FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

14. Capitulo 14


Fic: Farsas Draco e Mione finalmente cap 23


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Flores,muitas delas,de todos os tipos e variadas cores,o aroma era inconfundível,era como os campos floridos de Amsterdam que a castanha visitara uma vez com a mãe.Hermione sentia-se feliz,de verdade,ela poderia gritar e dançar de tanta alegria. Como estava adorando tudo aquilo,o grande jardim em que estava terminava perto de uma estradinha de terra e ela queria ver até onde a estrada iria dar.Deu alguns passos mas parou quando avistou Ron.Ele a olhava com ternura e sorria como um bobo,uma onda de alivio invadiu a garota quando constatou que ele não a olhava mais com raiva.Ela queria lhe dizer muitas coisas, mas parecia que sua voz lhe faltara.o ruivo aproximou-se dela suavidade e a tomou nos braços.o coração de Hermione batia histericamente .Ele iria lhe beijar,Ele iria!Fechou os olhos e esperou por aquilo que tanto havia sonhado,mas quando sentiu o garoto bastante próximo de seu rosto,algo mudou.Não eram mais as mãos quentes do amigo que lhe seguravam,tampouco era o cheiro de sabonete dele que ela sentia.Agora as mãos eram frias e macias,mas o toque não era tão suave como antes.E o cheiro...ela não conseguia identificar,era muito bom,extremamente bom,mas não conseguia identificar ...sabia que era conhecido,parecia levemente familiar...era como...parecia com....Draco Malfoy.Ela arregalou os olhos,surpresa com os próprios pensamentos e depois soltou um grito agudo ao perceber que era verdadeiramente o loiro ali na sua frente quase lhe beijando.Começou a correr até não agüentar mais enquanto o garoto lhe perseguia quase furioso e então começou  a cair,caindo cada vez mais ,“hermioooone” a voz do loiro ecoava fraca em sua mente até abrir os olhos e sentir a claridade daquela manha.Acordou.
Hermione levantou-se ainda um pouco com seu sonho.Como poderia ter sonhado que quase beijava o Malfoy? Só aquela doninha ridícula para atrapalhar até mesmo seus bons sonhos com Ron.Argh!A castanha levantou-se ,pegou uma muda de roupas limpas,sua varinha e seguiu resmungando até o banheiro de Malfoy.Fazia quase uma semana desde que chegara ali e ele ainda não tinha feito um banheiro para ela.Preguiçoso!Ele nem ao menos parecia viver naquela casa,Mione havia passado aqueles dias sozinha com os seus livros.
Como era de se esperar o sonserino não estava mais dormindo,nem havia sinais dele na sala,no quarto ou no banheiro.Caminho livre.Ela tomou um banho  demorado e vestiu uma calça de moletom cinza e uma camiseta preta simples,passou no cabelo as poções que havia comprado na vez que foi até aquela boutique maravilhosa com Draco.Olhou-se no espelho e admirou o resultado,estava realmente melhor com o novo corte de cabelo e as poções.Foi até a cozinha para preparar um café mas se surpreendeu com uma doce melodia vinda do porão.Ela não conhecia a música ,mas era algo mágico.Parecia-se com piano,mas havia um toque de flautas doces e algo parecido com violino,era quase uma orquestra inteira.A musica era estranhamente envolvente e calma.Hermione desceu até o porão curiosa,jamais havia ouvido algo tão belo.
E mais uma vez naquele dia sentiu-se surpresa ao encarar Malfoy,a música vinha dele,ou melhor do instrumento que ele tocava.A cena possuía uma beleza inacreditável. O cômodo todo era coberto de tecidos brancos cobrindo os moveis e um pouco de poeira,não era moderno e bem decorado como o resto da casa,as paredes demonstravam sinais de descuidos e a única luz do lugar  provinha de uma fraca luminária azul.O piso de madeira já estava gasto,e muitos baús ocupavam espaço entre os moveis cobertos.Em uma das parede havia um quadro.Uma pintura de uma jovem muito loira e bela que foi rapidamente reconhecida pela grifinoria como Narcisa Malfoy .E no centro de tudo aquilo havia um instrumento de madeira fosca,que parecia-se muito com um piano exceto  pelos canos de metal decorados que saiam deste.E por fim,Draco Malfoy estava debruçado sobre o instrumento com uma expressão de tristeza e alegria misturadas,tudo ali beirava a perfeição aos olhos da garota e era tudo tão incansavelmente atrativo que ela não conseguia desviar o olhar.
Aquele era mesmo Draco Malfoy? Um ser tão desprezível podia realmente fazer uma música incrível como aquela?E podia também ser tão bonito?Ele até parecia alguém maravilhoso daquela forma,ela estava gostando tanto,quisera ela que ele fosse sempre assim....balançou a cabeça tentando afastar tais pensamentos.Podia ser belo,mas ainda era o arrogante e odiado Malfoy,o que só a fez pensar em como as pessoas tem lados ocultos e nunca são somente aquilo que demonstram ser.Virou-se para sair daquele lugar,mas acabou por tropeçar em um degrau da escada e fazendo um barulho razoável,sendo assim percebida pelo garoto.Quando seus olhares se encontraram era como se uma forte carga de energia os ligassem.Ele não falou nada,nem transmitiu alguma emoção,apenas parou a música.Era a deixa para Hermione sair correndo.
Não se falaram mais durante aquela manha,a garota até se trancou no quarto para evitar alguma cena.Mas quando chegou a hora do almoço inevitavelmente os dois se encontraram na cozinha.A castanha não sabia como agir,mas vendo que ele ignorava o tinha acontecido mais cedo ela resolveu agir assim também.
Ela foi até armário e apanhou um pouco de macarrão,depois pegou uma panela com água e pôs  no fogão,apanhou outros ingredientes para um macarrão ao molho de quatro queijos.Adorava cozinhar de maneira trouxa como  a sua avó havia lhe ensinado.
-o que está fazendo,Granger?
-o nosso almoço Malfoy
-Sem a varinha?- ele perguntou confuso
-Maneira trouxa-ela sorriu quase divertida com a idéia de fazer um almoço trouxa para Malfoy.
-Não vai dar certo,não comerei isso -ele torceu a cara como um bebê chorão
-vai dar certo sim,sou muito boa na cozinha e se não quiser pode comer qualquer outra coisa contanto que prepare.
Malfoy parou para pensar e depois disse por fim – Talvez eu coma isso mesmo,só para te provar que está  horrível
-vai se decepcionar,porque estará muito bom.
-Granger...alguém já lhe disse que essa mania de sabe tudo fica muito irritante em uma sangue-ruim  como você?
-Já ,sua doninha esquisita- ela disse com um sorriso falso.
-Depois do almoço vista-se bem.
-Porque?
-iremos da mais um passeio “minha querida”,precisamos parecer um casal feliz e precisamos que todos nos veja – ele pronunciou o “minha querida” com muita,muita ironia mesmo.
-Está certo “meu amor”- ela quase atingiu o nível de ironia do loiro- Mas para onde pretende me levar?
-Um pub bruxo próximo a uma das melhores ruas bruxas para diversão de casais,moda e um dos lugares mais populares para a alta sociedade bruxa- ele sorriu torto.
Hermione voltou a cozinhar e os dois ficaram alguns minutos em silencio até que Draco perguntou- gostou de me ver tocar?
-Sim,não sabia que tocava- Hermione foi sincera.Não estava com muita paciência para criar joguinhos de pirraça.
-Você não sabe muitas coisas ao meu respeito-ele disse enigmático.E isso era verdade,mas Hermione resolveu que ignorar o comentário seria mais seguro.
-pode me passar a cebola,Malfoy?
O almoço seguiu tranqüilo e rápido,e embora nunca fosse admitir Draco adorou a comida de Hermione.rapidamente já era entardecer e os dois deixavam a  casa da toca para um passeio.
Formavam um casal muito bonito,não tinha como discordar.Draco com sua extrema elegância e suas vestes negras caras e Hermione com sua simpatia e olhar inteligente,e em suas mais novas vestes pérolas muito lindas e caras e botas de cano alto roxas.Caminhando assim,lado a lado de mãos entrelaçadas até o pub conseguiam ser um casal bastante convincente.
O pub em questão era um lugar desconhecido para Hermione,não se parecia em nada com os que a garota freqüentava em Hogsmead nem eram aconchegantes como alguns que freqüentara com uma amiga trouxa nas férias.Este era um lugar amplo,com paredes de vidro,luzes de neon,fumaças coloridas,garrafas de vinho voadoras,drinks que se faziam sozinhos sem ajuda de barman ,um palco flutuante e mesinhas de metal,mas o principal era que o lugar era lotado.Parecia não haver mais lugar ali para tanta gente,todos jovens e muito bem vestidos,sem falar que beleza era característica daquele grupo.A garota entendeu que aqueles eram a “alta sociedade bruxa”.E sinceramente embora o lugar fosse espetacular,não se sentia nem um pouco a vontade ali.
-Venha- ele ordenou com a voz grave e ela simplesmente o obedeceu ainda curiosa por tudo a sua volta.Ele a guiou até uma mesinha próxima a uma pista de dança,lá se sentaram e esperaram.
-O que você está esperando?- ela perguntou ao ver que o loiro olhava sempre para o relógio,para a pista e para o portão.
-Alguém que nos note,obviamente.Pronto,finja ser alguém agradável e irrevogavelmente apaixonada Granger.Os Swan  estão vindo.
Malfoy abraçou a castanha de um jeito possessivo e sorriu de maneira um pouco afetada,logo a grifinoria resolveu agir também:sorriu como uma boba apaixonada e se inclinou um pouco na direção do “namorado”.
Dois jovens se aproximaram.Uma garota que não devia ter muito mais que 15 anos ,baixinha e incrivelmente loira com olhos grandes demais de um azul turquesa bonito e um rapaz com aparentemente mais de 22 anos,alto e loiro  com um nariz grande demais para um rosto tão delicado.Ambos tinham sorrisos simpáticos e movimentos um pouco exagerados
-Draco que bom vê-lo por aqui!- a loirinha disse com uma voz animada.
-Cristina,o prazer é todo meu- ele retribuiu o sorriso simpático –Cris,essa é a minha namorada,Hermione.Mione,essa é uma grande amiga,Cris Swan e este é seu irmão Paul.
-Prazer em conhecê-la – os irmãos disseram em uníssono.
-o prazer é todo meu- Hermione respondeu simpática.
-Bom,Draco e Hermione,eu e a Cris estaremos ali na mesa próxima ao balcão,apareçam por lá,está muito divertido,estamos indo- Paul disse sorrindo e arrastou a irmã para a direção da outra mesa.
-Pronto,está tudo caminhando muito bem- Draco sorriu vitorioso.
-Porque parece tão animado?Eles nem estudam em Hogwarts ,faz tanta diferença eles saberem?- ela perguntou enquanto servia-se de um copinho de hidromel que pousara  em sua frente.
-cara Granger,Cristina Swan é mais fofoqueira que as Patil juntas.logicamente a essa hora todos já sabem que o Gostosão Malfoy foi “fisgado” –disse presunçoso
-Gostosão Malfoy?sei...-Mione revirou os olhos –Você nunca utilizou um espelho Malfoy?Ou será que alguém te iludiu?Sabe..é uma coisa muito cruel iludir alguém assim...
-Cala a boca Granger! Até você me acha lindo que eu sei!
-kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk- a garota explodiu em gargalhadas.Não que ela realmente não o achasse lindo,infelizmente,ou não,ela o achava realmente um deus grego,mas nunca iria admitir.-Neville é mais bonito que você- o que na verdade era uma completa mentira.
-Vou desconsiderar sua opinião porque uma sangue....
-Completa a frase Malfoy!
-Não Granger,para com isso,ai vem mais gente importante,assuma a sua adoração por mim- ele disse enquanto ajeitava carinhosamente uma mecha do cabelo de Mione e sorria de uma maneira doce.Era impressionante a maneira que ele conseguia fingir tão bem.
-Draco cara!quanto tempo você não vem aqui,precisamos sair mais pra “zuar” por ai.Mas opa..opa...quem é a garota? –Um cara de que devia ter em torno de 18 anos se aproximou do “casal”.ele era alto e vestia-se muito bem,ostentando uma corrente de prata pesada.Era  forte e careca,e muito alto.o tipo perfeito para ser segurança particular.
-Ei...tira o olho Eric ,essa é a minha namorada,Hermione.
-Encantado- Eric fez uma pequena referencia e beijou a mão da garota.-Draquinho,Draquinho...me diga como alguém tão feio como você arranja essas gatas?Está cada vez se superando!
Draco ignorou o comentário e apenas sorriu.Mas olhou melhor para a Hermione,ela era algo longe do que ele chamaria de “gata”.Ela era só a sangue ruim,metida a sabe tudo e amiga do Santo Potter,ela não era nada demais,e ainda tinha aquele cabelo de vassoura.Mas analisando melhor,depois da pequena transformação que ele  promovera, o cabelo de vassoura sumira completamente dando lugar a cachos adoráveis.E tirando aquelas roupas trouxas horrorosas ela até tinha um corpo bem bonito,ou melhor apresentável.E os olhos,os olhos dela eram lindos naquela cor de Whisky,ele podia passar horas olhando para os olhos dela.Pelas calças de Merlin!Por mais que ele quisesse negar ela realmente tinha se tornado muito bela,não era como as outras garotas que conhecia,mas Hermione possuía uma elegância impar,e uma beleza clássica.
A risada de Hermione o tirou de seus devaneios –Draco,seu amigo é tão gentil.- Por alguma razão ele gostou de ter sido chamado pelo primeiro nome ,mas detestou ver como ela se derretia para Eric.Ela e sua mania de fortões,já não bastara o krum?
-Adorei a Hermione, Draco- ele disse sorrindo,venham vocês dois,a galera divertida está do outro lado. –Eric disse e os guiou até um sofá enorme de couro preto aonde estavam sentados 3 garotos e duas garotas.
-Oi Draco!-gritaram as duas garotas – Fala ai cara!Disseram os garotos fazendo um comprimento engraçado.
-Galera,finalmente o Malfoy se amarrou!Essa é Hermione ,a namorada dele!-Eric apresentou alegremente.- Hermione,muito cuidado com esses ai, são as cobras mais perigosas deste lugar-ele soltou uma gargalhada!
-Pare com isso,qual seria a impressão que ela vai ter da gente?-perguntou um cara alto e muito magro,mas como todos ali muito bem vestido.
-Mione- Draco falou abraçando-a pelos ombros- Esses são o Marco- apontou para o magrela -O    Zack- apontou para um garoto forte com um rosto bonito-E o Hugo – apontou para um moreno alto que sem dúvida era um dos garotos mais belos que Hermione já vira.-E essas são Mirella e Suzanita –apontou para duas garotas que pareciam ter saído de um desfile de modas de tão lindas.
Todos acenaram para grifinoria e voltaram a conversar animadamente sobre quadribol.Draco e Hermione sentaram-se em uma poltrona vaga ali e a noite passou divertida.Todos ali eram muito divertidos e inteligentes,Mione ficou realmente contente quando conseguiu falar com Marco sobre livros,e novas descobertas da no campo de poções curativas.A única coisa que incomodava a garota era a ruiva chamada Mirella,sem dúvida aquela era a mulher mais linda que Hermione já vira,com seus cabelos lisos e longos,seus olhos violeta e seu corpo curvilíneo.Mas o pior era a forma como a ruiva parecia ignorar a castanha e se jogar para Draco.Mesmo estando este a aparando com os braços,a grifinoria sentia-se extremamente insegura ali.
Draco estava contente pelo seu plano.Estava tudo dando muito certo.Hermione sabia muito sobre diversões bruxas para uma cdf sangue ruim,e era bastante simpática também.E bem...o único problema ali era Mirella,aquela garota o tirava do serio,sempre vestida com aqueles decotes enormes e sorrindo para tudo que ele falava,era impossível esconder a atração que sentia por ela.Historia antiga já,Mirella era uma das primas por parte do pai e os dois sempre foram atraídos um por outro,mas se afastaram quando ele começou a namorar Pansy e ela começou a namorar um húngaro.
E agora justo agora ela estava novamente solteira,mas agora nada poderia dar errado,ele tentou ignorar a ruiva até aonde pode.
-vamos dançar-gritou Marco.Draco virou-se para a “namorada”,mas Mirella fora mais rápido e o puxou para a pista de dança fazendo movimentos sensuais próxima a ele.O loiro não podia resistir aquilo.Olhou para a grifinoria que estava sentada no sofá de couro um pouco raivosa.Não se importou.A musica era contagiante,e ter Mirella em seus braços ,mesmo que apenas em uma dança era impagável.Ficaram horas assim,ate que ele a escutou falar em uma voz bastante sensual
-Sabia que ainda iria preferir a mim em vez daquela sua namoradinha sem sal –Então Malfoy caiu em si,ele não podia ter feito aquilo,não podia ter esquecido da “namorada” daquele jeito.Afinal,eles tinham que fingir ser um “casal  maravilha”.Merda! Tinha que dar alguma coisa errada!Ele se afastou dos braços de Mirella e procurou a castanha com os olhos,mas ela não estava no sofá de couro,nem na pista de dança,nem no balcão e em nenhuma das mesas!
AONDE A GRANGER ESTARIA?

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.