FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Cap I


Fic: A Era dos Comensais - 18 anos - Uma fic como você nunca leu.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- Que curioso a sabe tudo de volta a festa. Não se satisfez ainda Granger? – A voz arrastada, gelando levemente sua nuca; ainda a fazia arrepiar. E odiava isso. Não o queria tão perto essa noite.


- Não que eu lhe deva explicação Malfoy. – Um doloroso fisgar na nuca e estava com o corpo colado ao dele, e a excitação do loiro era visível com a proximidade. Estado físico constante. – Mas se está curioso, tenho alguém me esperando sim. – Agora dobrava o pescoço da castanha para traz, tamanha força com que puxava seu cabelo.


- Não sabia que seus serviços podiam ser solicitados exclusivamente? Que eu saiba, usa quem quer. – Subiu a mão pela coxa exposta, alisando suavemente. Hermione relaxou o corpo, pois sabia que ninguém estava olhando. Ele nunca se aproximava quando alguém estava olhando.


- Ele está me esperando Malfoy. – Olhou indicando o homem sentado no bar, brincando com as pedras de gelo, mergulhadas no líquido âmbarado. Draco a soltou bruscamente e resmungou algo onde as únicas palavras que foram distinguíveis foi Snape. Saiu dando as costas e sumindo em seguida. Hermione sorriu debochada. Snape tinha tudo.


Caminhou sensualmente até o bar, sentando ao lado dele. Severus continuou bebendo como se não houvesse ninguém ao seu lado. A cortina de cabelos nanquim cobria parcialmente seu rosto; tornando sua figura ainda mais sinistra. Hermione se impacientou e tirou-lhe o copo. Severus sibilou alguma ofensa e a encarou com seus olhos tão negros quanto seu ser.


Odiava quando ele fazia isso e ele sabia. Era o único que sabia. Estava esperando desde a semana passada quando ele não veio e não trouxe. Não podia fazer isso com ela. Não com ela.


- Por que não veio semana passada? Você sabia que eu ficaria sem, Snape. – Não o olhava desde que ele a encarou. Era absurdamente insuportável olhar Severus quando ele olhava assim. Só um olhar era pior e ela não gostava de pensar nisso.


- Não acho que esteja me cobrando uma satisfação e é por isso que vou lhe responder. Não vim por que não quis. Agora saia daqui que não estou afim. – O sangue da castanha gelou. Ele não podia ir embora. Ela precisava dele.


- Desculpa Snape, por favor. Eu imploro se quiser, mas não me deixe assim. Por favor. – Estava suplicando com as palavras e com os olhos perdidos com quais os olhava agora. – Por favor.


- Não repita essa estupidez novamente Granger. – Levantou-se e bateu levemente na capa preta de viajem que ainda usava. – Vamos. – Hermione levantou e seguiu-o prontamente. Suspirou aliviada por ele ter ficado. Idiotice afrontá-lo e não deveria se esquecer. Nunca.


Entraram no quarto reservado especialmente pra ele. Nunca dormia na mansão do Lord, mas seu quarto estava sempre arrumado. Jogou a capa na poltrona em frente à lareira e tirou os sapatos. Morcego era albino diante das vestes de Severus. Camisa, calça, meias, lençol. Tudo era negro como sua alma. E todos sabiam. Ela sabia.
Manteve-se de pé escorada na porta, até ser chamada. Não faria mais nada que pudesse irritá-lo. Observou atentamente o ritual do homem que parecia mais obscuro do que de costume. Mais cansado.
Severus era jovem apesar da idade. Tinha um corpo másculo, viril. Ao contrario do que diziam na escola, tinha um cheiro peculiar de hortelã com ervas. Bom. Muito bom como tudo que fazia e trazia.
Ele era o melhor deles, o melhor de todos eles em ambos os lados. Jogou-se de frente pra lareira e quando a chamou parecia menos áspero.


- Granger?


- Sim...


- Me faz relaxar.


Hermione andou até ele, se postando atrás e com as mãos ágeis; pressionou a nuca e as têmporas com destreza, numa massagem relaxante e contínua. Severus fechou os olhos e se permitiu descansar. Deslizou as mãos para o pescoço e ombros, vendo-o soltar o ar pela boca. Contornou a poltrona e sentou-se no colo dele, subindo as mãos pelo tórax e desabotoando a camisa, alisou os poucos pelos negros que contrastavam com a pele sem cor. Tão cúmplices.
Sussurrou no ouvido dele.


- Severus, eu preciso. – Ele esticou os lábios num sorriso de canto e ainda de olhos fechados, subiu uma das mãos pelo rosto alvo da garota fazendo-a fechar também os olhos. Deslizou as costas da mão pela extensão da bochecha e contornou os lábios carnudos com o polegar, tirando o excesso de batom; antes de trazê-la pra junto de sua boca e beijar-lhe sofregamente. Ansiava tanto por aquilo que não se permitia vê-la com freqüência. Não podia entregar um coração que não possuía. E ela era a única que o entendia. A única que sofria como ele. Não. Como ele não. Como ele ninguém sofria. Dançou com a língua, explorando cada gosto, cada cheiro, cada sensação que podia ter com ela e apenas com ela. Separou os lábios com relutância e falou ocultando o desagrado.


- Divirta-se. – Estendeu a outra mão e Hermione sorriu, saindo do colo dele e se jogando na cama. Severus conjurou uma bebida e encarou o fogo. Não gostava de vê-la viajar. Já havia feito a sua.




Um ano antes



Queria tocá-la. Estava excitado e queria transar. Odiava-a tanto no colégio por fazê-lo ser pequeno diante de toda felicidade ridícula do trio maravilha. Draco teve tudo e não teve nada. Um nada diante deles. Diante dela. E ela estava ali a mercê de seus caprichos. Vulnerável. Lucius antevendo o desejo do filho falou enfático.


- È muito fácil trepar com uma mulher Draco, mas uma escrava tem que ser preparada. Domesticada. E é isso que você vai fazer. – Draco o olhou novamente sem entender ou tentando digerir o que tinha entendido. – É isso mesmo. Você dará prazer ao invés de dor. Fará gemer ao invés de gritar. E matará seu orgulho e sua dignidade ao invés de dar-lhe a morte. Faça-a querer morrer todos os dias por te querer. É a faça morrer um pouco todos os dias por saber que nunca te terá. – O loiro permaneceu parado por um tempo tentando achar a graça disso tudo. Não via muito sentido. – Por exemplo. – Lucius ajoelhou ao lado da castanha e passou a palma da mão sobre a aureola do seio. Hermione se encolheu com asco e remexeu inquieta. Lucius continuou contornando e apertou o bico até enrijecê-lo e fazê-lo escurecer. Draco ainda não via a graça, na verdade talvez seu pai já estivesse meio velho mesmo. – Ela enoja cada toque e odeia cada sensação, mas como você acha que ela se sentiria se gostasse? – Lucius o olhou com um leve sorriso. – Ela se odiaria não é? O que é mais prazeroso pra você Draco. Ela te odiar ou se odiar por te querer?
Draco sorriu enigmático. Não desgostava da idéia, mas ainda não via o prazer disso tudo. Experimentaria.


 


Continua...



N/A- Vlw pelos coments...AMEI!!! logo a fic fará sentido e as coisas firacarão mais claras.


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por the em 25/01/2016

SOCORROPOOP

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.