FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. Chuva em Hogsmeade


Fic: Rebeldes - Sobrevivendo no quinto ano


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

7º capitulo – Chuva em Hogsmeade


Aquele era o pior sábado do mundo para uma visita a Hogsmeade. O céu estava desabando sobre nossas cabeças. Eu estava com um sobretudo impermeável rosa. Tinha colocado uma boina branca também. Estava completamente preparada para um dia de chuva.

-Oi Gina – Stephen chamou.

Me virei e vi os três chegando, todos com capas. Stephen estava com o cabelo todo arrepiado, completamente lindo. Corei quando ele sorriu para mim. Com certeza hoje eu sentiria, sentiria aquilo, o frio na barriga.

-Oi garotas – eles disseram.

-Oi senhorita Weasley – Stephen sussurrou no meu ouvido – Você está encantadora hoje sabia?

-Obrigada.

-Vamos gente? Daqui a pouco não vai ter nenhuma carruagem vazia – Matt reclamou.

-O Matt está certo. Vamos.

Começamos a andar lentamente. Deixei todos irem na frente. Eu sabia muito bem que só cabiam quatro na carruagem. Como eu já havia previsto tivemos que ir a outra carruagem.

-Você é bem espertinha, senhorita Weasley.

Stephen disse enquanto me beijava.

***

-E então Draco? Trey me disse enquanto pegávamos uma carruagem vazia.

-Eu não sei exatamente o que fazer com a Weasley, mas te garanto que vai ser uma coisa de nível.

-Você estava com a Liza ontem?

-Estava, porque?

-Não... É só que ela chegou completamente descabelada e eu ouvi umas meninas comentando. Parece que viram a Marie chorando no banheiro. É cara, ela estava apaixonada.

A carruagem começou a se mover. Fui para trás com o tranco.

-Nem estou pensando nela agora, estou mais preocupado com a Weasley.

-Estranho você dizer isso...Você está bem obcecado por aquela garota hein? Cuidado Malfoy...Muito cuidado.

-Cala a boca Trey – disse irritado.

Uns minutos depois chegamos ao povoado. Os alunos já começavam a circular por lá. Descemos debaixo de chuva, mas ela estava mais amena agora, tudo por lá era lama. Olhei uma capa rosa bem chamativa, em seguida cabelos vermelhos.

-Lá está sua obsessão – Trey comentou.

-Ela está se achando, não, ela se acha. Com seus amiguinhos idiotas.

-Bem Draco, você não pode negar...Ela é a garota mais popular da Grifinória, talvez de Hogwarts. Todos sabem quem é Gina Weasley.

-Ou senhorita Weasley – disse com nojo – Mas eu vou me vingar da lindinha da Grifinória. Ela vai aprender a não mexer com ninguém mais. Idiota.

-Eu avisei...As populares são as mais vingativas. Sempre.

***

Harry, Hermione e Rony andavam sozinhos pelo povoado. Pansy estava doente e não tinha ido, para o alívio de Hermione. Ela não se sentia assim, tão perto de Harry, desde o final do ano passado.
Eles estavam se divertindo realmente. Já tinham ido a Dedosdemel e passado duas horas lá dentro. Tomando chocolate quente e fugindo da chuva.

-Hei Mi – Harry chamou – Que tal uma corrida?

-Corrida?

-Harry – Rony comentou – Você está bem?

-Claro Rony...E ai? Topam?

-Vamos meninos – Hermione disse rindo.

Os três dispararam na chuva, que estava forte de novo, eles não se importavam se estavam se molhando ou não, só queriam se divertir. Assim como faziam antes, antes de a adolescência chegar.

***

A Dedosdemel estava infestada de gente, depois de darmos uma desculpa qualquer eu e Stephen saímos de lá. Stephen pegou um guarda-chuva para podermos ir para a casa de chá, Laguna Tea, o melhor lugar para ter um encontro em Hogsmeade, só havia casais lá.
O lugar estava menos cheio que a Dedosdemel, mas mesmo assim quase todas as mesas estavam com casais. Pegamos uma quase nos fundos, uma das únicas que tinha sobrado.

-E então Gina? Você quer...Assumir?

-Não sei Stephen. Você sabe, todo mundo comenta tudo o que eu faço, eu não quero que isso aconteça com nós.

-Tudo bem – ele disse um pouco decepcionado – Você não quer estragar tudo, não é? Tudo bem...

-Você é um amor...

-Você é mais.

Ele se aproximou de mim, e antes mesmo que eu pudesse perceber estávamos lá, nos beijando. Comecei a ficar nervosa, o maldito frio na barriga não vinha, nunca. O que estava acontecendo comigo?

***

Eu estava seguindo-a a quase duas horas. Trey estava se agarrando com uma garota da Corvinal em uma loja e eu ali, na chuva. Pensando no que fazer.
A Weasley estava com um dos garotos da turma dela no Laguna Tea, um ponto de encontro para qualquer casal. Seria no mínimo interessante espelhar a notícia. Mas isso era pouco, muito pouco. Eu queria minha revanche. Arrumei meu capuz e comecei a andar. Já tinha decidido o que iria fazer.
Fiquei ali na porta por mais uma meia hora. Tínhamos mais três horas de visita. Uma menina loiríssima saiu de lá. Harmony.

-Hei Draco! – ela disse surpresa.

-Oi Harmony. Você sumiu das festas – comentei casualmente.

-Estou estudando mais...Medo de reprovar. Mas na verdade...Você que nunca mais me procurou.

-Pois é...Agora seria um bom momento não?

-Bom momento para que? – ela se fez de desentendida.

-Para isso.

Puxei-a rapidamente. Beijando aquela garota linda, mas com minha cabeça em outro lugar.

***

-Você é linda Gina – ele disse mais uma vez.

Odiava ouvir a mesma coisa sempre.

-Você também Stephen. E você sabe. Vamos? – perguntei – Estou cansada.

-Claro. Já volto.

Ele se levantou e foi pagar a conta. Comecei a correr os olhos pelo lugar. Vi alguns conhecidos e acenei para eles. Depois olhei para a porta, de vidro, assim como as paredes de vidro.
Pude ver perfeitamente a movimentação de lá. A chuva estava forte, seria um saco ir embora. Uma coisa chamou minha atenção. Cabelos loiros, muito loiros. Draco Malfoy estava quase engolindo uma menina, ali encostado no canto do vidro.
Eu nunca tinha visto ela na escola. Mas não importava, cada dia ele estava com uma nova garota. Eu não entendia como elas podiam se prestar a aquilo. Se aquilo era amor, era um amor doentio.

-Gina! – Stephen chamou.

-Que?

-Vamos. Estou te chamando faz tempo. Está distraída?

-Um pouco. Vamos.

Peguei meu sobretudo e minha bolsa. Ele abriu a porta de vidro e ela fez barulho. Malfoy sequer se moveu. Stephen abriu o guarda-chuva e passou seus braços ao meu redor.
Passamos pelos dois. Eu tentei, mas não consegui. Olhei para trás e fiquei sem reação, Malfoy continuava beijando-a, mas me olhava também. Senti um frio na espinha, ele estava aprontando alguma coisa.
Cheguei ao castelo irritada. Malfoy estava nos seguindo desde o Laguna Tea. E aparentemente só eu tinha percebido isso.

-Stephen...Vai indo na frente. Eu te encontro na Grifinória.

-Mas você disse que está cansada Gina.

-E estou. Mas tenho que pegar uma coisa...Com um elfo, depois te explico certo? – dei meu costumeiro sorriso.

-Claro Gina. Depois nos falamos.

Deu um beijo nele e sai de lá. Eu não sabia onde, mas sabia que ele estava em algum lugar, me espiando. Saí para o jardim. A chuva caia sem piedade, mas eu não ligava, queria saber o que aquele garoto queria comigo.
Fui andando debaixo de chuva mesmo. O vento estava bem forte. Eu sentia-o logo atrás de mim. Parei embaixo de uma árvore, para me proteger da chuva. Assim que me virei eu o vi.

-EU SABIA! – gritei – Você está me seguindo...O que quer?

-Nada Weasley...Só vingança.

-Olha Malfoy, quem começou foi você.

-Não Weasley...Foi você – ele disse acusador.

-Você é patético – disse e cruzei meus braços, irritada.

-Sabe o que você é? Uma patricinha idiota e que se acha superior a todos. Com seu cabelo ridículo e seus amigos idiotas.

-Olha aqui Malfoy, em primeiro lugar...Ridículo é o seu cabelo e os seus amigos...E aquela descrição...Sabe? De se achar superior? Será que você não se olhou no espelho não?

-Oh...A perfeita senhorita Weasley...Como sempre tem razão, não é? Se acha mais que todos...Não passa de uma idiota vestindo rosa.

-Você é um estúpido.

Um vento gelado bateu, me encolhi de frio. Eu só queria deitar e dormir.

-EU TE ODEIO – gritei enquanto dava as costas para ele.

Malfoy continuou falando, mas eu não o entendia bem por causa do barulho da chuva e do vento. Eu já estava pingando água. Comecei a correr até o castelo. Mesmo sem entender o que estava acontecendo comigo comecei a chorar.
Quem me visse acharia que eu estava ridícula. Molhada e com os olhos vermelhos. Peguei meu espelho na bolsa.

-Preciso me esconder – murmurei.

Em seguida corri para a torre da Grifinória. Eu só queria uma tarde e noite de sono. Queria descansar.

***

Era incrível como o céu estava estrelado. Harry jogou um cobertor na grama e ele, Rony e Hermione deitaram nele. Os três estavam em um dos jardins de Hogwarts. A noite estava calma e silenciosa. Os três estavam exaustos. Cansados demais para conversar.

-Cansados?

-Demais Mi. Foi uma tarde proveitosa – Harry disse enquanto olhava sonhador para o céu.

-E molhada. Nunca vi tanta chuva assim. Estou com frio.

-Frio? – Hermione se levantou e colocou a mão na testa dele – Você está com febre Rony. Vamos até a enfermaria.

Ela já ia levantar quando ele a impediu.

-Pode deixar. Eu vou dormir, se não estiver bem amanhã eu vou lá. E nem adianta falar nada...Tchau para vocês – Ele disse simplesmente e foi em direção ao castelo. Sumindo na noite.

Por uns dez minutos tudo ficou no completo silêncio. Hermione ficou olhando as estrelas enquanto Harry a observava. Ela se virou e os dois ficaram se encarando, deitados na grama.

-Você está linda – ele disse de repente.

Os dois continuaram assim, se encarando por mais um tempo. Hermione fechou os olhos, para sentir o cheiro de grama molhada, o vento...Mas o que ela sentiu foi algo bem diferente.
Sentiu lábios colados nos seus e em seguida um corpo pressionado contra o seu. Ela não sabia o que fazer, como reagir. A única coisa que fez foi corresponder, fervorosamente, ao beijo.
Se pudesse teria morrido de alegria nos braços de Harry. Ela mal podia acreditar naquilo tudo. Talvez nem precisasse mais da ajuda de Gina.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.