FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Gina (O Diamante Reluzente)


Fic: Moulin Rouge - Amor em Vermelho


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 5: Gina (O Diamante Reluzente)


 


Ouviu-se um barulho parecido com o de um trovão, a música parou de tocar, as pessoas de se agarrar e as luzes diminuíram. Todos olharam para cima, para um buraco negro no meio do teto por onde começou a sair uma fumaça branca e a cair confetes prateados e brilhantes.


Depois disso, do buraco começou a descer uma mulher sentada numa balança que descia lentamente. A balança parou a uns quinze metros do chão e a mulher continuava em silêncio com os olhos fechados, sendo observada por todos naquele salão que pareciam hipnotizados com sua beleza.


Tinha apenas dezenove anos. Cabelos vermelho-sangue e os lábios da mesma cor, seu cabelo era ondulado e ia até o meio das costas, estava preso em cima. Sua pele era muito branca e tinha as bochechas levemente rosadas. Olhos azuis bastante vivos e brilhantes.


Usava um colan preto e branco cheio de brilho, era provocativo e sexy. Meia-arrastão com sapatos brancos. E para completar o visual, uma cartola preta, luvas pretas até o cotovelo e brincos de diamante.


— É ela, Harry. — sussurrou Rony feliz — Minha irmã, o Diamante Reluzente.


Ela estava de cabeça baixa e, com o silêncio que fazia, pode-se ouvir muito claramente a música que ela começou a cantar baixinho.


The french are glad to
(Os franceses ficam felizes em)
Die for love
(Morrer por amor)
They delight…
(Eles se deleitam…)
…in fighting duels
(…em duelos mortais)


Porém, mais alguém naquele salão ia se encontrar com Gina naquela noite.


But I prefer...
(Mas eu prefiro…)
...a man who lives
(…um homem que viva)


Era o investidor de Zidler.


And gives expensive...
(E que me dê caras...)
...jewels
(...jóias)


O Duque.


A balança em que Gina estava começou a rodar pelo salão todo enquanto a música começava a aumentar aos poucos e as pessoas a gritar tentando tocá-la. Ela acenava para todo mundo muito sorridente.


Enquanto rodava o salão, a balança também abaixava cada vez mais, ficando cada vez mais perto dos homens com suas mãos esticadas tentando encostar nela. Finalmente ela chegou ao chão exatamente no meio do salão, entre o mundo do homens que se aglomeravam ao redor dela. Saiu da balança e começou a cantar alto e animada enquanto dançava seduzindo os homens.


GINA
A kiss on the hand
(Um beijo na mão)
May be quite continental
(É bonito e sofisticado)
But diamonts are a girl’s best friend
(Mas diamantes são os melhores amigos da mulher)
A kiss may be grand
(Um beijo pode ser valioso)
But it won’t pay the rental
(Mas não paga o aluguel)
On your humble flat
(Do pequeno apartamento)
Or help you feed your pussycat
(Nem a comida do gato)


Gina seduzia os homens ali enquanto cantava e dançava ao passo em que eles se acotovelavam para chegar mais perto dela com mãos cheias de dinheiro. Só não conseguiam chegar tão perto dela assim e abraça-la porque havia muitos cafetões ali no meio que a protegiam de ser pisoteada.


Men grow cold
(Os homens tornam-se frios)
As girls grow old
(Quando as garotas ficam velhas)
And we all lose our charms in the end
(E todos nós acabamos perdendo o charme no fim)


Harry mal podia acreditar que aquela fosse Gina Weasley. A mesma menina tímida de onze anos que ele conheceu, e também a mesma garota que já foi sua namorada quando ainda eram jovens e estavam na escola.


Por mais que houvesse se preparado para se encontrar com uma Gina madura que seguiu com sua vida e sabia o que queria, não havia pensado primeiro que ela estaria tão absurdamente linda, e depois tão extrovertida enquanto cantava e dançava parecendo muito feliz por ser o centro das atenções.


But squace cut or pear-shaped
(Mas quadradas ou em forma de pêra)
These rocks don’t lose their shape
(As pedras não perderão sua forma)
Diamonds are a girl’s best friend
(Diamantes são os melhores amigos da mulher)


O que ninguém sabia era que o Duque estava sentado na mesa exatamente ao lado da de Harry e seus amigos e ele ainda estava em companhia de Zidler enquanto todos assistiam ao show de Gina.


Ele era muito jovem, tinha apenas vinte anos. Era loiro e tinha olhos cinza. Havia vindo de Londres para Paris para conhecer as belezas daquele lugar de que ouviu falar, o tão comentado Moulin Rouge, acabando por ficar profundamente impressionado com tudo aquilo e sendo muito bem tratado pelo próprio dono do bordel por ser rico.


Logicamente ele sabia que aquela estrela principal do Moulin Rouge era ninguém menos do que a pirralha Weasley que tanto detestava e por tantos anos, mas mesmo ele sabia que deveria admitir que ela havia crescido e se tornado uma mulher maravilhosa.


Havia se encantado com ela de uma forma que não conseguia explicar nem a si mesmo, tudo nela o atraia. Fosse a beleza ou o novo jeito extrovertido de ser. Resolveu se aproximar dela, não conseguia mais resistir. Tinha dinheiro e Zidler não podia lhe negar isso, e nem ela se quisesse que Zidler não soubesse sobre sua verdadeira origem.


— Quando conhecerei a garota? — perguntou ele à Zidler sem despregar os olhos de Gina.


Tiffany’s!


— Após o número dela. Arranjei um encontro especial. Só o senhor e mademoiselle Gina. — sussurrou Zidler.


Cartier!


— Após o número, arranjei um encontro particular. Somente você e Gina a sós. — cochichou Rony para Harry.


— A sós? — perguntou Harry surpreso.


— Sim, totalmente a sós. — confirmou Rony sorrindo.


Gina a esta altura já conseguira muito dinheiro e diamantes que os homens não paravam de lhe oferecer, implorando pelo seu amor. Enquanto cantava, as dançarinas faziam a parte do coro.


Havia um homem em especial que tentou oferecer um buquê de rosas vermelhas para Gina que era tudo o que ela não queria, segundo sua canção, então ela pegou seu buquê e jogou-o longe, depois o empurrou de modo que ele caísse no chão.


Mas ela reconhecia que ele estava apenas tentando agradá-la, mesmo que de forma errada, então para surpresa de todos, ela subiu em cima dele enquanto ele ainda estava no chão e cantou a música olhando nos olhos dele como se explicasse para ele a sua situação de querer apenas joias, e não flores.


Cause we are living
(Porque nós vivemos)
In a material world
(Num mundo materialista)
And I am a material girl
(E eu sou uma garota materialista)


Hermione fazia parte das dançarinas que faziam o coro da música, e então como ensaiado, ela mandou um beijo, o som bastante audível.


Gina levantou-se, deixando aquele homem para trás e foi até o meio do salão.


Come and get me, boys
(Venham me pagar, garotos)


Ao seu pedido, todos os homens correram para ficar ao redor de Gina, tão perto que ela já não era mais vista.


De repente, ela subiu no ar. Os homens a levantaram pelos pés e ela subiu gritando e sorrindo, depois deitou nas várias mãos de tantos homens juntos que a seguraram acima de suas cabeças.


— Com licença. — pediu Zidler, reconhecendo a sua deixa como parte daquele show e deixando o Duque sozinho.


Black Star! Roscor!
(Estrela Negra! Roscor!)
Talk to me, Zidler!
(Fale comigo, Zidler!)
Tell me all about it!
(Conte-me tudo!)


Gina foi colocada num pequeno palco redondo que foi posto no meio do salão pelos cafetões, não passava de uma mesa redonda e um pouco grande. Lá de cima agora todos podiam vê-la.


GINA
There may come a time
(Pode chegar o tempo)
When a lass needs a lawyer
(Que uma moça precise de advogado)


Zidler também foi colocado no pequeno palco redondo junto com Gina e agora também cantava com ela. Ele segurava um grande broche do tamanho da palma de uma mão, era em formato de coração feito completamente com milhares de pequenos diamantes. Mostrava-o a todos.


ZIDLER
But diamonts
(Mas diamantes são)
are a girl’s best friend
(os melhores amigos da mulher)


Gina tentava pegar aquele coração de Zidler enquanto ele lhe oferecia, e depois puxava-o para longe do alcance dela, para em seguida voltar a dançar, sorrindo para todos.


GINA
There may come a time
(Pode chegar o tempo)
When a hard-boiled employer thinks
(Que um rude empregado pense)


Zidler se aproximou dela por trás e passou a mão em seu traseiro, fazendo-a gritar de espanto, mas tudo bem exagerado como numa comédia num teatro.


ZIDLER
You’re awful nice
(Você é linda demais)


A essa altura do show, Rony se levantou de repente, muito empolgado.


— Não se preocupe. Eu vou ajeitar as coisas! — disse ele.


Na pressa, Rony acabou derrubando o vinho que estava na mesa ao lado em cima do próprio Duque.


Enquanto isso, Gina dançando no palco ficou de costas para Zidler e sorria para todos, e falou baixinho de modo que só Zidler pudesse ouvir.


— O Duque veio? — perguntou ela. Estava ansiosa para conhecer o homem que ia investir muito dinheiro no Moulin Rouge e ao qual ela devia seduzir como ela e Zidler combinaram.


— Acha que eu desapontaria você? — disse Zidler e ele girou no palco, ainda com Gina às suas costas, para localizá-lo. Viu Rony tentando limpar a camisa do Duque com um lenço branco.


— Sinto muito. — pedia Rony ao Duque. Obviamente o ruivo ainda não havia se dado conta de quem era o Duque, que era novo na cidade assim como Harry.


— Onde ele está? — perguntou Gina ansiosa.


— Seu irmão está mostrando um lenço para ele. — respondeu Zidler. Ele e Gina se revezavam para olhar o Duque. Enquanto um olhava, o outro ficava de costas, sorrindo para a multidão.


— Com licença, Harry. Pode me emprestar? — pediu Rony a Harry, e sem esperar por resposta, puxou um lenço branco do casaco do moreno.


Foi o exato momento que Gina viu a cena de Rony pegando o lenço de Harry, como se o mostrasse ao moreno. O olhar de Harry desviou do de Rony e foi se fixar no de Gina, mas ela não o reconheceu, embora tenha desconfiado de ele ser o Duque.


— Tem certeza? — perguntou ela.


— Deixe-me olhar. — pediu Zidler.


O momento que Zidler olhou foi quando Rony já estava de volta à mesa do Duque e tentava limpar a mancha de vinho na camisa branca com o lenço de Harry, como se mostrasse o lenço ao loiro.


— Eu sinto muito. É embaraçoso! — dizia o ruivo.


— É ele mesmo. — confirmou Zidler feliz. — Espero que seu irmão não o assuste.


— Limpe-se sozinho, seu porco burguês! — xingou Rony quando viu o nome “Draco Malfoy” bordado no casaco do loiro e podendo finalmente reconhecer quem era o Duque, e atacou o lenço na cara dele.


Quase não podia acreditar que o loiro viera para Paris, já havia começado a achar que tinha se livrado dele para sempre quando se mudou para lá, mas pelo visto se enganou. E não houve nenhuma troca de farpas. Nem por parte do loiro por Rony ter acabado como um ator de teatro, e nem por parte do ruivo, por Draco que é tão rico se rebaixar ao nível de um bordel para ir atrás de uma mulher.


Foi quando alguém pegou no ombro de Rony, fazendo-o virar-se. Era o guarda-costas de Draco, que ele reconheceu-o como Crabbe, e este mostrou ao ruivo uma arma escondida no bolso do próprio sobretudo.


— Desculpe. — pediu Rony tentando sair dali o mais rápido possível em direção à multidão de homens rodeando o pequeno palco.


As dançarinas começaram a sair dos cantos e foram se postando em volta do palco, de costas para ele e de frente para os homens. Algumas também subiram no palco, sempre na mesma posição. Todas levaram as enormes saias e seguraram-nas no alto. Gina e Zidler se abaixaram e já não eram mais vistos por ninguém.


— Ele vai investir? — perguntou Gina enquanto começava a tirar a roupa.


— Após passar a noite com você, como ele poderia se recusar? — disse Zidler enquanto tirava o casaco vermelho.


— Quem é o tipo dele? A florzinha frágil? Alegre e energética? Ou sedutora ardente? — perguntou ela enquanto vestia outra roupa para o show que um cafetão havia lhe trazido e a ajudava.


— Sedutora ardente. — respondeu Zidler com energia já tendo vestido seu outro casaco branco em lugar do vermelho. — Estamos todos contando com você, Gina.


As outras dançarinas dançavam enquanto os homens aguardavam ansiosos por Gina.


— Lembre-se. — falou Zidler — Num show de verdade, num teatro de verdade com uma plateia de verdade, você será...


— ...Uma atriz de verdade. — completou Gina, era o que ela mais queria na vida, seu maior sonho.


Já estava pronta. As mulheres ao redor do palco saíram e se afastaram rapidamente ao mesmo tempo em que Gina e Zidler se levantavam e ela exibia sua roupa nova.


Era sexy e extravagante. Outro colan, mas dessa vez branco com vários pequenos diamantes ao redor dos seios, formando dois corações. Várias plumas levemente rosadas saindo de trás da cintura na parte de trás. Meia-calça e sapatos brancos, além também de luvas brancas até o cotovelo. Agora usava o cabelo vermelho solto e ondulado.


Ela continuou cantando em meio às palmas dos homens que aprovavam seu novo visual.


GINA
Cause that’s when those louses
(Porque quando os idiotas)
Go Bach to their spouses
(Voltarem para suas esposas)


Rony no meio da multidão gritava feliz tentando fazer com que ela o ouvisse.


— Gina, está aqui, ele está aqui!


Diamonds...
(Diamantes...)


— Eu tenho novidades! — Rony continuou gritando animado em meio à bagunça.


...are a girl’s...
(...das garotas são...)


Gina estava sentada no ombro de dois cafetões e apontava na direção de Harry, sendo levada até lá.


...best...
(...melhores...)


Ela chegou e desceu dos ombros, ficando de pé em frente a Harry e cantou a última nota da música olhando nos olhos dele.


...friends.
(...amigos)


Harry olhava-a hipnotizado e de boca aberta. Ela era ainda mais linda de perto.


— Creio que o senhor estava me esperando. — disse ela sedutora, obviamente não havia reconhecido Harry.


— Sim. — sussurrou Harry incapaz de falar qualquer outra coisa e sem prestar muita atenção a qualquer coisa ao seu redor, a não ser Gina.


— Desta vez a dama escolhe o par. — falou Gina se virando para todos os homens no salão e depois pontou para Harry.


— Garoto de sorte. — dizia Dino feliz dando palmadinhas nas costas de Harry enquanto todos os homens aplaudiam.


Mas Harry não conseguia fazer um único movimento, tamanha era sua surpresa. Estava pregado na cadeira e não conseguia sequer sorrir.


Ao ver que Harry não reagia, Gina fingiu ficar muito chateada pela falta de ação dele, fazendo todo mundo ficar com pena dela, mas conforme o coro de “Gina! Gina! Gina!” aumentava gradativamente, Gina começou a sorrir, a gemer e bancar a completa doida conforme de animava.


— Vejo que encontrou meu amigo inglês, mana! — gritou Rony ali perto.


— Pode deixar comigo, Rony. — falou ela sorrindo e em seguida virou-se para Harry — Vamos dançar! — e puxou-o da cadeira.


— Impressione-a com o seu mais moderno poema. — falou Rony para Harry antes que o moreno se afastasse.


Gina arrastou-o até o centro do salão, onde já havia vários casais, e pôs-se a dançar com ele ao ritmo da nova música que começava a tocar.


Desta vez, era Hermione quem cantava muito animada em cima do balcão do bar.


HERMIONE
To the beat of the rhythm of the night
(Na batida do ritmo da noite)
Dance until the morning light
(Dance até o amanhecer)
Forget the worries on your mind
(Esqueça as preocupações)
You can leave them all behind
(Deixe tudo para trás)


Harry ainda muito impressionado com tudo aquilo estava nervoso, sem conseguir dançar nada enquanto via Gina dançar como uma louca e sedutora para ele.


— Ele está indo bem. — comentou Neville na mesa com os amigos.


Harry já se mexia um pouco e começava a sorrir.


— É incrível. — disse Dino.


— Ele sabe conquistar as mulheres. — declarou Simas.


— Eu disse. Harry é um gênio. — falou Rony impressionado vendo Harry e sua irmã dançando.


Gina e todas as cortesãs dançavam de forma ousada e provocante para seus parceiros e até aquele momento, só o que Harry fizera foi se mexer um pouco. Não sabia dançar muito, além de ainda estar um pouco nervoso e impressionado com Gina.


— Esse Duque sabe mesmo dançar. — disse Zidler espiando dos bastidores os dois dançando.


— Que maravilha o seu interesse pelo nosso show. — disse Gina sorrindo enquanto dançava.


— Parece excitante. — comentou Harry já começando a pegar os passos. — Eu gostaria de participar dele.


— Verdade?


— Desde que goste do que eu faço.


— Ah, certamente que gostarei. — Gina se apressou em dizer para agradá-lo.


Enquanto dançavam, Harry chegou a levantar a própria cartola em comprimindo aos amigos que repetiram o gesto da mesa, alegres.


— Rony acha que podíamos fazer isso em particular. — disse ele.


— É mesmo?


— Sim, uma leitura de poesia em particular.


— Ah, “leitura de poesia”. — repetiu Gina, realmente não esperava essa atitude de um Duque. — Eu vou adorava uma poesia depois do jantar.


A festa continuava cada vez mais animada, não havia ninguém parado, o lugar parecia que ia vir abaixo, e no seu auge Gina gritou:


— Joguem as cartolas!


O pedido foi obedecido e cerca de cem cartolas foram jogadas para o alto.


_____________________________________________________________________


Continua...
 


No próximo capítulo:


De repente, e vindo do nada, Gina sentiu uma enorme dor no peito como nunca havia sentido antes, não se lembrava de já ter sentido algo tão terrível assim. (...) Sua visão começou a escurecer rapidamente e sentiu que foi perdendo suas forças e sua consciência.


— Nããããão!!! — gritou Zidler desesperado ao ver Gina despencar inconsciente da balança e cair de uma altura de quinze metros.


Quando ela finalmente conseguiu parar de tossir, Gina fechou os olhos para descansar um pouco. Em sua mão pendia o lenço branco onde Hermione viu uma grande mancha vermelha e supôs que fosse sangue saído da própria boca da ruiva.


— Eu serei uma atriz de verdade, Mione. Uma grande atriz. Então, vamos nos mandar daqui. Iremos embora para sempre. — disse Gina sonhadora, o coração batendo forte.
 


Lady Potter

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.