FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. A dissantina


Fic: MAROTOS APAIXONADOS ***CAPÍTULO 4 ---É TUDO CULPA DOS HORMÔNIOS!!!!!!!!!***


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



Tiago estava deitado em sua cama realmente entediado, afinal para que servem as férias sem os amigos perto? Estava pensando nisso quando percebeu que três corujas estavam em sua janela. A que mais lhe interessou foi a branca levemente laranja com os olhos impressionantemente verdes, pois ele sabia que era Luck, a coruja da garota que na opinião de Tiago era a mais linda de Hogwats!

-

Uma carta da Lily?

Olá Potter,

Sinceramente, eu estou realmente sem o que fazer, para me dar ao trabalho de escrever para você... bem, mas a Mel e a Jane sumiram do mapa, e como elas iam para sua casa, então pensei que talvez elas já estivessem aí... bem, de qualquer forma, para não ser mal educada, acho que devo perguntar como estão suas férias... as minhas vão péssimas, obrigada! Meus pais viajaram, e eu estou só com a minha irmã que odeia magia e às vezes o namorado dela (que mais parece um porco) faz uma visita, e, se é que é possível odeia mais ainda bruxaria!


Bem... espero que o SENHOR não tenha se esquecido da nossa aposta. Meu NOM´s já chegaram e as notas foram ótimas! Eu com certeza ganhei a aposta, então pode se preparar para me deixar em paz e nunca mais me chamar para sair (porque é isso que eu vou pedir, é claro...)!


Hum... acho que é só,


Evans(pra você!)



Tiago pegou uma carta de aspecto oficial, e abriu para ver os resultados de seus NOM´s. Depois, sorrindo, pegou um pergaminho e uma pena e escreveu uma carta, junto com ela colocou uma pena verde.

-

Toma Luck, vai de volta para casa.

_____________________________________________________________________

Lílian Evans estava tentando por tudo no mundo se concentrar no seu dever de transfigurações, mas sua cabeça estava em outro lugar... para ser mais precisa, em um certo garoto de cabelos despenteados, e olhos castanhos esverdeados....

-

Luck! Uma carta? Ah, do Potter, ele não perde a oportunidade de me encher a paciência... mas também, fui eu que escrevi pra ele, tava pedindo né? – ela começou a desenrolar o pergaminho – onde é que eu estava com a cabeça...

´´ no Tiago ué, em quem mais?``

-

É claro que não era no Tia... digo... no Potter, tenho mais no que pensar!

´´Então porque você estava pensando nele antes de receber a carta?``

- Oras, agora eu estou a discutir com minha própria consciência!

´´Fugindo do assunto Sta Lílian Evans? Ah e só uma observação, a sua consciência, está discutindo comigo, que sou seu subconsciente.``

Lílian ignorou a sua... hum... seu subconsciente, e leu a carta:

Lily, (até que ele não começou tão mal assim.... pelo menos não foi com minha ruivinha, ou meu anjo ruivo...)


Ainda bem que você me mandou uma carta, isso aqui está um tédio, hum..., Acho que isso já dá a entender que a Mel e a Jane ainda não vieram ainda... Bem quanto aos NOM´s, sem comentários, em Hogwats a gente discute isso. Estou te escrevendo principalmente para te convidar para minha festa de aniversário que vai ser hoje, às dez horas, daí depois você pode passar o resto das férias aqui em casa! Antes de resolver se aceita o convite ou não pense bem lily: seus pais estão viajando, só tem sua irmã para te fazer companhia, que diga-se de passagem, não é muito boa... Se você vier passar o resto das férias aqui além da minha companhia, que por si só já bastaria, ainda tem o Remo, o Sírius, a Mel e a Jane! Você com certeza vai se divertir bastante com a gente!!!!!


Beijos, Tiago

´´Poxa, essa carta foi bem comportada, para ser do Potter...``

___________________________________________________________________

Tiago abriu a terceira e última carta:

Oi Pontas,


E aí, como vão os preparativos para a festa? Bom aqui em casa está um saco, e eu realmente espero não morrer de tédio até lá... espero sinceramente que aí esteja melhor! Minha amada mãe está a dizer para os quatro ventos o quão orgulhosa ela está, pois meu amado irmão se alistou para o exército de´´bruxos idiotas eu odeio sangues-ruiins`` idiotas...( ficou meio repetitivo o ´´idiotas`` de novo, mas tudo bem... é que essa tinta não sai e eu não estou a fim de riscar o papel...) bem, acho que é só


Almofadinhas



Caro Sr, ´´ vou morrer de tédio``


Olhe pelo lado bom caro amigo, a festa é hoje daí você sai daí... ( o daí ficou repetitivo mas eu não vou riscar o pergaminho).Bem, eu enviei uma carta para a Lily para ela poder vir na festa também, não posso deixar de ter esperanças, né? Agora falando sério... o que você disse sobre o seu irmão ter se aliado ao tal exercito de bruxos... isso não tem haver com o Voldemort, né? Porque se tiver ele está realmente mais forte.


O aluado me contou que sua querida prima Belatriz está passando as férias com você! Fico realmente feliz por você... deve estar se divertindo ´´taaaanto`` .... Meus pêsames cara!


Pontas


PS:. Escrevo essa carta presumindo que você ainda não tenha morrido de tédio... se bem que faria tão bem a humanidade!



Olá sr ´´a esperança é a ultima que morre``

Quanto a lily, você realmente acha que ela vai? Hahahahahah, estou morrendo de rir! Boa piada Pontas!!!! Foi para me ajudar a sair do tédio?Brigadão, cara, você é um ótimo amigo... bem, quanto ao assunto sério... eu não tinha pensado que ele pudesse ter se aliado ao Valdemort, mas pensando bem, só pode ser... O Dumbledor vai no seu aniversário?(que pergunta idiota, é claro que vai!!! Ele é seu padrinho... Como você deve saber, não estou afim de riscar o pergaminho, então deixa a pergunta idiota aí...), a gente precisa conversar com ele,se estivermos certos, Voldemort está se fortalecendo rápido de mais!!! Quanto a visita daquela idi... digo, da minha ´´maravilhosa`` prima, não vou nem comentar, mas... um lobinho me contou que sua´´ amada`` tia Rose também está fazendo uma visitinha... acho que também devo dar meus pêsames...


Almofadinhas


PS:. Quanto ao seu PS, devo dizer que se te levasse comigo realmente faria muuuuuuito bem a humanidade...



_________________________________________________________________-



Oi, Lily,


Como vai as férias, hein? A minhas estão ótimas... acabei indo para a Grécia e lá é incrível, mas peguei um avitão (como ela é bruxa não sabe o nome das coisas de trouxas.) e vim literalmente voado de volta para Londres, meus pais ainda estão lá... você deve estar se perguntando porque eu voltei, simplesmente por dois motivos: primeiro que eu estou morrendo de saudades das minhas amigas(pretendo ver vocês ainda hoje, claro...) depois porque eu não posso perder a festa do Tiago, vai ser a festa do ano, e você vai né Lily ?Estou doida pra te ver, não deixa de ir, por favor!!!!!!!!!! Tô te esperando lá viu? E depois você tem que passar o resto das férias lá com a gente!!!! Vai ser muito divertido! E eu não aceito que você não vai, estou falando sério! Eu vou achar que você prefere a companhia da sua irmã Petúnia a nossa! Ah, se você ainda não sabe a festa é hoje, às dez horas, você já tem a pena? As dez da noite ela se transforma numa chave do portal que vai te levar na casa do Tiago.


Beijos, Mel


PS:. Olha aqui ´´ruivinha do Tiago`` se você não for na festa... Belém belém, nunca mais fico de bem! Hehehehehehe (desculpa, eu não resisti a falar_ digo, escrever_ isso...), não tem graça, não é uma brincadeira, você vai mesmo à festa, entendeu?



Ótima amiga a Mel... Educada, que só ela... Tão meiga!!!



Ola Lilyyyyyyy


Tudo bem com você? Estou escrevendo para te pedir _ aliás, te intimar_ a ir à festa do Tiago, e também passar o resto das férias com a gente!! Lá tem uma biblioteca enorme que você vai adorar (quando eu digo enorme é ENORME mesmo, deve ser o triplo da de Hogwats, não estou brincando!) Como foi nos NOM´s? Que pergunta... nos três meses que antecederam os testes você se alimentou dos livros (sério, eu não te via comendo, só estudando!) é claro que você foi bem!!!!!


Um abraço, Jane!!!!


PS:. Eu vou me sentir realmente mal se não te ver na festa hoje, viu?

´´belas amigas eu tenho...``

_____________________________________________________________

Olá Sr ´´A vingança é um prato que se come quente!!!``


Nossa, fico impressionado com a sua amizade e consideração por ter se quer comentado a minha ´´amada`` tia Rose, não havia qualquer necessidade!!!!!!

Ah, você recebeu os NOM´s? Não liga pra pergunta, é um pouco de falta de assunto mesmo... Ah e agora é serio também, não sei como dizer isso por carta, não posso dizer tudo... mas, você conversou com o Lupim sobre AQUELA coisa? Alvo esteve aqui hoje e disse que a parte do ministério foi roubada!! Claro que não apareceu no jornal, ninguém sabe da sua existência...será que foi obra do Voldemort? Você guardou bem a sua, né? Bem, eu quero saber se o Lupim já conversou com a mãe dele pra saber onde está a ultima parte (quer dizer, não é mais a ultima, já que uma foi roubada)... mas pelo menos Voldemort não pode fazer nada sem a nossa parte... Cuidado com onde você vai com ela hein? (eu sei que não pode tirar, mas... toma cuidado), ainda mais com a família que você tem... O assunto está mais sério do que se pensava, porque alguém do outro lado descobriu se não todo, pelo menos uma parte do segredo!


Pontas


PS:.Você fica falando de mim e da lily... como se você tivesse feito muito progresso com a Mel!!!



Oi Sr ´´ meu amigo me odeia``


Você só pode estar BRINCANDO quando disse que roubaram parte do ministério!!!!! A propósito, agora eu tenho CERTEZA de que meu irmão se aliou ao Voldemort, e descobri que a Belatriz também!!!! Eu vou ver se consigo saber alguma coisa sobre esse roubo aqui em casa, se bem que meu irmão não é um servo muito importante... mas, espera aí... tenho certeza de que a Belatriz é, se esse roubo foi coisa dele, ela com certeza sabe de alguma coisa!!!!! Bem, eu vou ver se descubro algo agora mesmo, qualquer coisa eu te conto na festa


Almofadinhas


PS:. O MEU progresso com a mel só diz respeito a MIM! Não se intrometa!

_________________________________________________________________

Lobo de uma figa!!


Tenho uma coisa muito séria pra falar, eu sei que não devia perguntar isso por carta, mas... Você conseguiu encontra-la? Responda só sim ou não! Pelo amor de deu diga que sim, as coisas já não estão muitas boas para o nosso lado! Alguém, que a gente suspeita que seja o Voldemort, descobriu alguma coisa... roubaram a parte que estava no ministério! Por favor, diga que a encontrou, porque só falta eles terem encontrado primeiro! Vai ser o fim!!!!!


Pontas


PS:. Porque você contou para o Almofadinhas que a tia Rose está aqui, pra ele ficar me enchendo o saco, é?



Sr indiscreto,


Meu Merlim, a coisa é séria então! Ainda bem que a resposta é sim, maiores detalhes conto para você e o Sírius na festa. Tem uma outra coisa estranha o Apolo(N/A: Apolo é o nome da coruja do Tiago) está muito machucado por isso que eu estou te mandando a Emily (N/A: a coruja do remo), só tem uma explicação pra isso, atacaram ela p/ ver a carta... mas não tinha como eles saberem de nada por ela, tinha? Espero que não...


Aluado


PS:. Não saiu no Profeta esse roubo, como foi que você descobriu?


PS2:.Isso não é coisa pra se falar numa carta, viu só? Ela foi interceptada!!! Espero sinceramente que a pessoa que a leu não tenha entendido bulhufas!!! Francamente, não dava pra ter esperado até hoje à noite não?

_______________________________________________________________

Sírius tinha acabado de escrever a carta para Tiago. Saiu do seu quarto e desceu para ver se descobria algo que prestasse...quando....

-

Sírius

-

Ah, é você Belatriz, o que quer?

-

Preciso conversar com você é urgente, vamos para a biblioteca. – em circunstanciais normais Sírius não aceitaria, mas quem sabe não poderia descobrir alguma coisa...

-

Está bem.

Na biblioteca...

-

Não vai se sentar? – perguntou Belatriz sendo surpreendentemente gentil

-

Hum... claro – Sírius respondeu se sentando desconfiado... Boa coisa não era!

-

Quer beber alguma coisa?

-

Não, obrigado.

-

Ora vamos, beba – Belatriz apontou para a mesa, e Sírius viu que lá estava uma jarra de suco de abóbora, uma garrafa de café, e uma lata de cerveja amanteigada.

-

Eu não caio nessa priminha, não sou idiota!!!!

-

Não cai nessa, do que você está falando?

-

O que você quer, fala logo que eu não tenho todo o tempo do mundo!

-

Ótimo! Vou ser direta, me entre a dissantina! – Sírius sentiu uma coisa fria percorrer por todo o seu corpo ´´eles sabem``

-

Não sei do que está falando! – Disse Sírius tentando parecer o mais calmo o possível.

-

Também não sou idiota priminho, não se faça de desentendido! Me entregue que meu mestre precisa dela!

-

Está falando do Voldemort? Ele não sabe que só com a dissantina não vai conseguir o que quer? – Belatriz sorriu e disse:

-

Logo a gente consegue a parte que está com seus amiguinhos... E quanto a pirâmide de cristal, ele já a tem! – Pronto! Era essa a intenção de Sírius ao fazer a pergunta, agora tinha certeza que o roubo tinha SIM sido obra de Voldemort. E também que ele já sabe com quem estão as outras partes... – agora entregue a dissantina por bem, se não, vai ter que ser por mal mesmo...

-

Oh, e como seria isso – Síriu viu muita raiva nos olho da sua prima, ele engoliu seco

-

Imperio! – Sírius sentiu uma alegria enorme, esqueceu de todos deus problema, esqueceu até mesmo o que estava acontecendo. ´´me entregue a dissentina Sírius, me entregue vamos, basta entregar, nada de mau vai acontecer`` ele ouvia a voz de sua prima dizer, e sentia uma vontade imensa de entregar a ela...´´ não, eu não posso fazer isso ela vai entregar a Voldemort, aí e que não vai dar para combater ele mesmo, vai fica impossível! Não, eu não vou entregar!`` ´´ entrgue Sírius... AGORA!`` Síriu sentiu sua mão indo ao pescoço, ele lutava pra impedi-la, mas não conseguia reunir forçar o suficiente ´´NÃO, eu não posso entregar!`` Ele interrompeu o caminho da sua mão na mesma hora

-

Não importa o que você faça, eu não vou te entregar Belatriz!

-

Agora você conseguiu me deixar com raiva! – ela estava tremendo, estava descontrolada – crucio - Ele sentiu a pior dor da sua vida ele gritou e sentiu que estava caindo no chão começou a se contorcer, queria por tudo no mundo que aquilo parece, porque ela não o matava logo? Com certeza ele sofreria menos, ele não conseguia raciocinar tinha se esquecido até onde estava, até que... parou – Agora me entregue,ou quer que eu faça isso se novo? - Sírius estava tremendo descontroladamente e respirando ofegante

-

Acho que... eu já te disse... pode fazer o que quiser... eu não vou te entregar – Belatrix fechou a cara e foi pra cima dele, Sírius correu pretendia chegar ao seu quarto pegar a vassoura e ir para a casa do Tiago, que não era tão longe em uns 40 minutos chegaria lá, ainda era 3:00 e não daria para usar a pena... tentou abrir a porta da biblioteca, mas estava trancada... Belatrix sorriu e diminuiu o passo... estava até descabelada e vermelha por causa da raiva que tinha tido anteriormente

-

Não tem saída priminho, eu disse que a conseguiria de qualquer jeito! – Sírius engoliu seco, e olhou desesperado para a porta – depois eu vou pegar seus amiguinhos e vou fazer a mesma coisa, aliás pior, Vai ser muito divertido ver eles no chão se contorcendo como você! E depois que eu conseguir o que quero... os mato! – Pronto! Agora ela tinha conseguido o deixar com raiva! Alguma coisa no seu pescoço emitiu uma luz verde, Belatrix arregalou os olhos – Mas que diab – ela foi jogada para longe, a porta explodiu e Síriu saiu correndo. Começou a subir as escadas muito rápido, mas chegando ao fim das mesmas lá estava sua mãe.

-

O que está acontecendo? Que pressa é essa?

-

Sai... da minha... frente! – disse Sírius ofegante

-

NÃO O DEIXE PASSAR!!!!- Belatriz estava no pé da escada

-

O que está acontecendo? –Perguntou a mãe de Sírius, Belatriz ainda estava no pé da escada recostada no corrimão, aparentemente sem forças para subir

-

NÃO É DA SUA CONTA _ Síriu gritou, ele estava completamente descontrolado, ele tirou uma coisa do pescoço, que ainda emitia luz verde e sua mãe desmaiou na hora.Belatriz começou a subir as escadas com dificuldade – É ISSO O QUE VOCÊ QUER? TOMA! – Sírius jogou a ´´coisa`` para ela, mas no meio do caminho ela explodiu e voltou pra ele. Ele a colocou no pescoço e saiu correndo para o seu quarto, tinha uns quinze minutos até ela acordar. Começou a reunir todos os seus pertences, os jogou de qualquer jeito no malão, depois o fechou e começou a acorrenta-lo, quando... Belatriz chega no quarto, andando com dificuldade.

-

Certo, me dê a dissantina.

-

Poxa, você é lenta hein? Que parte você não entendeu quando eu te disse que NÃO iria te entregar?

-

Rrrr... CRUCIO – dessa vês foi bem pior, tanto porque a raiva dela tinha aumentado, quanto porque ela prolongou a ´´seção`` por muito tempo, quando Sírius sentiu que estava perdendo os sentidos, tudo parou. – Me entregue...AGORA –

Sírius sentia muita raiva dela, e novamente surgiu um brilho verde vindo dele, mas ele estava muito fraco para fazer qualquer coisa contra Belatriz, talvez conseguisse fazer uma pequena explosão, mas de nada adiantaria porque ele iria acabar desmaiando... então ele percebeu que só havia um jeito de sair vivo dali... ele tirou o cordão do pescoço – isso priminho – disse Belatriz sorrindo, percebendo que ele finalmente iria entregar o que ela queria – é a coisa certa a se fazer, afinal, você não tem outra escolha mesmo... – Sírius sorriu amarelo e respirou fundo , tentando reunir toda a força que possuía

__________________________________________________________

Belatriz teve um acesso de tosse, com a fumaça verde que se formou, quando ela finalmente desapareceu...

- Sírius... ah não, SIRIUS BLACK, não pode ser.... ele...

- Bela, será que eu posso saber o por quê dessa gritaria?

- Mertre – Belatriz estava visivelmente desesperada, e começou a chorar descontroladamente - não foi culpa minha...ele... ele simplesmente desapareceu

- O QUE? Pode me contar essa historia direito!!!!!

...

- ...e foi isso Mestre

- Então resumindo, um garoto de dezesseis anos resistiu a duas maldições imperdoáveis, e enfrentou e venceu um dos meus melhores comensais.Eu deveria dar os parabéns para ele... gostaria muito que ele se juntasse a nossa causa, mas pela sua história, ele nunca vai fazer isso... Será que os outros também são assim, com essa fibra toda ? Se for, vai ser um pouco mais difícil do que eu pensava... acho que está na hora de eu mesmo cuidar disso.

________________________________________________________________

- Ele está acordando, mãe.

- Ah, que bom está tudo bem Sírius? – perguntou com carinho a mãe de Tiago

- Está sim... Tiago, que foi que aconteceu?

- Você estava desmaiado no sofá da sala branca... eu é que tenho que perguntar o que aconteceu, oras!

- Ah! – ele por a mão no pescoço, e sentiu que o cordão ainda estava ali – Graças a Merlin , deu tudo certo... na medida do possível, é claro.

- Hum... se não for muito incomodo..., o que exatamente deu certo? – Perguntou Tiago irritado, odiava ficar sem entender as coisas/ Sírius olhou significativamente para Caterinne ( N/A: nome da mãe de Tiago) – mãe... eu e o Sirius temos muito o que conversar... será que poderia nos dar licença um estante?

- Tudo bem

...

- Eu não acredito... o que foram esses feitiços, hein? Eu não me lembro de ter ouvido falar neles, nunca li nada sobre isso...

- Hum... Pontas, seria pedir muito que você parasse de andar em círculos? Vai acabar fazendo um buraco no chão!

- A gente precisa falar com o Aluado e com o Alvo o mais rápido o possível...

- Pontas se acalma, cara!

- Eu não posso esperar até hoje a noite, tem que ser

- Detesto quando ele me ignora...

- ... Tem que ser agora. Certo, me dê a dissantina Sírius.

- Ah. claro, agora ele se lembra de mim... – reclamou Sírius entregando o cordão de cara fechada. Tiago nem ligou, tirou um cordão do seu pescoço, e começou a esfregar a pedra vermelha do seu cordão com a verde do de Sírius. Surgiram luzes intensas verdes e vermelhar que se misturaram, formando uma espécie de telão roxo.

- Alvo Dumbledore – Disse Tiago em alto e bom som

- Ah, Tiago, me chamou?

- Chamei... Será que dá pra você vir aqui em casa... agora? É urgente!

- Claro! – Dumbledore já estava do lado de Tiago que pulou de susto a ouvir a voz vinda do seu lado

- Eu já deveria ter me acostumado... Só um momento que eu vou ver se acho o Aluado. Seria bom que ele viesse também. Remo Lupim

- Pontas! Que foi?

- Preciso que você venha pra cá.... hum... agora!

-Aqui estou! – novamente Tiago se assusta

- De novo! Só por curiosidade, como você veio tão rápido?Que eu saiba você não pode aparatar... ainda

- Bom há várias maneiras de fazer isso... depois a gente conversa sobre isso ...porque parece que você tem um assunto mais urgente pra tratar com a gente

- È mesmo... mas eu acho melhor o Sírius contar...

...

- E então Alvo, que pode ser esse feitiços? – Perguntou Tiago

- Bem, pela descrição de Sírius... parecem ser as maldiçoes imperdoáveis... – os garotos arregalaram os olho, Merlim, Voldemart estava usando maldiçoes imperdoáveis? - vocês conhecem a história, presumo.

- Uma parte – disse Tiago – Hum... vejamos Há muitos anos atrás haviam quatro bruxos realmente muito poderosos, dois deles eram ainda mais do que os outros...

-Salazar Slyterin, e Goderic Grinfdor, que alias, eram grandes amigos – continuou Lupin- Os dois, junto com Helga Huflepuf e Rovena Ranclaw construíram uma escola, Hogwats. Onde havia casas que cada fundador escolhia aqueles alunos que mais combinavam com eles mesmos. Mas logo começaram as brigas....

-È, o idiota do... hum desculpa – Agora quem falava era Sírius – Slyterin tinha ´´mania`` de sangue puro, e não queria de jeito algum deixar que outro tipo de gente estudasse na ´´sua`` escola. Ele acabou tendo uma briga feia com Gryfdor, eles se separaram e viraram inimigos, tinham personalidade muito diferentes, e eram muito competitivos, um queria vencer o outro de qualquer forma, por isso cada um criou armas para destruir o outro...

- Bem, pelo que sabemos – continuou Tiago –Slyterin criou a câmera secreta, cuja um herdeiro abriria mais tarde e livraria a escola dos ´´sangues ruins``. Grinfdor também criou uma espesse de câmera, onde um herdeiro iria pegar o que por direito era seu, e que ajudaria a combater ´´o mal que Slyterin estava semeando``, segundo suas palavras. Mas isso não era o bastante afinal eles queriam destruir um ao outro. Por isso criaram espadas muito poderosas, mas ambos eram muitos bons com a mesma, por isso, só isso também não bastou. Cada um criou três ´´armas``. Slyterin criou as que são chamadas ´´maldições imperdoáveis``.

- A primeira é a maldição impérius – disse Remo – Ela faz com que a pessoa dominada faça o que a pessoa que lança a maldição mande, porem ela não surtiu efeito com Grynfdor, pois ele possuía grande poder e ´´driblou`` a maldição. Por isso criou a maldição cruciatus, que causa dor insuportável.

- Quanto a Gryfdor – disse Sírius – fez o que chamamos de ´´objetos danores`` O primeiro tem a aparência de um daqueles revólver de trouxas, só que solta uma espécie de chama azul que prende o corpo da pessoa para sempre, porém, não consegue prender a alma, e como todos aqui sabemos, Slyterin tinha o poder de possuir corpos, por isso sua alma ficaria livre e ele poderia facilmente possuir outra pessoa.

- Assim ele criou um segundo objeto – falou Tiago – bem, na verdade não era um objeto, era uma flor, e tudo o que fazia com a flor acontecia com Slyterin...mas, não sabemos qual foi a terceira coisa que cada um criou... hum... qual seria?

- Bem, vocês falaram várias vezes que o que os dois queriam era se destruir, certo? – perguntou Dumbledore, e os três fizeram que sim com a cabeça – Pois bem então a maldição cruciatos era muito pouco, Slyterim precisava de algo que DESTRUÍSSE Gryfdor, então foi criada a maldição da morte... Adava Kedavra, se as outras duas necessitava de muito poder para lança-la essa precisava de mais ainda, e o que Salasar considerava o melhor: não havia forma de bloqueá-la. Já Goderic ao criar a planta, esqueceu-se de um detalhe: Slyterin controlava a terra, e assim controlou a planta facilmente, de modo que ela não chegou a lhe causar grandes danos... por isso Gryfdor criou, o que hoje é conciderado o mais perigoso dos ´´objetos``não é bem um objeto, e ele pode ser usado para o bem ou para o mau, foi realmente uma genialidade criar isso, e hoje está muito bem guardado... espero... no ministério. Bom, é complicado explicar, mas eu vou tentar, até porque, vocês, em especial o Tiago, têm o direito de saber...

...

- Uau!

- Incrível!

- Impressionante como ele era inteligente!

- Vocês têm que me prometer que não vão contar a ninguém o que lhes disse, certo?

Isso é muito importante e completamente sigiloso... Acho que nem Voldemart sabe da sua existência... contando com vocês três, ainda vivos, têm exatamente 8 pessoas que sabem...

- Ta bem, agente não vai contar a ninguém, padrinho!

-Ok, agora é melhor eu ir e me preparar para a festa...



Jane estava na casa ( ou deveria dizer mansão?) de Mel. As duas estavam se arrumando para a festa que seria dália duas horas

- O Sírius te mandou alguma carta? – perguntou Jane penteando os cabelos

- Infelismente – lamentou Mel revirando os olhos – olha só – a garota abriu a gaveta, pegou uma carta e deu para a amiga

´´ Mel,....

- Não precisa ler em vos alta...

- Graças a Merlin vou te ver amanhã na festa do Tiago – a garota continuou ignorando completamente a amiga – você não imagina como meus dias estão tediantes sem seus doces gritos ( isso ficou brega, hein?) – ainda bem que ele admite... – comentou Jane – não sei porque comecei a escrever essa carta, não tenho muito o que dizer...

- Ele nunca tem nada o que dizer... – disse Mel - pelo menos nada que preste sai da boca daquele cachorro que...

- ... pelo menos não por carta, porque quero falar com você pessoalmente, bem acho que o motivo de ter lhe escrito é que como eu disse anteriormente, as férias estão muito chatas...

- Sim, claro, e ele tinha que atrapalhar as MINHAS férias também, me mandando uma carta idi...

´´ Beijos ( você deve saber onde), Sírius``

- Ele é um completo PERVERTIDO!!!!!!! –reclamou Mel

´´ PS: Eu ganhei a aposta... tenho certeza que tirei notas maiores que você, pois sou perfeito! Não que você também não seja, mas ninguém pode superar Sírius Black!

- E o garoto mais metido que eu conheço! – completou Mel

- Mas você bem que gosta dessas ´´qualidades`` dele – disse Jane – Se estou certa seu primeiro beijo foi com ele, não foi?

- Não me lembre dessa desgraça na minha vida!!!!!



FLASH BACK

Um dia depois de seu aniversário de 13 anos, lá estava Mel cumprindo uma detenção com o garoto mais insuportável do universo: Sírius Black

- Black, dá pra parar de ficar me olhando e limpar esses benditos troféus? Aliás é por sua causa que estou aqui

- Minha causa? Você explode seu caldeirão na aula de poções, faz metade da sala ficar cheia de bolinhas rosas, e EU sou o culpado?

- Isso não teria acontecido se eu não tivesse perdido a concentração quando VOCÊ praticamente subiu em cima do meu caldeirão pra conversar com aquela retardada da Wilson

-Com ciúmes? Olha, eu sei que eu sou irresistível, mas...

-ORA, CALA A BOCA!!!!

- Manda quem pode, obedece quem tem juízo, me calei!

-BLACK!

- Que foi, você não disse pra mim calar a boca?

- Disse, mas não era pra obedecer!

- Quê?!!!! Juro que não entendo as mulheres – disse Sírius balançando negativamente a cabeça

- Escuta aqui Black...

- Melissa...

- Armon pra você Black!

- Ora, a gente se conhece a mais de dois anos!

- DOS QUAIS VOCÊ PASSOU SE DEDICANDO A ME ATORMENTAR!

- O que passou, passou Mel, não devemos nos prender ao passado. Isso impede que a gente evolua... – A medida que ia dizendo, se aproximava mais da garota

- o que você está fazendo? – perguntou ela com medo, embora tivesse a impressão que sabia o que era – Sírius chegou muito perto e sussurrou em seu ouvido: ´´ Tem certeza que não sabe?`` Mel se arrepiou, ele era muito bonito. Desistiu de tentar resistir, não ia conseguir mesmo! Ela estava respirando muito rápido devido a proximidade dos dois, fechou os olhos...

- MELISSA ARMON!!!!!

-AAAAAAAAA!!!! QUE DROGA JANE!!!!!

- Ora, tem mais de dez minutos que eu estou tentando conversar com você! Em que planeta você está, hein?

- Hã ?Que foi que você disse? – perguntou Mel ainda pensando no beijo – não precisa fazer essa cara – acrescentou a garota ao ver a cara da amiga – dá medo!

- Não precisa nem responder! Você estava num planeta em que os únicos habitantes são você e o Sírius – ela ignorou a cara indignada da amiga e continuou – mas voltando ao assunto... não diga que você não gostou do beijo!

- Mas é claro que não gostei! Tudo o que vem daquele cachorro não é nada agradável!

– respondeu Mel, mentindo descarada mente, devo acrescentar.

- E é claro que eu acredito piamente nisso – disse Jane ironicamente

- Poxa, você deveria acreditas nas palavra de sua amiga! – disse mel em um tom falsamente indignado

- E eu acredito... quando ela não está com essa expressão presente no seu rosto no momento, denunciando que você acabou de contar uma mentira deslavada! – Respondeu Jane- Poxa, você não devi mentir para uma amiga! – completou no mesmo tom que Mel tinha usado.

- Certo então... digamos que não foi de todo ruim – Jane fez uma cara de descrença – Tudo bem! Eu admito que foi realmente muito bom, foi ótimo! Ele beija muito bem! E digo mais... de todos os garotos que eu beijei, e olha que não foram poucos, ele é o que beija melhor! – Jane apenas ergueu uma sombracelha, não esperava aquela confissão- E ainda não acabou... (N/A: Não? Merlim, ela se animou, hein?) Eu estou completamente apaixonada por aquele maroto! Satisfeita, Janice Panyf?

- Jane ficou chocada, definitivamente não sabia o que dizer. O pior foi quando percebeu que os olhos da amiga estavam marejados. Até que ela não agüentou mais e desatou a chorar.

- Mel, fica calma...

- Eu me finjo de forte... perto dele... mas gosto mesmo dele... só que eu sei que... o que ele quer... é só brincar com migo... depois vai me dispensar – sua fala era interrompida várias vezes por casa dos soluços, devido ao choro- Ele é um galinha! – Jane abraçou a amiga, nunca imaginou que Melissa gostava tanto assim de Sírius. Mas ela surou que se ele a magoasse, ela iria fazer ele pagar muito caro!



N/A: E aí gente gostaram? Por favor comentem... quanto mais coments mais rápido sai o próximo capítulo ( chantagem básica). E então, vocês vão saber o segredo dos marotos, e se a Lílian vai ou não na festa... mas a invenção de Gryfdor, só BEM mais a frente!!!! Façam suas apostas! Digam o que acharam da fic, isso é muito importante para mim!









Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.