acordar seu namorado e amigo, Ronald Weasley, com soluços chorosos na manhã seguinte que haviam tido sua primeira noite de amor.


A noite anterior definitivamente não chegava nem perto do que ela imaginara. Expectativas e sonhos tinham ido por água abaixo. Quando começaram, não estava completamente certa de que era sua hora, mas agora... agora ela simplesmente tinha absoluta certeza de que não estava preparada.


A morena levantou-se suavamente, tomando o cuidado de não mexer em seu companheiro ruivo, que roncava em sono profundo. Recolheu rapidamente as roupas espalhadas pelo chão e vestiu-se o mais depressa que pôde enquanto as lágrimas silenciosas escorriam  por sua face avermelhada. A garota lançou um último olhar confuso e decepcionado  à massa de cabelos ruivos na cama e deixou o local. Caminhou solitariamente pelos corredores desertos da escola e entrou no banheiro, despiu-se rapidamente e entrou embaixo da cascata de água quente. As lágrimas rolaram abundantemente agora, sem medo e sem tentativas de esconder que aquela fora a pior e mais decepcionante noite de sua vida.


Hermione imaginara que o dia em que se entregasse a seu amado pela primeira vez seria o dia mais feliz de sua vida, porém tudo o que ela conseguia se lembrar era de um Rony ligeiramente alto – assim como ela – apressado e desajeitado...  Os dois vinham conversando e se preparando para essa noite há algum tempo e ela ainda não se sentia totalmente pronta para esse grande passo na vida de uma garota, especialmente uma garota como Hermione Granger, mas os pedidos e tentativas do namorado, a idade e o amor e medo de perdê-lo que a morena sentia fizeram-na convencer a si mesma de que estava pronta para a situação e assim entregara-se a ele, porém o lugar que escolheram – um pouco embriagados – não era nem de longe parecido com o grande quarto com perfume de rosas  e lençóis de seda brancos que ela tinha na imaginação e o garoto não fora nem um pouco romântico e delicado como ela esperava. Não por sua culpa, provavelmente, no entanto...


Assim que a água havia escorrido por ela tempo suficiente para acalmá-la e limpar seu corpo e sua mente, ela saiu do banho e secou-se suavemente analisando cada parte bela e pura de seu corpo tão jovem. A pele alva e macia, com toda a certeza, exigia um toque delicado e macio assim como uma rosa branca, os seios rosados e não muito grandes pediam  carinhos gentis, o rosto feliz e de traços finos pediam atenção, assim como os lábios delineados e rosados pediam por beijos suaves e intensos. Contudo seu namorado não parecia notar nada disso.


E agora, tocando seu próprio corpo como deveria ser tocado, com cuidado e suavidade, ela sentia-se violada, suja, arrependida. Entregara sua virgindade, sua inocência, sua intimidade ao garoto que amava e tudo havia sido tão decepcionante... será que havia sido decepcionante assim para ele também?  


Hermione desceu para o café da manhã sentindo-se imensamente cansada, não dormira um segundo a noite toda e não sentia muita fome, apesar de tudo. Sentou-se à mesa e tentou engolir qualquer coisa enquanto tentava se concentrar em revisar sua última redação para a Professora McGonagall. Rony não desceu para o café e Harry foi procurar por ele, apesar dela não ter dado nenhuma informação sobre o paradeiro do ruivo, pois não estava muito a fim de conversar. Quase dormira sobre a redação quando um delicioso e doce cheiro de flores invadiu suas narinas e ela sentiu um leve roçar de cabelos em seus ombros e pescoço, olhou para cima e viu Gina Weasley espiando sua redação.


- Bom dia, Mione. – disse a garota abrindo um sorriso brilhante


- Olá, Gina. – respondeu a outra sem animação.


- Tudo bem? – perguntou a ruiva.


- Tudo sim, por quê?


- Porque você não me parece tão bem. – respondeu com uma careta enquando sentava-se ao lado da monitora. Gina lançou um olhar profundo à amiga e quando falou sua voz era clara, mas confiante. – O que aconteceu?


- Está tão óbvio assim? – pequenas rugas se formaram na testa de Hermione, arrancando um sorriso carinhoso de Gina.


- Não – deu de ombros – É só que eu te conheço.


- Bem... digamos que nós criamos expectativas demais com algumas coisas e acabamos nos decepcionando.


- Isso é verdade... A vida não é um conto de fadas. – concordou ela – Mas pode ser linda e cheia de coisas boas na maior parte do tempo.  – continuou a ruiva com um sorriso – Não desista de tentar ser feliz, Mione. Seja lá o que tiver acontecido.


- Desde quando você resolveu bancar a terapeuta, Weasley? - Hermione fez uma careta e sorriu tristemente.




- Desde que você tirou uma folga. - Se olharam por longo minuto de silêncio. - Bem, eu acho que você tem que ir, sabe? - Gina arqueou uma sobrancelha. - Ouvi Ron dizer que McGonagall passou um trabalho para o primeiro tempo e...


- É, você tem razão. - Interrompeu Hermione com azedume, a mênção do garoto fez a calma que havia conseguido nos últimos minutos através de Gina desaparecer. - Obrigada, hum, pelos conselhos...




- De nada. Estou aqui para o que você precisar, tá bom? – ofereceu a ruiva tocando a mão de Hermione sutilmente – Somos amigas.


***


- Mione! – Rony agarrou a cintura da namorada carinhosamente – Não consegui falar com você o dia todo! Está me evitando? – perguntou ele, mas sem deixar o tom brincalhão. Ele parecia feliz, não decepcionado.


- Não. – respondeu ela simplesmente – Eu só queria... um tempo pra mim mesma.


-Ah... - fez ele encarando os próprios pés que se moviam em direção a Sala Comunal. - Mamãe me mandou uma carta... perguntou se você vai lá para casa... no Natal... você sabe... levar seus pais... apresentar famílias... essas coisas.


- Hum. Acho... acho que sim, não é?


- Que bom! - exclamou o ruivo sentando-se em uma confortável poltrona e puxando Hermione para si. A monitora acomodou-se decentemente no colo do namorado e passou os braços pelo seu pescoço, enquanto ele acariciava suas costas. - Você está tão linda...


- Obrigada... - não pôde deixar de apreciar o elogio.


- Eu te amo.


- Eu... eu também.  – respondeu Hermione desviando os olhos do namorado e concentrando-os nos flocos de neve que caíam pesadamente do lado de fora do castelo.


***


- Não, Ron! – repetiu ela pela milésima vez na noite – Aqui não! Você não respeita ao menos a casa dos seus pais? Seus irmãos, todo mundo aqui... – ela já estava perdendo a paciência. 


- Por que não, meu amor? Tem um quarto vago e nós poderemos ficar bastante confortáveis lá, além disso...


- NÃO, Rony. Aqui não, hoje não.


- Como um presente de Natal para nós dois... já faz dias!


- Presente de Natal? Eu por um acaso sou algum objeto que você dá de presente? Por favor, Ron!


Foi a gota d’água. Ela entrou no quarto que Gina dividia com ela todas as vezes que se encontrava n’A Toca e tentou limpar as lágrimas antes de se jogar na cama. Gina, que antes estava concentrada na matéria sobre Quadribol do mais recente Profeta Diário, atirou o jornal para o lado e correu para a amiga.


- Mione, que foi? Que aconteceu?


- Mione! Mione! Abra, me desculpa! Vamos conversar?!


- Fala pra ele ir embora, por favor, Gina! – pediu a garota com o rosto enfiado no travesseiro


Gina abriu a uma fresta na porta e encarou seu irmão.


- Ela não quer falar com você agora, Rony. Dá um tempo. 


- Me deixa entrar, Gina! Eu estou mandando!


- Ela não quer – repetiu a ruiva lentamente como se falasse com um retardado mental  - Vá embora. Amanhã vocês conversam.


Ele abriu a boca e por um momento pareceu que não ia desistir, mas encolheu os ombros e gritou para trás de Gina  “Eu te amo, Hermione, você não devia fazer isso comigo!” Gina esperou o irmão desaparecer e voltou para o quarto, trancou a porta para que ele não tentasse forçar a amiga a falar com ele, entendia que fosse o que fosse o motivo da briga... Hermione certamente não queria discuti-lo com ele agora.


 


- Você tá bem? – perguntou Gina sentando-se na cama da amiga, que ainda chorava com o rosto enfiado no travesseiro. – Você quer conversar sobre isso?


- Não. – respondeu ela emboladamente devido ao travesseiro


- Tudo bem. Eu estou aqui se precisar – afirmou a ruiva passando a mão pelo cabelo da amiga e lhe fazendo cafuné.


Hermione ficou aproveitando os carinhos em sua cabeça e deixou as lágrimas correrem,  foi se acalmando aos poucos e depois de algumas horas as lágrimas haviam parado de escorrer, o coração voltara ao ritmo normal e uma calma instalara-se em seu peito, mas Gina permanecia ao seu lado  fazendo-lhe carinhos na cabeça como se ela fosse uma criança indefesa. Há horas.
A morena decidiu que já era hora de recompor e que Gina precisava de um descanso, então sentou-se na cama e encarou a amiga. A ruiva não possuía nenhuma expressão em seu rosto. Nenhuma reprovação.


- Obrigada, Gina. Obrigada por tudo. Obrigada por existir.


- De nada, Mione. – respondeu a outra com um sorriso caloroso – Você está melhor?


-Sim. Graças a você.


Hermione encarou Gina como se fosse a primeira e última vez que via a ruiva na vida. Sentiu-se envergonhada ao perceber o quão profundos eram os olhos castanhos da outra e ao notar que seus próprios olhos, que também eram castanhos, não possuíam metade do brilho e da expressão que os da ruiva possuíam. Havia uma chama, um calor, uma intensidade incríveis. A chama dos olhos de Gina ardiam mais, muito mais do que seus cabelos cor de fogo.


Sardinhas claras e charmosas cobriam a pele alva de Gina e davam-na um ar infantil e delicado de menina que contrastava diretamente com o olhar de mulher adulta e forte que a ruiva tinha. Hermione ainda estava perdida nos detalhes do rosto da outra quando sentiu um calor gostoso a envolver e um perfume floral inebriar suas narinas, e ela percebeu que estava sendo abraçada por Gina.


- Eu que agradeço, Mione... você tem sido minha melhor amiga todos esses anos, muito obrigada!


Separaram-se e o cabelo de Gina roçou suavemente o pescoço de  da outra, o cheiro de flores mais forte ainda agora. As duas continuaram se encarando até que o sorriso de Gina morreu e ela ficou séria mantendo o contato visual com Hermione. A morena, sem pensar direito no que estava fazendo, levou sua mão lentamente até o rosto da outra e tocou-a, percebendo que a pele dela era tão macia quanto a sua própria.


Gina sentiu o toque tão vacilante e tão suave da amiga e encarou o rosto emoldurado por cachos castanhos... Era um rosto tão conhecido, cada detalhe, cada expressão, tudo o que Gina já conhecia... Ela se aproximou dos lábios de Hermione tão suavemente quanto a outra havia tocado seu rosto. Por um instante, os lábios apenas se encostaram, mas depois as duas iniciaram um beijo lento, suave e doce.


As mãos de Gina desceram delicadamente pelos ombros e espinha de Hermione à medida que  os beijos  foram aumentando enquanto as mãos da outra passeavam ainda tremulamente pelos cabelos e ombros da outra. O mundo de Hermione silenciou e ela abriu os olhos e vislumbrou a linda cena da neve caindo lá fora e os cabelos macios de Gina caindo sobre si quando a garota desceu por seu pescoço com beijos doces e maravilhosos.


Talvez para qualquer outra pessoa parecesse loucura, mas para elas pareceu algo simplesmente natural quando Gina voltou a beijá-la docemente ao mesmo tempo que abria o zíper da blusa de Hermione lentamente... Elas se inclinaram para a cama lentamente e um suspiro escapou dos lábios da morena quando os lábios da outra encontram seu colo e desceram por seus seios. Hermione fechou os olhos e permitiu-se sentir as mãos de Gina deslizando por sua cintura e coxas, enquanto seus lábios beijavam docemente seus seios. A ruiva desceu pregando beijos e mordiscadas leves pela barriga da outra e ao chegar a sua calça, ela depositou um beijo profundo ali... Hermione suspirou porque agora ela estranhamente tinha certeza... Gina continuou... Fazendo mistério, dando carinho, praticando magia...









N/A: Bom, essa foi minha primeira short femmeslash e sei lá, eu acho que até que ficou legalzinha '-' É um shipper que eu sempre gostei, apesar de achá-lo meio sem noção e eu só vi umas duas fics com ele até hoje... mas enfim, espero que tenha ficado legal, pelo menos u.u' Ah, a fic foi inspirada na música "How To Touch A Girl" da Jojo, apesar do resultado não ter ficado exatamente com a idéia da música, mas enfim... Obrigada pela leitura, espero que tenha gostado e... claro, não é porque não vai ter continuação e tals que vc vai deixar de comentar né!!! x]


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 8

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Amanda Yamagutt em 10/12/2013

Ahh, como é bom ler uma fic bem escrita, bem organizada e bem formatada!! E é claro, muito fofaaa (apesar do casal inusitado) *-----* Parabéns!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por DiLuaW7 em 11/11/2013

ahhhhhhhhhhh eu tbm gosto delas juntas a fic ficou muito boa ><

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 28/10/2013

:D

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Kimb G. em 28/01/2013

Nossa, amei! Parabéns!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por tamires wesley em 22/09/2012

eu amei, fikou excelente parabens 0/ ;)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Miely Black em 25/04/2012

Ficou linda!!

 

Nota: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Layra Black em 30/08/2011

Fico muito boa parabens!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por CacaBlack em 27/07/2011

Legal a fic!

Mega romantico elas duas!

Beijos!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.