FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Volta a Hogwarts


Fic: Harry Potter e O Enviado da Luz


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 5 – Volta a Hogwarts

Dois dias haviam se passado desde que Harry havia fugido, ele mantinha secretamente comunicação via cartas com Isaias, Thiago, Rony e Hermione, mas sem divulgar sua localização. Os membros da Ordem estavam preocupados, pois acreditavam que ele não era capaz de se cuidar sozinho e muitas vezes acusavam Isaias de não ter impedido Harry de fugir, mas Dumbledore respondia firmemente.
- Harry sabe se cuidar. Isaias fez o que é certo, ajudou um amigo necessitado. E concordo plenamente com o motivo desta fuga, ele realmente precisava de um tempo a sós.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Após alguns dias depois do Júri, o ministro voltou a ser investigado e devido à descoberta da fuga dos comensais que haviam sido presos no ministério, com a ajuda dos dementadores que se bandearam para o lado das trevas ele veio a ser humilhado em público. Estas novidades geraram muita confusão e várias notícias no Profeta Diário e no O Pasquim, além de muito medo e terror nas pessoas, que agora estavam enviando mais berradores, para o ministro, que as empresas podiam produzir.
Enfim, havia chegado o dia da volta a Hogwarts. Como era de se esperar Kingscross estava mais vazia que de costume, no entanto, o Expresso de Hogwarts continuava tão majestoso como nos últimos anos, para os antigos alunos e para os novatos também.
No fim do trem estavam Rony, Gina e Hermione se despedindo do Senhor Weasley, quando Isaías chegou junto a Thiago e acompanhado por Olho-Tonto Moody.
- Qual o seu doce favorito? – perguntou Moody ao Senhor Weasley.
- Doce de Abacate. – respondeu o Senhor Weasley. – Porque?
- Segurança Arthur. Muito bem jovens todos para dentro o trem já irá partir.
- E o Harry? Ele ainda não chegou. – disse Hermione preocupada
- Ele sabe se cuidar Hermione. – disse Rony puxando-a e levando Gina junto para o fim do trem para a última cabine.
Poucos instantes depois um garoto com cabelos negros assanhado e uma cicatriz na testa estava chegando correndo, aquele era Harry Potter, mas ele estava diferente, parecia mais forte e mais alto estando agora quase do tamanho de Rony e vestia-se finamente com um sobretudo de pele de urso cobrindo suas vestes e uma edwiges atenta voando atrás dele só parando no seu ombro quando ele estava pondo o malão para dentro.
-Ah, Harry querido! – exclamou a Sra. Weasley abraçando-o – Nunca mais fuja de nós. Meu querido? O que houve com você? Está muito diferente.
- Molly, não é hora. – disse o Sr. Weasley segurando-a – Mande cartas Harry, e os garotos estão na última cabine. – completou enquanto o trem se movia.
- Até mais. – disse Harry fechando a porta do vagão.
Após uma boa caminhada Harry finalmente chegou à última cabine onde encontrou Gina, Rony e Hermione em mais uma briga.
- Vai cuidar da sua vida Rony!
- Concordo Gina, mete essa sua cabeçorra onde for chamado Rony.
- Não se mete Hermione. Ela é minha irmãzinha e eu não admito que nenhum marmanjo se meta com ela.
- Se você não percebeu Ronald Weasley, sua irmãzinha cresceu, ela não é mais uma garotinha ela é uma mulher. – disse Mione
- Concordo plenamente com isso Mione. – disse Harry sorrindo da porta – Sua querida irmãzinha se tornou uma mulher, e das mais lindas por sinal. – completou corando
- Harry! – exclamaram os três juntos, Gina bastante corada.
- Onde você se meteu Sr. Harry Potter? – perguntou Gina depois de abraçá-lo.
- Ora, se eu contar onde fica meu lugar secreto ele vai deixar de ser secreto não? – perguntou se sentando – Basta vocês saberem que é uma propriedade Black, portanto bastante segura.
- Hei! E o que foi que você falou da minha irmãzinha? – perguntou Rony com uma sobrancelha levantada.
- Exatamente o que eu disse. – riu Harry – Sua irmãzinha, cresceu. Ela não é mais a garotinha de quatro anos atrás. Ela é uma linda mulher, que sabe se cuidar muito bem. Deixe de ser ciumento Rony. – completou vendo Gina e Harry corarem.
- O que você fez em suas férias Harry? – perguntou Hermione tentando não rir.
- Muitas coisas. – disse ele olhando as arvores pela janela e percebendo que já escurecia. – Na maior parte do tempo estive treinando feitiços novos e estudando sobre Deuses. Também estive me concentrando e pensando no que fazer de minha vida.
- Isso foi excelente Harry. – disse Mione feliz com o crescimento do amigo.
- Obrigado. – disse Harry suspirando antes de olhá-los – Vocês tem que saber de algo.
- Vocês lembram lá do ministério, quando eu e o Neville estávamos tentando subir as escadas, o que aconteceu?
- É claro. A profecia foi quebrada, e ninguém conseguiu ouvi-la novamente. – respondeu Hermione rapidamente
- Bem, uma pessoa já tinha ouvido ela 16 anos atrás. – disse Harry meio cabisbaixo – O Professor Dumbledore a ouviu de Sibila Trelawney, e ele me contou ela.
- Mas Harry, você já sabia ela. Ele te contou. – disse Rony
- Não completamente. – disse Harry sorrindo sarcasticamente – Ele só contou o início, mas agora eu já sei o resto dela.
- E qual é? – perguntou Gina
- Só existem dois futuros para mim. Ou eu morro nas mãos de Voldemort, ou eu sujarei minhas mãos matando-o.
O silêncio tomou conta do lugar e nenhum dos que estavam ali souberam como reconfortar Harry.
- Cara que barra. – respirou Rony por fim
- Pois é. Foi por isso que fugi, precisava por as idéias em ordem. Bem, eu vou procurar Isaías e Thiago. –disse Harry se levantando
- Eles estão no vagão anterior. – disse Mione enquanto Harry saia. – Rony, precisamos fazer a ronda do trem, vamos logo. Gina, vou pedir a Luna para vir te ver.
- Está bem Mione, Obrigado. – respondeu Gina pensativa
Enquanto isso Harry já havia chegado no outro vagão.
- Harry! – disse Thiago pulando para abraçá-lo
- Olá Thiago. Isaias, como vai?
- Muito bem Harry. – disse Isaias apertando sua mão. – Fico feliz q não tenha usado aquilo.
- Hm, sei. Já fez amigos? – perguntou Harry olhando os outros passageiros
- Ah, não, eles são meus amigos de Crystal e Beauxbatons. – disse Isaias se levantando – Estes são, Felix Farias, Juliana Vogel e Lyra Byrnison. Pessoal este é Harry Potter.
- Olá – disseram todos
- Achamos melhor ficarmos juntos afinal fomos transferidos.
- Entendo. – disse Harry olhando-os até parar no rosto de Juliana reconhecendo-a imediatamente. – Hei! Vocês estavam naquele sonho.
- Estávamos. – disse ela sorrindo – Mas continuo sem entendê-lo
- Em breve todos nós entenderemos não é Harry? – perguntou Isaías olhando-o
- Certamente. – disse Harry voltando ao controle. “Será que Dumbledore sabe sobre os descendentes?” , pensou, mas logo seus pensamentos foram interrompidos pois alguém não desejável entrava na cabine. – O que quer Malfoy?
- Novos amigos Santo Potter? – perguntou olhando todos e parando olhando Lyra, com um olhar devastador, que cor e se esconde atrás de um livro.
- Como vai Malfoy? – pergunta Isaías sarcasticamente
- Lion? Finalmente veio para Hogwarts. – disse Malfoy – Mas parece que não mudou desde a última vez que nos vimos, continua como seus pais, fazendo péssimas escolhas.
- Hunf. – fungou Isaías balançando a cabeça – Que eu me lembre, você é o filho de comensais.
- O que você disse? – perguntou Malfoy se exaltando
- O que quer aqui Malfoy? – perguntou Gina entrando na cabine – Não percebeu que você ta sobrando aqui?
- Ora, pimentinha Weasley, se você quiser me acompanhar não vou sobrar mais. – respondeu sarcasticamente
- Ela já tem companhia Malfoy – disse Harry se levantando, mas foi impedido de fazer algo, pois Rony entrou na cabine socando-o.
- JAMAIS DE APROCIME DE MINHA IRMÃ! – gritou raivoso Rony sendo segurado por Mione e Felix
- Rony, se acalme. – pediu Gina – Você é monitor não pode se meter em brigas.
- Seu pobretão desgraçado. – falou rouco Malfoy enquanto tentava estancar o sangue que descia do nariz. – Você quebrou meu nariz, vou fazer você receber a pior detenção que Hogwarts já viu.
- Você ainda não entendeu Malfoy? – perguntou Isaias sendo impedido por Lyra
- Continua me decepcionando não é Malfoy? – perguntou Lyra levantando-o – Este monstro não é você.
- Ora, Byrnison, me deixe em paz. –disse se erguendo – Este não sou eu? Então quem sou eu?
- Você. – começou quase chorando – Você é um boneco de seu pai. Faz tudo que ele manda e quer. Obedecendo todos os desejos dele. Você é apenas um fantoche. – explodiu por fim.
- Boneco? Fantoche? Par com isso, eu sou o que eu quero ser. – disse aturdido
- Não! Pare de mentir! Fui criada com você, sei como você é verdadeiramente! Já chega Malfoy! Tire essa máscara e mostre sua verdadeira face!
- Não! Pare com isso você Byrnison. – replicou Malfoy totalmente aturdido. – Eu vou embora daqui!
- Continue fugindo da verdade e você nunca será alguém! – gritou antes de bater a porta
Todos estavam atônitos ao que havia acontecido ali até que Lyra se sentou no chão e voltou a falar.
- Eu juro, a vocês. Malfoy vai voltar a ser o que era. Nem que seja a última coisa que eu faça!
- Eu espero que sim. –disse Juliana entregando um sapo de chocolate a relutante Lyra
- De onde vocês s conhecem o Malfoy? – perguntou Harry curioso
- Ele era meu vizinho. – começou Lyra – Do tempo em que eu ainda morava na Inglaterra.
- Eu o conheço da mesma vizinhança. – continuou Isaías – Eu o conheci quando fui visitar a Lyra na casa dela há muitos anos. Mas vamos deixar essa conversa para outra hora, temos que nos arrumar, o trem já deve estar chegando. - completou se levantando – Você vem Thiago?
- C-claro. – disse Thiago se levantando e seguindo atrás dele calado.
- O que houve Thiago?
- Isaias, me diga que você viu também?
- Viu o quê? – disse levantando a sobrancelha.
- Quando a Lyra tava brigando com o Malfoy eu vi uma luz emanando dos dois e se entrelaçando.
- Hmmm. – murmurou Isaías completando em pensamento – “Então você é capaz de ver as reações dos cosmos”.
- E então? – perguntou nervoso
- Não, eu não vi. Mas me dia qual era a cor dos cosmos deles?
- Ah. A de Lyra tinha uma coloração meio rosa e do Malfoy era vermelho sangue.
- Hmm. Bom, acho melhor você não falar sobre isso com ninguém. Agora vamos, eles já devem estar descendo o trem parou já tem um tempo.
Os dois sairão correndo procurando os outros até encontrarem eles conversando com um meio gigante.
- Ah! Finalmente chegaram. – exclamou Hagrid sorrindo – Vocês devem ser o último transferido e o último novato que é amigo do Harry.
- Sim somos nós. – respondeu ofegante Isaías.
- Venham comigo. – disse Hagrid antes de começar a gritar – Alunos do 1º ano e transferidos!! Por Favor, me acompanhem! Cinco em cada barquinho, rápido vamos.
- Ah, Hagrid. – exclamou Harry – Por favor, entregue esta carta a Professora Mcgonagall.
- Certamente Harry. Agora vá, as carruagens já estão saindo.
- Peça para ela ler imediatamente Hagrid! – disse Harry antes de fechar a porta da carruagem que começou a andar na mesma hora.
Momentos depois as carruagens já haviam chegado e todos estavam entrando no salão quando Harry foi interceptado pelo Professor Flitwick.
- Senhor Potter. Você poderia me dizer se escreveu este bilhete para a Professora Mcgonagall?
- Sim professor.
- Ok então. – disse antes de correr para fora do salão voltando segundos depois.
- O que Flitwick queria Harry? – perguntou Hermione
- Vocês saberão em breve.
No entanto, antes que eles conseguissem protestar, as portas do salão se abriram e vários jovens entraram atrás da Professora Mcgonagall, que tinha os olhos sérios para Harry, e atrás dela quatro adolescentes, o que fez com que todos ficassem olhando-os em silêncio.
- Muito bem! – exclamou a Professora Mcgonagall quando voltou da mesa dos professores, onde falou algo com Dumbledore que apenas sorriu, com um banquinho tosco e um chapéu todo rasgado. – Chapéu Seletor, faça as honras, por favor.

“Quando Hogwarts começou,
os fundadores desta nobre escola
achavam que nunca se separariam.
Unidos por um objetivo comum,
eles tinham a mesma aspiração,
fazer a melhor escola de magia do mundo.
No entanto, algo que eles não esperavam aconteceu,
Salazar Slytherin disse:
‘Ensinarei apenas aqueles
cujo ancestral é puro.’
Rowena Ravenclaw disse:
‘Ensinarei aqueles
cuja inteligência for perfeita.’
Godric Gryffindor disse:
‘Ensinarei todos aqueles
com bravos atos em seu nome.’
Helga Hufflepuff disse:
‘Ensinarei a laia
e os tratarei como iguais.’
Essas diferenças causaram pouca discussão,
quando pela primeira vez vieram a luz,
pois cada fundador tinha
uma casa em que poriam
os que eles queriam.
No entanto, as casas e seus fundadores
Que foram reduzidos a três, precocemente
Voltaram a ser unidos como já foram.
E agora eu estou aqui,
E todos vocês sabem bem o porquê.
Selecionarei vocês nas casas,
porque fui criado para isso
mesmo achando isso errado.
Eu selecionarei vocês,
mas prestem atenção,
nossa Hogwarts está em perigo
nós precisamos nos unir, eu repito
ou iremos ser derrotados.
Eu os falei, eu os avisei...
Agora que a seleção comece.”


Quando o chapéu terminou todos bateram palmas, novamente com murmúrios, que foram logo abafados pela Profa. Mcgonagall.
- Bem, bem. Vamos começar. – disse ela séria – Quando eu os chamar seus nomes, vocês sentarão neste banquinho e eu porei o chapéu em suas cabeças que dirá em que casas deveram ficar.
Após arrumar melhor os novatos ela voltou a falar.
- Craker, John.
Após alguns segundos o chapéu falou – LUFA-LUFA! – *Palmas e gritos*
...
- Estrela, Nadia.
Segundos – SONSERINA! – *Palmas e gritos*
...
- Granul, Ognar.
Segundos – CORVINAL! – *Palmas e gritos*
...
- Iogur, Etrug.
Segundos – LUFA-LUFA! – *Palmas e gritos*
...
- Potter, Thiago.
Murmúrios foram ouvidos por todo o salão...
- Potter? – exclamou Malfoy – Mas o cicatriz era o último dos Potter.
- Harry? – exclamaram Gina, Rony e Hermione.
- Você disse que ele era só um amigo! – disse Mione.
- Silêncio. Por favor. – disse Dumbledore severamente enquanto a Profa. Mcgonagall colocava o chapéu em Thiago.
“Hmm,, você não é um Potter.” – pensou o chapéu
“Sou sim.” – pensou Thiago
“Acalme-se. Só disse que não é um Potter de sangue.” – respondeu rindo.
“Desculpe,..., é que estou nervoso”
“Não precisa ficar. Agora deixe-me ver.” – disse antes de ficar em silêncio – “Bem, tem uma coragem admirável, amizades você faz facilmente, também tem um a fome por aprender coisas novas, e tem uma enorme vontade de vingança. Pela 2ª vez estou indeciso, você poderia ficar em qualquer casa.”
“Não” – pensou Thiago rapidamente – “Eu queria ficar com o Harry. Quero ir para a Grifinória!”
“Tem certeza?”
“Sim!”
“É, você realmente tem a decisão dos Potter. Neste caso, você vai para....”
- GRIFINÓRIA!
O salão irrompeu em palmas, vinda em sua maioria da Grifinória.
- Aew maninho! – disse Harry enquanto abraçava Thiago – Bem vindo aos Leões.
- Ganhamos outro Potter! Ganhamos outro Potter! – zombavam alguns grifinórios para os sonserinos.
Quando tudo se acalmou e a seleção terminou Dumbledore começou a falar.
- Sejam todos bem vindos antigos e novos alunos. Agora faremos à seleção de alunos que foram transferidos de Crystal e de Beauxbatons para o sexto ano de Hogwarts. Professora Minerva, por favor.
- Byrnison, Lyra.
“Finalmente vocês estão vindo a Hogwarts...hmmmm o uso da inteligência é o seu forte.”
Segundos – CORVINAL! – *palmas e gritos*
- Farias, Felix.
“Olá Senhor Farias. Sua mãe ficaria feliz de você ser são amigo”
Segundos – LUFA-LUFA! – *palmas e gritos*
- Lion, Isaías.
“Senhor Lion, veio decidido a acompanhar o Potter mesmo com um futuro enorme na Sonserina?”
“Sim”
Segundos – GRIFINÓRIA! – *palmas e gritos*
- Vogel, Juliana.
“Senhorita Vogel. Vocês terem chegado tão rapidamente aqui deve ter sido obra de seu pai não? Mas pelo visto ele te ensinou que o amor vale muito também.”
Segundos – GRIFINÓRIA! – *palmas e gritos*
Quando todos estavam sentados Dumbledore se levantou e disse:
- Pateta, bocão, destabocado, beliscão! – e o jantar foi aparecendo pelas mesas.
- Harry! Porque você não nos contou? – perguntou Hermione
- Ora! – exclamou sorrindo – Queria fazer uma surpresa.
- Bem. – disse Isaias que estava sentado ao lado de Juliana – Eu já sabia. Com vocês dois conversando sobre isso as férias todas ficou difícil eu não perceber.
- Ah! Você não vale! – disse Thiago rindo
- Hermione? Você sabe quem vai ser o novo Professor de DCAT? – perguntou Harry
- Não sei, mas ele não está aqui. – disse olhando para a mesa dos professores. – Olhem! Dumbledore quer falar.
- Peço perdão por interromper o seu delicioso jantar. Mas como tenho que resolver certos problemas terei de dar os avisos agora. – disse limpando os óculos. – Bem, aos alunos do sexto ano, eu gostaria de avisar que as aulas de aparatação iram se realizar todos os sábados e domingos no campo de quadribol até o dia dos exames. Aos outros alunos gostaria de dar a noticia que teremos o prazer de receber o Professor Lupin novamente, ele infelizmente não pode comparecer hoje devido a sua condição. – completou antes de se retirar
- O lupin voltou!- exclamou Harry alegre
- Mas porque ele faltou hoje? – perguntou Rony
- Noite de lua cheia Rony. – chamou atenção Mione
- Ele é um lobisomem? - perguntou Juliana curiosa
- É sim, mas não precisa se preocupar ele é um excelente professor e amigo além do que quando ele está transformado ele vai para um lugar seguro.
- Calma. Só queria saber quem era o nosso professor.
- E Dumbledore? O que será que foi resolver? – perguntou Harry
- Deve ter sido algo no ministério. – disse Gina calmamente
Quando terminaram o jantar Gina se aproximou de Harry e começaram a conversar enquanto iam para o salão comunal da Grifinória.
- E a AD Harry? Vai voltar? - perguntou com a sobrancelha levantada
- Não sei. Não temos mais a Umbridge, e Lupin é realmente um excelente professor.
- Mas Harry. – exclamou Neville que estava ao lado deles – Eu nunca aprendi tanto quanto eu aprendi com você.
- Isso porque você sempre teve medo dos professores. – disse Harry prontamente. – Neville você é muito mais forte do que aparenta ser.
- Ei Nev. – falou Gina estranhamente – O que houve com você? Esta diferente,.....,mais bonito.
- É verdade. – disse Mione que ouviu o comentário – Você está bem mais charmoso.
- Parem com isso. – disse Neville totalmente vermelho
- É pare, com isso. – resmungou Rony vermelho de raiva
- xiii, vai começar. – disse Harry levantando os olhos.
“Olá Grifinórios!” - disse a Mulher Gorda – “Desejo as boas vindas a todos. Monitores a senha, por favor.”
- Mandrágora. – disse Hermione para que todos ouvissem.
“Correto.” – concluiu a Mulher Gorda, virando o quadro.
- Bem vindos ao salão comunal da Grifinória, aqui vocês poderam estudar, conversar, jogar ou apenas descansar. Ali está à lareira e ao lado o mural de avisos, e aqui estão às escadas que levam aos dormitórios femininos à esquerda e masculino à direita. Meninas me acompanhem por favor. Isaías o Harry mostra o seu dormitório, é o mesmo dele. – disse Mione com a voz mais baixa. – Rony mostre aos garotos o dormitório masculino. Pode ir com ele Thiago.
- Ok! Pirralhinhos, me acompanhem.
- RONY! – exclamou Hermione
- Ops! Primeiranistas. – disse Rony antes de subir a escada rindo
- Eles são sempre assim? – perguntou Isaías
- Às vezes são piores. – disse Harry balançando a cabeça – Vamos dormir, estou morto.
- Eu também. – disse bocejando Gina – Boa noite garotos. Você vem Juliana?
- Vou, só um minuto.
- Noite Gina. – disse Harry olhando-a subir as escadas.
- Até amanhã meu amor. – disse Juliana dando um beijinho em Isaías.
- Noite Ju. – disse Isaias retribuindo.
- Vocês estão namorando? – perguntou Neville enquanto entravam no dormitório.
- Sim. – respondeu Isaías procurando sua cama e bagagem – somos namorados desde o 3º ano.
- Nossa já vai fazer 3 anos. – disse Simas Finnigan, outro companheiro de quarto, enquanto colava um pôster na parede.
- Pois é, boa noite pessoal, quando acordarem, se eu estiver dormindo me acordem. – disse Isaías fechando o dossel de sua cama.
- Noite Isaias. – disse Harry fechando o dossel de sua cama também.


..........................................................................................................


Tá ai pessoal o novo capítulo.......UFA........es demorou pra digitar....mas eu axei ele razoável ... é bem inicial ele..... conta da ida dos garotos para Hogwarts entre outras cositas.....bem axo q é só em breve volto a postar capítulo 6 vai demorarrrrrrrrrrrr ¬¬ ainda to escrevendo o 7......bom é só...

Comentem!!!!! Se não houver comentários para me inspirar eu vou parar de escrever,,,,......,,,,estou tão deprimido estes dias vc nem sabem o quanto... por favor me dêem esta alegria..... vários comentários please!!!

Obrigado pelos votos e visitas A TODOS..... eu tou muito feliz de ja ter ultrapassado Fics que eu considero perfeitas.....podem olhar no meu sistema quais elas são......

Axo q é só.....Ah Dannyel_Gryffindor .... eu n pude postar o capítulo este FDS pq minha net deu pau e só voltou ontem a noite....kuando eu ainda n tinha percebido...mas aki está ele e se divirta!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.