FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

32. Bebendo até cair


Fic: Rebeldes - Sobrevivendo no quinto ano


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

32º capitulo – Bebendo até cair

Acordei péssima no dia seguinte. Eu só queria chorar, mas não podia, não na frente das meninas pelo menos. Elas estavam animadíssimas com a festa que teria logo à noite. Eu não estava nem um pouco a fim de ir. Mas como não queria passar por um inquérito resolvi nem reclamar.

-Maquiagem azul fica bem Gina?

-Sapato prata combina Gina?

-E aquela bolsa com brilho Gina?

Eu não agüentava mais. Todo mundo estava me pedindo conselhos e eu ainda tinha que sorrir, como se estivesse com um ótimo humor naquele momento.

***

-Bom dia Harry – Hermione disse sorrindo enquanto se sentava para o café da manhã – Dormiu bem?

-Claro – ele perguntou estranhando a pergunta.

-Ah certo...O Jared não chegou ainda né? – ela perguntou.

-Não...Só nós mesmo – ele respondeu triste.

-Tudo bem então...Vamos conversar.

Harry sorriu. Seria esperança?

***

Acordei com a maior dor de cabeça de todos os tempos. Eu não estava me agüentando em pé de tanta dor. Resolvi ir até e enfermaria pedir uma poção, eu só não queria pensar na Weasley. Nunca mais.

***

-Onde você estava ontem Rony? – Kristin perguntou enquanto entrava no quarto do garoto.

-Fui dar uma volta. Só isso.

-Da próxima vez me avisa...Weasley.

Ela falou irritada e saiu batendo a porta.

-Mulheres... – Rony disse rindo.

***


Pansy e suas amigas fizeram plantão para esperar Draco. Ele apareceu na Sonserina quase onze horas da manhã, estava com uma roupa toda amassada e com a maior cara. Ele estava estressadíssimo.
Elas apenas o seguiram com o olhar e ficaram em silêncio.

-Estranho – Pansy falou depois de um tempo.

-Melhor investigar.

***

A noite finalmente chegou. Eu tinha ficado trancada no meu quarto o dia inteiro. Apenas deitada na minha cama aproveitando minha melancolia. Eu pude chorar, e chorei, a tarde toda.

-Vamos Gina, como assim você ainda nem se arrumou? – Ásis falou enquanto caçava seus sapatos.

-Não se preocupe Ás, eu serei a mais bonita da festa.

-Eu espero Gina, agora vai. O banheiro está livre.

Entrei lá e demorei meia hora, apenas enrolando. Eu realmente não estava com um ótimo humor para ir a uma festa. Mas...

***

As festas que aconteciam na torre eram sempre ótimas. Eu e as meninas estávamos prontas, mas eu simplesmente não conseguia acreditar em tudo o que tinha acontecido comigo e com o Malfoy...Era como se o meu subconsciente ficasse gritando o tempo todo o nome dele, dentro de mim, dentro da minha cabeça.

-Você está bem Gina? – Stephen perguntou de repente.

-Claro.

-Vou pegar alguma coisa pra você beber...Sem álcool certo?

Tudo bem que eu nunca bebia, mas naquele dia eu estava mal. Muito mal, todo mundo falava que a bebida nessas horas era a melhor coisa. Porque não tentar isso então?

-Não Stephen...Com álcool – ele me olhou estranho e depois saiu de lá.

-Nossa que piranha – Ásis comentou.

-Quem Ásis?

-Aquela loira ali com o Malfoy, a tal Marie.

No mesmo instante meus olhos se encheram de lágrimas, eu simplesmente não podia acreditar naquilo. Malfoy estava pressionando a garota contra a parede, beijando-a sem parar, assim como ele me beijava.

-Aqui Gina... – Stephen me entregou um copo cheio de whisky de fogo – Mas bebe com cuidado e devag...

Não esperei ele terminar de falar, peguei o copo e virei enquanto encarava Malfoy e sua nova garota do dia.

-Quero mais – disse a ele.

-Mas Gina...

-Tudo bem Stephen, eu pego – disse e sai de lá.

-O que deu nela? – Stephen perguntou as meninas.

-Sei lá – as duas disseram e foram para a pista de dança.

***

Harry estava indo para a festa quando encontrou Pansy. Ela estava linda, em um vestido completamente decotado.

-Oi Pan – ele disse enquanto sorria – Você está linda.

-Obrigada Harry.

-Vamos para a festa?

-Vamos...Mas antes, será que dava pra você...

Ele a pegou pela cintura e a apertou. Começou a beijar Pansy de uma forma diferente. Mais frio que o normal. Isso não passou despercebido por ela.

***

-Para de reclamar Rony – Kristin falou irritada enquanto saiam do salão comunal da Grifinória.

-Esse vestido é um abuso Kristin, eu não vou com você assim.

Hermione e Jared riram da cara que a menina fez. Rony era sempre ciumento assim. Isso estava deixando Kristin muito irritada.

-Deixa ela Rony – Jared falou.

-Você fala isso porque não é a sua namorada.

-Mas a Hermione está com um vestido parecido com o da Kristin, nem por isso eu to dando escândalo – eles riram mais.

-Viu Rony? Ele disse que gostou do vestido, você não elogiou o MEU vestido – Kristin falou fingindo que estava magoada.

-Desculpa amor – ele falou realmente chateado – Você está linda, linda, linda, linda, linda, linda...

-Entendi – ela disse.

***

Eu e a Marie estávamos na parede no maior amasso quando eu ouvi a voz dela. Continuei beijando por mais um tempo e depois procurei a Weasley. Encontrei-a perto da mesa das bebidas.
Lugar que ela tinha ficado um bom tempo na verdade. Eu nunca tinha visto a Weasley beber, mas dessa vez ela estava realmente mal.
No momento ela estava se concentrando em dar um show à parte na pista de dança. Ela estava praticamente tirando a roupa, fazendo a dança mais sexy que eu já tinha visto em toda a minha vida.

-Nossa se eu pego essa garota – Trey falou enquanto babava pela Weasley.

-Ela tá muito gostosa...Olha aquela bunda – Dean falou.

Eu queria socar os dois, mas não podia fazer nada. Apenas continuei olhando pra ela, dessa vez eu queria socar o namoradinho dela...Os dois estavam agarrados na pista de dança. Se beijando como se não houvesse amanhã. Patético, que casal mais patético.

-Eu odeio essa garota – disse enquanto pegava outra bebida – Se fosse possível eu a faria sumir do mapa, com certeza.

-Então manda ela pra minha cama – Trey falou e ele e Dean começaram a rir.

-Tudo nela é falso, os peitos, o cabelo, o rosto...Tudo, tudo. Essa menina não passa de uma imagem.

-E que imagem – Dean falou e os dois riram de novo.

-Vocês conseguiram me irritar, vou procurar a Marie – disse e sai de perto deles. Eu não queria ouvir o nome dela.

***

Eu não estava enxergando mais nada. Apenas ouvia a música e sentia meu corpo se movimentar conforme o som. O Stephen estava bem “empolgado” na verdade. Ele me levou para um canto mais escuro e começamos a beijar.
Depois de toda as noites com ele eu sabia diferenciar os tipos de beijo, e definitivamente aquele era um beijo bem diferente dos que o Stephen costumava me dar. Muito diferente.
Ele começou a passar a mão na minha perna, subindo cada vez mais por causa do vestido e da facilidade de “acesso”. Eu estava tão tonta, tão zonza que nem estava ligando para as coisas. Queria apenas tirar o Malfoy da minha cabeça, queria parar de me sentir mal daquele jeito.

-Você quer transar não é? – disse para o Stephen.

Ele parou de me beijar e ficou me encarando, eu não sabia se era confusa ou envergonhada a expressão dele no momento.

-Gina eu...

-Tudo bem queridinho – eu disse enquanto o puxava pela camisa – Já que você quer, e provavelmente eu sequer vou me lembrar do que estou fazendo agora...Porque não Stephen...Vamos transar.

Ele voltou a me beijar, dessa vez com muito mais força, se esfregando em mim. Me fazendo praticamente gemer naquele cubículo que nós estávamos. Eu podia sentir “aquilo” dentro das calças dele.

-Eu não posso – ele falou de repente.

-Não Stephen...Vem...Fica comigo...

Ele me beijou de novo, mas dessa vez sem tanta pressão. Depois me deu um selinho e me puxou delicadamente pela mão.

-Vem, você precisa de água... – ele parou um instante e me olhou nos olhos – Gina eu jamais faria isso com você nesse estado...Eu te amo.

Eu nunca me senti tão mal por amar o Malfoy. Foi então que eu olhei para o lado e o vi. Draco Malfoy, me olhando enfurecido. Provavelmente ele tinha ouvido e visto tudo. Mas ele tinha começado com aquilo, ele e aquela garota...Marie. Marie, era esse o nome dela. Marie...

***

Maldita. Maldita Weasley. A segui quando ela saiu de circulação com o namoradinho. Os dois foram pra um lugar bem escuro, se eu não os tivesse seguido jamais iria encontrar aquilo. Talvez fosse melhor.
Os dois estavam se atracando, ele passava a mão em todos os lugares possíveis, lugares que antes somente a minha mão chegava.

-Você quer transar, não é? – ela disse com aquele cara que me fazia morrer quando via.

Já estava pra sair de lá quando ele recuou, idiota. Tinha que ser da Grifinória pra dispensá-la. Idiota, mil vezes idiota. Ela estava toda descabelada, seu minúsculo vestido desajeitado.
Ela passou por mim e me deu uma olhada de cima abaixo. Droga, ela tinha me visto. Suspirei e sai de lá, já tinha me humilhado demais por uma qualquer. Nunca ia dar certo mesmo.

***

O Stephen tinha me irritado. Idiota, eu me oferecendo e ele me dispensando. Tudo bem, ele ia se arrepender. Peguei outra bebida e voltei a dançar. O Malfoy também estava lá, idiota.
Ele me olhou e voltou a beijar...Marie. Aquela puta. Outro idiota. Continuei bebendo e bebendo. O Stephen tentou vir conversar, mas eu não quis. Uma idéia absurda passou pela minha cabeça. Porque não tentar?
Um palco estava a disposição ali, subi lá em cima. Todo mundo começou a olhar, o que eu queria...Tinha conseguido. Vi o Stephen me olhando apavorado.

-OI PESSOAL! – gritei e a festa parou – Hoje eu vou fazer algumas eleições...Gostaria de ter a ajuda de todos...

A festa tinha literalmente parado. Todos me olhando assustados. O Malfoy, aquele idiota, me olhando de um jeito estranho. Aquilo só me deu força pra continuar o que eu pretendia.

-Primeira categoria...

Todo mundo se agitou quando comecei a falar. Respirei fundo e continuei.

-A primeira categoria é...A Princesa...Vamos ver, digam vocês...Quem é a princesa daqui? – ninguém se movia – Certo...Eu falo, Marie, a loira da Sonserina, a acompanhante da noite do Malfoy.

Todos se viraram pra ela...A menina parecia prestes a chorar. Que patético. Mais uma idiota.

-Agora é sério gente...Ela é a princesa...Alguém discorda? – ninguém falou nada – Certo...Ótimo. A segunda categoria é a mais companheira, a menina que me ama, e bem...Eu a amo sabe? – dei um daqueles risinhos falsos e olhei pra ela – Um salva de palmas para Caroline!

As pessoas começaram a gostar daquilo. Todo mundo adorava esse tipo de show, e eu estava fornecendo aquilo de graça.

-Próxima categoria...O mais gentil, essa vai para meu grande amigo, Stephen... – todos aplaudiram, ninguém alem de nós dois poderia entender o que estava acontecendo ali naquele momento.

-Que tal o mais lindo? – alguém gritou.

-Isso...Sugestões...O mais lindo, deixa eu ver – comecei a analisar o salão – Harry Potter – o público feminino adorou essa.

Olhei para o Malfoy, ele não sabia o que o aguardava. Mas ele ia me pagar, com certeza ia...

-Uma categoria especialíssima...A mais Sonserina – essa a Hermione ia simplesmente amar – Aplausos para Pansy Parkinson – dessa vez todo mundo entendeu o contexto ali, eu ri da cara dela.

Stephen estava abismado.

-A mais esperta e linda...Todos já sabem – realmente eles já sabiam – Hermione Granger, a mais bela e mais esperta – todo mundo estava se divertindo mais do que eu tinha planejado – Agora o mais galinha...Hum, quem será? Quem será? – fiz uma falsa cara de suspense.

Ele me olhava como se eu fosse algum bicho ou coisa assim.

-O ganhador...Bem, o que dizer? Foi unânime...Com certeza todos vão concordar com isso. O nosso vencedor é...DRACO MALFOY! – eu berrei – Ninguém é capaz de enganar, trapacear e trair como ele.

Fiquei encarando o Malfoy. Ele estava com aquela cara de raiva. Eu quis chorar, mas a bebida estava fazendo um efeito estranho. Eu estava enxergando tudo mal. Encerrei a eleição.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.