FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

6. A Fortaleza Branca


Fic: Harry Potter e o Último Herdeiro (CAP 13 POSTADO) AVISOS, por favor LEIAM!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry sentiu seus pés baterem no chão, e olhou em volta, estava no povoado de Godric’s Hollow, onde havia prometido a si mesmo que iria visitar, ver o tumulo de seus pais, seu coração não se aquietaria se não fosse. Estava escurecendo, e olhou em volta, o povoado estava deserto, haviam poucas casas e algumas com as luzes acessas, Harry caminhou por um tempo pela estrada principal do povoado, ninguém andava pela rua, andou por muito tempo em linha reta, até que viu em cima de um monte, um portão que com certeza seria de um cemitério, com um aspecto sombrio e pouco convidativo, mais seu coração não o enganava, ali com certeza estavam enterrados seus pais, era ali que deveria ir, andando o tanto que mais rápido, chegou ao portão do cemitério, que estava trancado por correntes muito grossas, e com um gesto rápido tirou sua espada e com um único só golpe dividiu as correntes em duas. Abriu o portão e adentrou no cemitério, não temia mais os mortos nem a escuridão, eram coisas naturais que deviam ser bem apreciadas, foi andando por entre as lápides, até que viu no fim do cemitério, duas lápides chamaram sua atenção, eram lápides brancas e muito belas, foi então diretamente a elas.
Se ajoelhou, diante delas e viu o que estavam escritas.
“Lílian Potter, meu filho nós te amamos!” e no de seu pai “Thiago Potter, meu filho nós te amamos, nunca desista”, aquilo o comoveu muito, e diante a lápide de seus pais, chorou, e chorou por todos que já havia perdido, por uma vida que estava quase arruinada por Tom Riddle, mais ali diante de seus pais fez o juramento que a muito tempo havia querendo fazer.

- Eu Harry James Potter, vou acabar com o Tom Riddle de uma vez por todas, não sobrarão pedra sobre pedra, enquanto as Trevas estiverem sobre o mundo bruxo. Me perdoem pela demora meus pais. – dizendo isso colocou sua ultima lágrima, a ultima que escoaria dos seus olhos diante aquela guerra, não deixaria as Trevas dominarem, não nunca, e depois de dizer isso sentiu uma leve brisa que o animou aconchegou, que lhe deu paz, e levantando-se foi-se embora, agora gostaria de ver sua antiga casa, e foi de volta para o povoado, onde perguntaria exatamente onde ficava sua antiga casa. Andou por muito e entrou dentro de um bar, não havia muita gente dentro do bar, só que todos o olhavam com muito interesse estava vestido como bruxo, entendia o jeito que todos o olhavam, foi diretamente ao bar man e perguntou:

- Com licença senhor, estou procurando a velha casa dos Potter, sabes me dizer onde fica? – perguntou Harry com educação

- Sei sim senhor, mais é um lugar sombrio onde poucos pisam, fica no final do povoado, siga de costas para o cemitério o máximo que puder, lá aconteceu algo muito terrível a muito tempo. – disse o bar man assustado

- Muito obrigado pela informação – e se retirou do bar.

Harry saiu e seguiu para onde o bar man tinha lhe informado, andou por muito, o povoado era grande, andou até que chegou em um lugar vago, havia uma mine-floresta, muitas arvores, e a estrada continuava pelo mesmo caminho, continuando Harry chegou e viu em uma clareira, uma casa destruída, ficou comovido um pouco ali, tinha vivido um ano de sua vida, ali naquele lugar, e estava daquele jeito, mais um pequeno barulho havia desviado seus pensamentos um pouco, sabia que não era um barulho normal, havia alguém atrás dele, mais ele não se mexeu e nem tão pouco se virou, ficou ali esperando, de repente ouviu-se uma voz atrás dele, uma voz que a muito não ouvia, e o deixava com um ódio enorme.

- Estupefaça! – gritou a voz.

Mais Harry foi muito mais rápido, puxou a varinha e desviou facilmente o feitiço estuporante, e com outro gesto da varinha desarmou e amarrou com uma corda anti-aparatação o intruso. Foi até ele que gemia muito, e se contorcia querendo escapar.

- Não adianta Rabicho, não há como você se transformar em rato, seu bruxo medíocre, nos encontramos de novo finalmente – disse ferozmente o garoto.

Rabicho olhou o garoto com um medo comparado ao de seu que tinha ao seu mestre, sabia que dali não sairia vivo, não havia ninguém ali para salvar ele.

- Por favor Harry, seu pai não gostaria que me machucasse. – disse desesperado Rabixo

- SILENCIO! – disse erguendo a voz, Rabixo tremeu diante aquele bruxo, crescia sua áurea agora sabia o que Bella havia dito e muito comensais haviam rido de sua cara era verdade, era um bruxo a se temer.

- Vejo em sua mente medíocre, que seu mestre não sabe onde estás, não tenho muito o que aproveitar de sua mente, acho que com sua morte poderei usar minha antiga casa como sede da nova Ordem da Fênix, o que acha rato? – ele sabia que com a morte de Rabixo, o feitiço do fiel segredo acabaria, e poderia usar a casa para seus planos, viu o medo nos olhos de
Rabixo, dessa vez não escaparia.

- Eu te passo o segredo Senhor, por favor não me machuque, eu vou ser leal a Ordem, eu prometo – dizia ele num tom suplicante

- Mentiroso – disse em uma voz calma – não tente esconder mais coisas de mim Rabixo. – disse finalmente

- Por favor, por favor – suplicava novamente.

- Você por parte, matou meu pai e minha mãe – berrava ele – você matou vários trouxas, adeus rato – dizendo isso, retirou sua espada e com um único golpe, separou a cabeça e o corpo de Rabixo, estava ali o traidor de sua mãe e seu pai, morto diante seus pés. E com um gesto de varinha o corpo e a cabeça de Rabixo se foram.

- Agora está na hora de concretizar meus planos – dizendo isso, ergueu a varinha no alto, e disse muitas palavras em voz estranhas, parecia uma linda canção e a sua casa foi se pondo de pé, se auto construindo, aos poucos o solo ganhava vida, uma áurea dourada cobria o velho bosque, e fazia tudo ali ganhar vida, a casa foi voltando, ao que Harry imaginava ser como era antigamente, branca como a neve, linda esplendida, e com o único acabamento, a casa voltou a ser como era. Harry disse finalmente.

- Eu Harry Potter, serei o fiel segredo da nova sede da Ordem da Fênix, que se encontra na Fortaleza Branca, em Godric’s Hollow.

Dizendo isso por fim, a casa foi coberta de um manto branco e logo sumiu. Deixando o lugar sombrio novamente, Harry se aproximou e fixou seus pensamentos na Fortaleza, e viu-a na sua frente, entrando nela, teria que modificar muitas coisas também, de acordo com seus pensamentos e planos, então fez gestos sublimes novamente com a varinha e pronunciava palavras e virava em círculos, ajustou a casa para ser sim uma Fortaleza, muito aconchegante e e pensava ele, seria muito útil também, resolveu dar uma volta pela casa, que agora tinha inúmeros quartos, corredores e salas, havia algo bem importante, uma enfermaria muito grande, para acomodar os doentes caso a necessidade, havia a grande sala de reuniões projetada, muito bela e com uma mesa ao centro redonda, ele havia também, havia também feito salas especificas para treinamentos. Decidiu que já era a hora de voltar para a Toca, e comunicar onde seria a nova sede da Ordem, dizendo isso aparatou.

Já estava escuro quando Harry apareceu no quintal da Toca, quando uma garota de cabelos vermelhos, vinha correndo ao seu alcance, ela deu um abraço nele e o beijou. Ficaram ali por uns minutos e então Harry a conduziu para dentro da casa novamente, após entrarem a voz da Sra. Weasley ecoou por seus ouvidos:

- Harry por onde esteve de novo? Nos deu um baita susto, pensamos que tinha sumido outra vez. – exclamava ela, na sala estavam ela Tonks e Lupin, que pareciam aflitos Rony e Mione.

- Calma, estava apenas organizando a nova sede da Ordem, já está totalmente pronta. – concluiu o garoto.

- Nossa Harry, a nova sede? A sede não seria no Largo Grimmaud? – perguntou intrigada Tonks

- Não Tonks, resolvi que aquele não era o lugar apropriado, depois dos
acontecimentos recentes – terminou a frase em uma voz baixa.

- Você não comeu nada esse tempo todo Harry, não pode ficar assim, venha vou lhe preparar uma sopa – dizendo isso saiu para a cozinha para arrumar a sopa para o garoto. Ele por sua vez foi se sentar no sofá ao lado de Lupin, e viu que ele e Tonks estavam de mãos dadas, assim como no enterro de seu velho mentor. Aquilo o alegrou muito.

- Então temos um novo casa! – exclamou ele divertido, fazendo Lupin soltar uma gostosa gargalhada.

- Brincalhão como Tiago! – disse ainda rindo. Tonks por sua vez estava com vergonha.

Harry puxou Gina pela mão e fez ela sentar do seu lado, onde a abraçou e deixou sua cabeça recostada no seu peito. Mione foi a primeira a perguntar:

- Onde é a localização da nova Ordem Harry? – perguntou curiosa

- No momento certo todos irão saber, agora descansarão? – perguntou virando-se para Gina.

- Sim, mais acordei assustada quando vi que você não estava em casa. – respondeu a garota

Harry deu um sorrisinho e deu-lhe um beijo, os seis conversaram por tempos, Lupin falando de suas tentativas de levar o máximo de lobisomens para o lado deles, mais como estava difícil. Quando de repente da lareira surge Fred, gritando muito

- O Beco Diagonal está sendo atacado, ajudem! – dizendo isso desmaiou na sala dos Weasley, Harry se levantou instantaneamente, e disse em voz grave para a agitação da Sra. Weasley, chegando e gritando, chorando ao corpo de Fred:

- CALMA – disse e todos se calaram – Sra. Weasley, de uma poção revigorante a Fred, e logo ele ficará bem, Lupin Rony e Hermione me acompanhe, vamos ao Beco Diagonal.

- Eu também vou – gritou Gina, impaciente

- Não, você não vai – quem falou dessa vez não foi Harry, que também já
estava com a boca aberta mais sim a Sra. Weasley

- Você é menor de idade Gina, entenda. – disse Lupin

- Não temos tempo a perder – disse Harry para acabar com a discução – Tonks, vá ao ministério e avise o ataque. – dizendo isso Harry foi para o lado de fora da Toca, e todos o acompanharam, Tonks já aparatou e Harry virou-se para Gina e disse:

- Por favor, hoje fique aqui e proteja sua mãe e seu irmão, por mim – dando um beijo na garota.

- Eu tenho que ir lá para cuidar de você – disse ela chorosa – por favor se cuide meu amor, e volte para mim – pediu ela

- Eu volto, sempre, e se cuide você também – dizendo isso aparatou, e os outros ao seu lado. Aparataram no bar do Tom,
Harry viu um comensal erguendo a varinha para lançar um feitiço em Tom, mais Mione foi mais rápida:

- Estupeçafa! – e o comensal foi lançado longe de Tom, que levantou e agradeceu ao trio, Harry seguiu para o arco que já estava aberto, e via feitiços voando para todos os lados, empunhou a varinha com firmeza, e começou a surgir uma áurea ao seu redor, vislumbrante que todos admiraram, virou para os amigos e disse:

- Tomem cuidado, e fiquem atrás de mim – disse indo em direção ao arco.

Quando o atravessou, viu que estava bem no meio, da luta, entre os comensais e os donos de lojas e alguns bruxos que restaram no Beco Diagonal, entre eles Jorge Weasley, quando a figura de Harry Potter entrou no meio da guerra todos cessaram os ataques, comensais viram com seus próprios olhos, o que Bella havia dito, seu olhar era frio e sem misericórdia, não havia nenhum traço de bondade mais naquele rosto, somente ódio e poder, Lupin, foi ao encontro dos bruxos do Beco Diagonal, enquanto Rony e Mione, um a cada lado de Harry com as varinhas apontadas diretamente para os comensais, não abandonariam seu amigo, nem que lhe custasse a morte. Harry ainda olhava fixamente, para aquele que era o líder dos comensais naquele ataque, era Greyback com mais dois comensais ao seu lado Amico, e a Aleto, ambos estavam presentes na morte de seu velho amigo, e o ódio gerado em poder que Harry transmitia, deixava os comensais apagados, era apenas um garoto pensou Greyback.

- Então veio ajudar essa ralé Potter? Mais se você não percebeu vocês estão em desvantagem – disse rindo ele.

- Vejo que sabe contar Greyback – respondeu calmamente Harry – mais creio que foi um erro vir aqui hoje a noite, toda Ordem da Fênix já esta a caminho.

Greyback junto com os outros comensais, que Harry pode ver que eram mais de cinqüenta, e eles não eram nem vinte, mais isso não o preocupava.

- Você acha que temos medo daquela Ordem idiota? Vocês não tem mais líder Potter! – zombou ele.

- Temos a Harry Potter, seu monstro – gritou Mione, para o espanto dos demais.

- Sua sangue-ruim, acha que pode se gabar por isso? – zombou Amico

- Ó eles tem Potter! Como estou com medo – zombou junto com o irmão, Aleto

- Não chame Mione assim – gritou Rony – Estupefaça! – e o jato vermelho foi ao encontro de Amico, que desviou o feitiço de Rony com facilidade e já havia lançado outros feitiços ao encontro deles, e os outros comensais o imitaram. Harry com um gesto rápido com a varinha protegeu todos atrás de si com um escudo. Depois de baixar a poeira, que os feitiços haviam feito, os comensais olhavam vitoriosos, mais quando viram todos inteiros e intactos, perceberam que não conseguiram nenhum feito bom, ficaram chocados, vendo Harry a frente de todos com a varinha em punho.

- Se esse é o máximo que sabem fazer, creio eu que seja muito pouco – falou calmamente Harry.

- Fique quieto seu pirralho – gritou Greyback

- Ande Greyback, você sabe que seus feitiços não funcionam comigo.

- Se é tão homem assim Potter, tire um duelo comigo – disse uma voz fria, que Harry reconheceu como Lucio Malfoy.

Harry o olhou, de cima a baixo, Lucio queria provar para o Lord Voldemort, que era capaz, depois do fracasso com a profecia.

- Se é o que deseja Lucio, vamos ao duelo! – com uma das mãos, abriu o espaço entre os dois, de um lado todos os comensais, prestavam atenção, do outro os bruxos também, veriam finalmente, pensou Lupin, do que Harry era capaz.

- Corajoso Potter, mais vamos ver até onde vai essa coragem – disse empunhando a varinha.

Os dois como em um duelo de verdade se dobraram em um pequeno reverencia mento, então Lucio já lhe mandou a primeira maldição.

- Crucio! – berrou, e o feitiço vermelho atingiu Harry no peito, que no mesmo tempo soltou uma gargalhada, em vez de gritar de dor.

- Patético Lucio, lute sério – disse enraivecendo Lucio.

- AVADA KEDAVRA! – berrou e o feitiço verde ia de encontro a Harry, quando ele finalmente soltou um feitiço que Mione e Rony já haviam visto ele soltar.

- DILITRIOS! – um jato de luz branca, dissipou o feitiço da morte de Lucio, e o pegou diretamente no peito, que berrou e começou a subir no ar. Os comensais, olhavam atônitos para o que estava acontecendo.

- Chega Lucio – dizendo isso, o abaixou novamente e tomou-lhe a varinha – não podes me vencer assim – Virando para os demais comensais disse – Agora que acabou o show, vão todos embora. – ordenou o garoto.

- Temos amigos que você gosta Potter – disse, Greyback e Harry então viu mais de cem dementadores vindo em encontro a eles, Harry não pensou duas vezes. Se concentrou no dia em que beijou Gina a primeira vez, e gritou alto:

- EXPECTO PATRONUM – e saiu dele, um veado muito grande que já se bateu contra os dementadores sem, lhe dar nenhuma chance de resposta, não conseguiram chegar perto dos bruxos atrás de Harry.

Realmente pensou Greyback, não era mais o mesmo, havia poder em si, que era impressionante. Então com um baque, Moody, Tonks, Quim, Sr. Weasley, e todos os outros da Ordem da Fênix apareceram e começaram a luta. Então começou aquela luta, os membros da Ordem, chegaram com muita ferocidade, derrotavam muito dos comensais, só que uma briga intrigava mais a Harry, Lupin e Greyback, travavam uma briga muito feroz, se batiam e arranhavam e mordiam, era uma briga muito intrigante, todos os comensais evitavam ficar na frente de Harry, que desarmava e imobilizava quantos ele pegava, mais Harry viu uma coisa que fez seu coração parar, Lupin havia ido ajudar Tonks, e quando virou Greyback, ia ao encontro de sua garganta, pronto para matar Lupin, Harry vendo aquilo saiu correndo e empunhou sua espada, os comensais saiam de perto enquanto Harry passava no meio deles, desferiu o golpe me Greyback que o acertou na barriga, antes de dar a mordida final em Lupin, que com um olhar frio, foi caindo para trás, e depois de algum tempo morreu. Harry ajudou Lupin a se levantar, então Harry viu os comensais se debandando e aparatando dali, a derrota fora completa, então Harry ergueu a varinha para o alto e gritou alto:

- Ordem Felix! – e então a grande marca de uma fênix, apareceu no céu, consolando todos os corações dos que estavam ali. A primeira vitória da Ordem em cima dos comensais, estavam todos felizes e cansados, então Harry disse:

- Quero todos os integrantes da Ordem na Toca, nesse exato momento! – e foi se juntar a Rony e Mione, que estavam cansados e tinha lutado contra muitos comensais, e os tinha vencido, Rony tinha um pequeno corte ao lado do rosto, mais fez um gesto que estava tudo bem. Harry decidiu, que aquela era a hora de irem para o novo quartel general da Ordem, e juntamente com seus amigos aparatou dali.


---------------------------------------------------------------------------------------------

Desculpem, mais eu auterei o final do cap 5, onde o Harry pensa em ir para o Largo Grimmaund, me desculpe tive que mudar. Está ae para voces o novo cap um pouco mais cumprido, e daqui para frente mais cumpridos serão eles. Obrigado pelo apoio de todos, e principalmente pro Toca Roots, meu grande amigo. Próximo capítulo em breve, fiquem na paz.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.