FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

42. Passeando por Hogsmeade


Fic: Rebeldes - Sobrevivendo no quinto ano


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

42º capitulo – Passeando por Hogsmeade

-Está frio hoje? – perguntei enquanto saia do banheiro enrolada em uma toalha vinho.

-Não – Ásis respondeu prontamente – Calor.

-Hum... – falei e fui até meu guarda roupa – Então hoje eu vou de mini saia.

-Ai que raiva – Nátysi entrou no quarto irritada.

-O que foi?

-Ai Gina e Ás, vocês não sabem. O Matt pediu um tempo.

-Um tempo? – Ásis falou chocada – Como assim.

-O pior é que eu também ia pedir isso. Nosso namoro estava chato sabe? Muito sem graça mesmo...

-Sei como é isso... – Ásis falou enquanto arrumava o cabelo – O meu está um tédio completo.

-O meu também – confessei.

-Porque nós estamos namorando afinal? – Nátysi disse enquanto se sentava na cama – O que nós estamos fazendo?

-Não faço a mínima idéia – confessei – Nós estamos acostumadas com as mordomias que um namorado dá...Acho que é isso.

-Quer saber? – Ásis falou enquanto se sentava na cama – Tenho que confessar uma coisa para vocês...Eu estou a fim de um menino ai...

-O QUE? – eu e Nátysi berramos juntas.

-Sem escândalos meninas...Não sei se vocês vão gostar de saber quem é mais...De qualquer forma ele é o cara mais gatinho de Hogwarts, depois do Jim é claro.

-Quem é?

-Gina e Nátysi...Ele é o Trey... – ela continuou falando. Mas minha mente estava bloqueada.

***

-O que é isso? – falei enquanto via o Trey sentado em uma mesa lendo uma carta.

Fui até lá e a peguei. Ele quase voou em cima de mim, recuperou a carta e a guardou.

-Particular – disse simplesmente.

-Nossa...Que mistério – disse e fui até meu guarda roupa.

-Cadê o Dean?

-Sei lá...Já deve estar esperando lá fora.

-Está calor hoje – ele comentou – Nem vou com capa nem nada de frio. O bom desse tempo é que as meninas estão sempre de mini sais e suas blusas minúsculas.

-Principalmente a Weasley – falei para mim mesmo.

-O que?

-Nada não Trey...Besteira.

***

-E o Jared? – Kristin perguntou debaixo das cobertas.

-Está com a perna machucada, vai ficar – Hermione falou enquanto vestia a mini saia rosa.

-Você realmente não vai ficar chateada se eu ficar? – Kristin perguntou.

-Claro que não...Eu estou feliz por você. Tudo está dando certo entre você e o Richard... É claro que eu não ligo.

-Ai tudo está as mil maravilhas...Ele faz tudo por mim...

-Me ajuda aqui, blusa rosa ou branca?

-Hermione Granger...Você está uma patricinha – Kristin falou rindo.

-O pior é que eu sei...

As duas começaram a rir.

***

-E o namoradinho da Hermione? Vai? – Harry perguntou enquanto olhava para duas camisetas que estavam em cima da sua cama.

-Não....O Jared machucou a perna.

-Que pena – ele falou sem emoção.

-SIMAS! – Neville berrou – SAI DO BANHEIRO.

-NÃO ENCHE – o outro respondeu.

-Esses dois ainda vão se matar sabe? – Rony comentou.

-E a Liza?

-Nem sei...Não temos nada marcado para hoje.

-Levando a vida...Sei como é. A Pansy não quer sair hoje também. Só reclama quando a vejo...

-Não sei porque você ainda está com ela – Rony falou sincero.

-Nem eu.

-SIIIIIMAS... – Neville recomeçou a gritaria.

***

Me olhei no espelho e dei uma última checada na roupa. Saia jeans, botas de cano alto de cor verde musgo, uma blusa branca que terminava quase em cima do meu umbigo. Cabelos soltos como sempre e maquiagem. Claro, muitas pulseiras.

-Você está linda – Ásis comentou enquanto passava seu perfume – Adorei essas botas verdes.

-Não resisti, comprei com o dinheiro da Noite dos Desafios.

-Ei hein? – Nátysi falou rindo.

-Gente eu juro, ela me pediu isso.

-Tá bom hein?

Olhei as meninas. Todas com uma roupa parecida com a minha.

-Vamos? Ou perdemos o café da manhã.

Assim que chegamos no salão principal eu o vi. Estava conversando com a loira. Marie. Já fazia uma semana que não nos esbarrávamos. As discussões bobas estavam fazendo falta pra mim.

-O que foi? – Stephen sussurrou.

-Nada não lindinho – falei enquanto sorria.

***

-Laguna Tea – Marie falou enquanto insistia em andar de mãos dadas comigo – Lá é tão lindo, todo mundo gosta do Laguna Tea.

-Tudo bem – suspirei – Então vamos lá.

-Cadê os meninos? – ela perguntou.

-Estão vindo – disse enquanto via eles se aproximarem.

Marie tinha feito o favor de arrumar uma garota para cada um deles. Pelo menos o Dean beijava alguém. O Dean era o maior encalhado de Hogwarts.

-Lá vem a nojenta... – Marie resmungou – Ela e a trupe toda...Que idiotas...

Olhei para o lado e vi ela andando, olhando algumas vitrines. A saia dela era menor que de costume. Como sempre a Weasley estava na frente e logo atrás vinham as cobaias e os seguranças.
Ela me viu e empinou o nariz. No fundo eu estava rindo, por causa dos encontros e tal uma cumplicidade havia nascido entre nós. Era estranho, mas eu podia imaginar o que ela estava pensando.

-Cuidado pra não tropeçar – gritei.

-Pode deixar – ela gritou de volta e continuou andando.

Todo mundo parou.

-O que foi isso? – Marie quase gritou. Mulher estressada.

***

-Balas açucaradas – Hermione falou toda feliz quando viu um enorme pote em umas das prateleiras da Dedosdemel.

-O seu vício não é? – Harry falou enquanto a olhava.

Por um momento seus olhos se encontraram. Hermione desviou o olhar.

-Assim como a Gina é viciada em morangos.

-É – ele concordou sem emoção.

-Olha o Rony que alegria – Hermione sorriu.

Harry olhou para o amigo. Ele estava sentado em uma mesa comendo balas em vários formatos. Parecia uma criança. Uma criança feliz.

-Vamos até lá.

Os dois saíram do meio dos alunos que se espremiam para conseguirem os melhores doces. Se sentaram na mesa de Rony.

-Que tal depois irmos até a Byng Yed? A melhor loja de acessórios?

-Você quer dizer todas aquelas tralhas que as meninas usam? – Rony falou com desgosto.

-Por mim está ótimo.

-Viu Rony? Ganhamos...Dois contra um.

***

-Não acredito que vai chover – resmunguei quando vi o céu fechando. Na verdade não tinha mais nem um pouco de azul ali, só nuvens e raios. Por toda a parte.

-Que saco. Quando a gente vem dá isso...Que saco viu?

-Calma meninas – Stephen falou rindo – Vocês fazem drama demais.

-Sem comentários – Matt falou.

-Eu quero morangos.

Olhei bem pra cara deles. Todos estavam cansados por terem andando o dia todo, de loja em loja.

-Jura? – Nátysi falou.

-Faz assim...Vocês vão indo com todas as sacolas e nos encontramos em Hogwarts.

-Mesmo? – Jim falou.

-Claro gente...Até Hogwarts então.

Peguei minha bolsa e fui andando pelo vilarejo. Não podia demorar muito. A chuva não demoraria a cair. Seria péssimo passar a noite lá, sozinha.

***

-Viu o que disse? – a menina perguntou.

Dava para ver Gina saindo de perto dos seus amigos. Ela estava sorrindo. Caminhando como uma dama.

-E daí que ela é linda? – o homem perguntou.

-Você não entende! Era pra eu estar lá. Eu tinha que ser a mais bela de Hogwarts, não essa ruiva sem sal.

-Nem um pouco sem sal.

-Cala a boca. Seu prazo está acabando.

-Calma...Eu já disse que tudo vai se resolver.

-Eu espero.

***

Kelly estava andando escondida pelas árvores. O trabalho do dia era vigiar Gina. Tinha que saber se ela ainda estava se encontrando com Draco Malfoy. Seria a chance perfeita de se tornar amiga dela. Era só esperar.

***

Nós estávamos indo para as carruagens quando eu a vi passar. Não pude resistir. Ela estava sozinha.

-Gente porque vocês não vão indo na frente? Nos encontramos lá.

-Porque?

-Porque sim – falei irritado. Que garota curiosa.

-Nossa Draco.

-Nos vemos em Hogwarts.

Fui seguindo ela por todo o caminho. Me escondendo entre as árvores. Eu sinceramente não tinha a mínima idéia de o porque de tudo isso...Não sei, talvez eu quisesse mais um pouco de Weasley.
Ela entrou em uma loja com várias frutas desenhadas na porta. Entrei logo em seguida. Vi que o balcão estava vazio e ela estava andando por ali. Me escondi entre algumas prateleiras.

***

-Temos que voltar gente – Hermione anunciou quando eles saíram da décima loja de roupas do dia.

-A Gina realmente estragou você – Rony falou mal humorado.

-Tenho uma idéia – Harry falou – Que tal se nós formos até a Casa dos Gritos. Dá pra chegar em Hogwarts por lá.

-Aquele lugar está muito sujo.

-Nem vem Hermione, eu e o Harry já vimos lojas demais hoje...Está na hora de fazermos alguma coisa interessante.

Hermione estranhou o olhar de Harry. Mas não fez objeção nenhuma. Apenas o seguiu.
Eles pularam a cerca e entraram nos terrenos do lugar.O acesso a casa era fácil. Eles conheciam muito bem. Era só entrar pelo porão, a entrada no porão era nos fundos da casa. Simples e fácil.
Assim que eles subiram as escadas e chegaram no quarto que encontraram Sirius há três anos atrás Hermione prendeu a respiração.

-O que é isso? – perguntou enquanto olhava chocada para o quarto.

Completamente arrumado. Dois sofás, uma mesa.

-Nosso quartel general – ele respondeu sorrindo.

***

Virei assustada quando ouvi o barulho de uma porta batendo. Corri até o balcão e pelo vidro da porta vi um senhor saindo sorridente pela rua. Balançava as chaves alegremente. Gritei o máximo que pude. Tarde demais.

-O que ouve? – escutei a voz dele logo atrás de mim.

-O que você está fazendo aqui? – perguntei chocada.

-Dando uma volta – ele falou casualmente enquanto enfiava as mãos nos bolsos da calça. Sexy.

-Nós estamos presos – resmunguei.

-De novo, que sina – ele falou com uma voz injetada.

-Cala a boca.

-Isso vai dar o maior trabalho sabe? Seu namoradinho vai entrar em crise e a escola toda vai nos procurar.

-Ai que raiva.

Olhei bem nos olhos dele. Eu estava me sentindo diferente naquele momento. Só perto dele eu me sentia daquela forma, mais adulta...Não sei. Talvez fossem as horas de sexo. Podia ser.
Ele continuava parado, em sua melhor pose de eu-sou-sexy-demais. Bem, o que se poderia dizer? Ele era mesmo.

-Para de me secar – ele falou se gabando.

-Queridinho pare de achar que vai transar comigo, você não está nem um pouco sexy.

Falei e sai de lá. Eu tinha que dar uma olhada na loja.

***

-Qual o próximo plano? – Hermione perguntou sentada na poltrona de veludo.

-Precisamos investigar o Malfoy, Crabbe, Goyle, Zabini. Todos esses.

Hermione respirou fundo. Sabia que Pansy Parkinson também devia ser investigada. Mas não estava a fim de brigas.

-Tenho uma idéia – Rony falou – Eu vigio o Malfoy, Harry Crabbe e Goyle, já que os dois andam juntos e você Mione, pode vigiar Zabini.

-Na verdade – Hermione falou – Melhor eu pegar o Malfoy, você vai acabar brigando com ele...

-Por mim tudo bem – Harry concordou.

-Pode ser – Rony disse.

***

-Então isso é tudo? – perguntei quando vi o quarto minúsculo no fim da loja. A Weasley assentiu.

-Isso mesmo, e a cama é minha.

-Que seja, eu não vou morrer se passar uma noite em um colchão mofado e cheio de bichos e vermes...Que seja.

-Nossa quanta evolução – ela falou cínica.

Dei uma olhada pelo lugar. Sem janelas, uma cama de solteiro e um colchão esquecido por ali. Dois travesseiros e um cobertor. O pior de tudo é que eu e a Weasley estávamos sem blusa de frio. E a noite estava prometendo.
Os trovões podiam ser ouvidos.

-Isso é realmente sujo – falei para mim mesmo.

-Estou com fome – a ouvi comentando.

-E quando você não está? – falei maldosamente.

Ela me olhou irritada e saiu andando. Garota estranha. A segui, pelo menos irritar a garota eu podia.

-Já vai comer? – falei quando a vi pegando alguns morangos.

-Não é da sua conta, sabe?

-Que irritada.

Ela resmungou e me atirou um morango.

***

Kelly subiu apressada a escada dos dormitórios femininos. Bateu na porta duas vezes até que Nátysi a abrisse.

-O que é?

-Gina – ela falou rápido – Pediu pra avisar que teve um chamado urgente de Dumbledore e pode demorar pra voltar.

-E porque ela diria isso a você? – a menina perguntou desconfiada.

-Eu fui à primeira pessoa que ela viu, nos encontramos aqui nos portões. Só vim avisar.

Kelly disse e nem esperou a resposta de Nátysi. Se as pessoas soubessem disso...Seria o maior escândalo. Ela pensava. Mas esse era um segredo seu, e ela pretendia guardá-lo muito bem. Isso seria útil um dia, ela tinha certeza que sim.

***

-O Draco não voltou? – Dean perguntou saindo do banho.

-Não...Fui atrás da Marie e me falaram que ela saiu. Os dois devem estar juntos.

-Ou será que ele está com a Weasley?

-Sei lá.

-Ainda não acredito que ele ficou com ela – diz riu.

-Garoto de sorte – ele disse.

Os dois se viraram de repente quando bateram na porta. Um segundo depois duas meninas entraram, as amigas de Marie.

-Olá garotos! – uma delas disse enquanto se desfazia da capa.













Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.