FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

34. Livres novamente


Fic: Rebeldes - Sobrevivendo no quinto ano


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

34º - Livres novamente

Depois de todo o tumulto, depois da briga na enfermaria no dia seguinte. Malfoy e Stephen, depois de toda a minha insanidade finalmente ir embora e eu esquecer aquela idiotice de que estava apaixonada pelo Malfoy as coisas voltaram mais ao normal.
Apenas uma coisa não voltou ao normal, eu e o Malfoy. No final das contas eu achei até melhor, eles já estavam desconfiando de mim. Acabamos voltando ao normal, normal digo...As brigas, os xingamentos...Tudo igualzinho.
Nesse mesmo instante eu estava brigando com o Malfoy.

-Vê se cresce Malfoy, me deixa em paz!

-UI...A pobretona está estressada – ele falou cínico.

-Tá querendo apanhar Malfoy? – Stephen e os meninos chegaram – Porque se estiver é só avisar.

-Pode vir moleque – ele falou com um olhar assassino.

Os dois ficaram se encarando, os meninos e os amigos do Malfoy pareciam guardas deles.

-Stephen deixa ele – eu o puxei – Não vale a pena.

-Mas Gina... – Stephen me olhou, ele estava louco pra brigar – Esse garoto é um estúpido, vive implicando com você.

-Vai dar pra trás? – Malfoy zombou.

-Você não sabe de nada Malfoy – gritei – Você é um idiota, vê se me deixa em paz, eu e meus amigos.

Nos viramos e saímos de lá.

***

Rony estava andando pelos corredores, com as mãos nos bolsos. Estava bem despreocupado. Até que avistou Liza.

-Oi Rony.

-E ai Liza?

Os dois tinham se tornado amigos. Ela “coincidentemente” estava em todos os lugares que ele ia. Mas Rony gostava da conversa de Liza, ela era sempre simpática com ele, os dois sempre riam.

-E a Kristin?

-Vai bem...Acho que só mesmo, bem...

-Você está com tédio não é?

-Bem... – ele ficou meio desconcertado – Eu a amo, mas isso...É um pouco chato.

-Eu te entendo...Já passei por isso...Faz tempo.

-O que você fez?

-Arrumei um amante – ela disse enquanto sorria maliciosa para ele.

***

Harry estava sentado no salão comunal olhando a lareira. O perfume de Pansy estava impregnado em toda sua roupa, aquilo estava enjoando-o. Viu algumas meninas conversando um pouco a frente, elas riam e se divertiam.
Em seguida viu Hermione entrando com a cara fechada, parecia que ela tinha chorado. Ela o viu e foi se sentar com o menino.

-O que houve? – perguntou preocupado.

-Jared – ela disse simplesmente enquanto suspirava.

-O que aquele cara fez com você? – ele estava sentindo seu sangue ferver.

-Nada...Só uma crise de ciúmes...Ele está paranóico.

-Com quem?

-Com você – ela disse enquanto o olhava.

Algumas lágrimas caíram. Harry as limpou.

-Você não devia chorar Mi – Harry falou.

-Mas ele estava tão...Estressado, não sei.

-Vamos dar uma volta – Harry disse de repente.

Ele podia não ter Hermione, mas não queria vê-la chorando. Nunca. Sua alegria dependia da alegria dela, enquanto Hermione estivesse feliz, ele conseguiria viver.

***

Entrei no salão comunal e vi Marie sentada conversando com suas amigas. Ela parou a conversa e ficou me olhando. Alguém pendurou-se no meu pescoço. Uma voz fina e irritante entrou nos meus ouvidos, cortando meus tímpanos.

-Oi Draco.

-Oi Olívia – disse sem animo.

-Vamos dar uma volta por ai? O que você acha, Draco?

-Hoje não dá, tenho que fazer ronda...Monitor, você sabe.

-Ah certo – ela disse – Depois então?

-Claro.

Ela deu um sorriso e se afastou. Eu, Trey e Dean nos sentamos em uma poltrona, depois de expulsar uns alunos de lá.

-Aquela Weasley anda insuportável – fui o primeiro a falar.

-Eu acho que isso é... É... É...Amooooouôuôuô – Dean cantarolou todo contente, eu não podia acreditar que estava ouvindo aquilo.

-Você está a fim de morrer? – disse olhando pra ele.

-Calma Draco... É que nós...Bem temos que dizer uma coisa – Trey falou cauteloso, até demais.

-Amooooooooouôuôuô... – Dean cantarolou de novo.

-Cala a boca...E você Trey, pode falar.

-Bem Malfoy...Nós sabemos de você e da Weasley.

-O QUE?

Não pode deixar de gritar, todos olharam pra nós. Aquilo só podia ser brincadeira, e de péssimo gosto pelo visto.

***

Passei pelo retrato e entrei no salão comunal. Caroline, Tiara e Kelly cochichavam em uma das poltronas, patético. Caroline me lançou um olhar irritado. Eu realmente não entendia aquela garota.

-Gente eu realmente não sei o que a Caroline tem contra mim – falei enquanto me sentava nos sofás.

-A Gina...É só que você é a mais linda e popular, só isso – Ásis falou rindo – Ela morre de inveja.

-Uma completa ridícula – Na falou.

-Nem acredito que perdemos o jogo – Jim falou.

-Um dia ela se toca né? – falei.

-Foi horrível mesmo gente...Ninguém acreditou – Matt falou.

-A Caroline é muito idiota e tapada...Nunca vai se tocar – Ásis riu.

-Deixa para o ano que vem a Taça de Quadribol – Stephen falou.

-Que conversa de louco gente...Nossa – Nátysi chamou nossa atenção – Nunca vi tanto assunto cruzado ao mesmo tempo.

-Nada a ver Na...Nem se estressa... – falei.

-Mas nós temos que arrumar mais táticas... – Jim continuou.

***

-Onde nós estamos indo Harry? – Hermione sussurrou enquanto eles caminhavam por corredores escuros.

-Você já vai ver...Vamos – ele disse empolgado.

-É contra as regras – ela disse enquanto chegavam a uma escadaria.

-Você se preocupa demais Mi...Vamos.

Harry continuava puxando-a pela mão.

-Você vai adorar – os dois começaram a subir as escadas – E não quero que você se preocupe.

-Eu não vou... – ela sussurrou enquanto Harry a olhava.

***

Kristin tinha acabado de sair da enfermaria, tinha ido pegar uma poção para dor de cabeça. Viu Rony passando, conversando com Liza. Eles estavam rindo e pareciam entretidos em uma ótima conversa.
Ela viu eles passarem, quis gritar de raiva. Mas se controlou. Pegou a poção e a tomou de uma vez só, com raiva. Começou a chorar.

***

Nós continuávamos conversando no salão comunal.

-Sabe, eu estava pensando nessa próxima visita a Hogsmeade, já está chegando, nós podíamos fazer algo diferente.

-O que você sugere Gina?

-Não sei Stephen...Tem a casa dos gritos.

-Eu nunca fui lá – Ásis falou.

-Nós podíamos entrar lá – Jim disse animado.

-Com certeza está sujo – Nátysi fez cara de nojo.

-Mas vai ser bem legal – Matt apoiou.

-Será que eu sou a única que não fui lá? – Ásis disse de novo.

-E se nós fizéssemos um piquenique depois? – falei.

-As meninas pegam comida – Stephen disse.

-Eu concordo – Jim falou.

-Então vocês carregam tudo – Nátysi disse.

-Sabia que ia sobrar pra gente – Matt falou.

-Será que é legal lá? – Ásis falou.

Todos nós olhamos pra ela.

-Do que você está falando Ás? – perguntei.

-Da Casa dos Gritos, porque?

-Você está falando sozinha? – Jim perguntou.

-Não enche Jim...Só estava comentando comigo mesmo.

-Ah! – todos falamos juntos.

Em seguida todos estavam rindo.

***

-Ah Harry! É lindo...

Hermione não estava agüentando, só queria beijar Harry. Naquele instante.

-Você gostou? Eu acho esse lugar especial, sempre quis que você conhecesse – ele disse enquanto a observava.

Eles se encontravam em um terraço enorme. O céu estava repleto de estrelas, a luz da lua os iluminava. Tornava aquilo uma cena romântica e bela.

-É lindo mesmo...Nem sabia que isso existia.

-Descobri graças ao Mapa do Maroto, uma vez vi Dumbledore aqui, daí eu vim.

-O Rony conhece esse lugar?

-Não...Acho que só eu venho aqui...

-E Dumbledore – ela disse rindo.

-É...Você já está melhor?

-Já – ela sorriu – Graças a você.

Os dois se encararam por um tempo, sem ao menos se dar conta suas bocas se aproximavam cada vez mais, pareciam atraídas por um tipo de ímã. Harry tocou gentilmente no rosto de Hermione. Um segundo depois eles se beijavam ferozmente.

***

-Como assim vocês estão sabendo? – perguntei ainda em choque.

-Tudo começou com os sorrisos e os insultos cada vez mais constantes...Dai você começou a sumir demais, resolveu ficar no feriado de Natal em Hogwarts – Trey começou a falar.

-Nós fomos então atrás de você, no dia do jogo e... – Dean parou a narrativa com uma cara engraçada.

-Ótimo – resmunguei – Você me viram transando com ela.

-E você fala simples assim?

-Bem Trey, é que foi simples assim...Nós transávamos e tal...Dai resolvemos parar e só...

-Mas você nunca sentiu algo por ela? – Dean perguntou enquanto se empolgava – Nunca se apaixonou?

-Claro que não...Ela queria um homem de verdade e eu estava a fim de diversão...Tipo uma troca de favores.

-Não tem mais volta?

-Não Trey...Agora acabou.





Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.