FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

18. Que comece a diversão


Fic: Rebeldes - Sobrevivendo no quinto ano


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

18º capitulo – Que comece a diversão


Eu andava distraída pelo corredor enquanto ia em direção ao corujal. O dia estava um pouco frio, por isso eu estava com o cachecol da Grifinória. Queria mandar uma carta para meus pais, saber se estava tudo bem.
Apesar de não passar das sete e meia da manhã eu não tinha conseguido dormir mais. O melhor era fazer isso mesmo.
Assim que cheguei lá fui procurar Píchi. Pra variar ele estava brigando com outra coruja. Ele brigava o tempo todo.

-Nunca vi um bichinho tão pequenininho e tão enfezadinho como você viu? – eu disse a Píchi enquanto amarrava uma pequena carta nele – Entregue a minha mãe ou ao meu pai. Não se esqueça!

Ele ficou alegre por um tempo. Andando de um lado para o outro. Aquela coruja era tão anormal quanto meu irmão. Depois da alegria, Píchi tomou seu rumo e saiu janela afora.

-Na verdade – uma voz disse atrás de mim – Eu conheço um bichinho tão enfezadinho quanto essa coruja nanica.

Me virei furiosa, encarando o Malfoy. Tinha odiado o fato dele ter repetido minhas palavras. Já fazia mais de uma semana que eu não o via, desde o incidente com as bolhas de sabão. Eu não esperava vê-lo tão cedo.

-Mas você é um mala mesmo hein?

-Só disse a verdade Weasley. Você sabe – ele completou rindo.

-Você é um ridículo.

-E você não resiste a mim – ele disse, rindo mais ainda – Confessa que você está louca para me beijar...Vamos...Confesse.

-Idiota...Nem tente encostar um dedo em mim.

-O que você vai fazer tampinha? Vai me bater ou morder minha canela? Mas você alcança minha canela?

-Idiota – eu disse de novo – Eu te odeio Malfoy. Você não passa de um idiota a mais em Hogwarts...Você e seus amigos idiotas.

-Nossa...Quantos idiotas em uma frase só Weasley – ele disse rindo.

Ai que raiva! Nunca senti tanta vontade de estrangular o Malfoy como naquele momento. Ele se aproximou de mim. Ficou perto mesmo. Nossos rostos estavam há um palmo de distância.
Tudo bem que ele era mais alto, mas naquele momento eu estava pensando em outra coisa também. As famosas borboletas flutuaram no meu estômago. Eu não podia acreditar naquilo.
Vi ele se aproximando mais e mais...A única coisa que fiz foi fechar meus olhos.

***

Ela estava me olhando enfurecida. Eu sabia o que fazer nesses momentos. Na verdade era um tipo de manual que vem com qualquer homem. É bem curto e fácil de decorar. Espere ela terminar de falar e então a beije. Fácil não?
Assim que nossas bocas se tocaram eu senti que ela instantaneamente amolecera seu corpo. Segurei-a mais firme e abaixei meu rosto mais. Ela estava quase que inclinada por completo.

***

Hermione acordou sorridente naquele dia. Tinha se divertido na noite passada. Ela e Jared tinham ficado até altas horas conversando. Falaram sobre várias coisas. Kristin ainda dormia, mas ela precisava conversar com a amiga. Urgentemente.
Hermione segurou o braço de Kristin e chacoalhou.

-O que foi? – ela disse irritada.

-Nada não...LEVANTA! – Hermione gritou.

-Você é louca Mi. O que é?

-Quero saber como você e o amigo do Jared se saíram ontem. Fala logo...Conta todos os detalhes...Os beijos quentes.

-Você é uma piada garota. Mas o Richard – ela disse fazendo uma cara engraçada, meio de orgulho, meio zombeteira – Bom ele é uma pessoa simpática, uma pessoa gostosa, uma pessoa linda...

-E? – Hermione perguntou.

-Bom – Kristin ficou séria por um momento – E ele é também uma pessoa que beija muitíssimo bem – ela completou rindo.

Hermione atirou um travesseiro na cara da amiga e as duas riram.

***

Harry se levantou mais cedo que Rony. Queria estar bem acordado para a hora do treino. Todos estariam lá, aproveitando a última semana antes do jogo para ensaiarem novas táticas. Sempre que o jogo era Grifinória contra Sonserina era um jogo crítico.
Rony acordou quando Harry já colocava suas botas. Se sentou na cama, tentando pensar um pouco. Ele sempre demorava para acordar completamente.

-Aonde vai Harry? – ele perguntou.

-Eu vou treinar...E você? – ele perguntou rindo.

-Nooossaaa!

Rony deu um pulo da cama e correu para o banheiro. Simas e Neville acordaram com o barulho. Viram somente Harry acordado e olharam com cara assassina para eles.

-Que horas são Harry? – Simas perguntou irritado.

-Sete e meia.

-E eu posso saber porque fomos acordados? – Neville perguntou.

-Bom...Eu, é que eu...Foi o Rony.

-Mentiroso – Simas disse antes de se virar e voltar a dormir. Neville fez o mesmo que o amigo.

***

O quarto mais bagunçado do momento, no entanto era o de Jim, Stephen e Matt. Eles estavam se arrumando para o treino e estavam rindo tanto que acabaram por acordar Yan e Brendan, os outros meninos com quem dividiam o dormitório. Os dois pareciam bem infelizes com aquela agitação toda.

-Cara foi demais – Jim narrava – Ele pegou a goles e bum! Gol! Na verdade um super gol. Estava pensando em treinar isso.

-Parece bom – Stephen disse – Mas antes, precisamos dar um nome para essa jogada. Um nome de impacto – ele disse rindo.

-Que tal...Jistema?

-Jistema? – Jim e Stephen perguntaram juntos.

-Claro – Matt começou a explicar – Ji vem de Jim, Ste vem de Stephen e Ma vem de Matt.

-Nossa Matt...Depois dessa...Você merece – Stephen disse enquanto encarava o amigo com uma fingida cara de indignação.

-MONTINHO! – Jim anunciou.

Todos pularam em cima do garoto, até Yan e Brendan. Aquela com certeza eles iriam falar para as meninas.

***

Quando me soltei dos braços do Malfoy eu ainda estava em choque. Estava tremendo. Ele me olhava fixamente. Eu não sabia o que dizer, um silêncio horrível se apoderou do lugar.

-Sigilo – eu disse por fim.

-Concordo – ele falou – Nós nos divertimos e pronto – ele disse simplesmente, reduzindo em palavras o que eu estava tentando propor.

-Está certo então – eu disse.

Depois disso ele se virou e foi embora. Eu ainda não sabia o que dizer. Estava chocada com as coisas que eu estava falando. Essa historia de diversão e só era bem antiga, e pelo que eu me lembrava nunca acabava em coisa boa.
De qualquer forma eu não estava ligando muito para aquilo tudo. Olhei para todas as corujas do lugar, elas estavam quietas. Apenas olhando o nada. Pensei por um instante se elas não estavam apenas me repreendendo.
Eu estava traindo Stephen, meu irmão...Harry, Hermione. Todos. Mas ninguém precisava saber daquilo. Nunca. Ninguém iria saber daquilo jamais. Então quando nós cansássemos daquilo seria só falar tchau e pronto.
Cada um seguia seu caminho. Seu rumo. Como se nada tivesse acontecido. Olhei mais uma vez para o lugar e depois fui embora.

***

Depois do almoço fiquei pensando em um lugar seguro para me encontrar com a Weasley. Dessa vez não podia ser uma sala deserta, era arriscado demais. O primeiro lugar que me veio à cabeça foi à sala secreta do segundo andar.
Aquele corredor era deserto e eu duvidava muito que outros alunos conheciam aquela sala. Hogwarts era cheia disso, salas secretas, passagens. Um verdadeiro labirinto.
Primeiro eu teria que limpar aquilo com magia, ou a fresca teria um ataque, depois tinha que arrumar uma cama, uma mesa...Coisas básicas. E claro, o lugar tinha que se protegido por algum feitiço.
Nem pensei em falar para Trey ou Dean. Eles não entenderiam e provavelmente ficariam me enchendo. Me livrei deles e fui para a sala secreta. Eu tinha que fazer as coisas logo.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.