FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. O Ultimo Herdeiro


Fic: Harry Potter e o Último Herdeiro (CAP 13 POSTADO) AVISOS, por favor LEIAM!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry olhava, para um homem imponente, em pé na frente dele vestido com uma túnica branca, mais branca que tudo que já viu, e dele emanava uma áurea muito forte, que fez os cabelos da nuca de Harry ficar em pé. Tinha um olhar manso, e muito sereno, como se nada o pudesse aborrecer, via ali um homem que poucos na vida teriam medo de encarar de frente, e logo seu olhar se abaixou, diante daquele olhar penetrante azul, quase igual a do seu velho mentor, como um clique, se lembrou da carta de Dumbledore, seria aquele o homem que citava na carta? Harry por sua vez começou a reparar em volta, como era lindo aquele lugar, havia um imenso castelo na sua frente, não tão grande como Hogwarts, mais muito belo.
Por um longo tempo continuou aquele silencio impetuoso. Logo o homem disse, numa voz muito calma que deixava Harry em uma paz que nunca sentira.

- Bem vindo a minha casa Harry Potter!

Harry por sua vez nem se deu ao trabalho de perguntar nada, o homem logo o pegou pelo braço e o levou até a entrada do castelo, lá disse palavras estranhas em uma língua diferente que ele jamais ouvira. Por sua vez as portas se abrirão e entraram, em uma sala muito grande e bela, com várias armaduras e quadros. Harry já estava intrigado e resolveu começar uma conversa.

- Quem é você? - Foi a primeira coisa que saiu de sua boca.

- Logo falaremos disso Harry, me acompanhe por favor – e vendo a cara de desconfiança do garoto apenas disse – Confie em mim!

Por um momento Harry pensou em sair dali, só que as palavras e a curiosidade foram mais fortes, bateu a mão nos bolsos a procura de sua varinha, e não a achou. “ Droga, ficou caída na rua com aqueles malditos”, pensou o garoto. Continuou por várias escadas e corredores, até que chegaram na frente de uma porta este porem ficou parado esperando a reação do homem, que por sua vez abriu a porta e entrou em uma sala com uma lareira e com um grande sofá recostado na parede, o homem se dirigiu ao sofá e pediu que Harry se sentasse. Ele por sua vez meio receoso mais se sentou. O homem o olhou fundo nos olhos e então disse.

- Boa noite Harry, meu nome é Ghoten Merlim, mais conhecido pelos amigos como Mizis. Esta é minha casa, estás se perguntando o que fazes aqui? Creio eu que recebeu a carta de Dumbledore não?

- Sim, recebi sim. Mais porque me trouxe pra cá?

- O trouxe amigo, a pedido de Dumbledore, para lhe ensinar coisas e tentar entender muitas outras. – Harry ficou muito curiosos em saber quês coisas esse homem gostaria de entender.

- Primeiro Harry, gostaria que me acompanhasse, vamos tirar minhas dúvidas, para que possamos ver até onde és capaz de chegar.

Harry ficou muito intrigado, Ghoten levantou e Harry foi logo atrás, Ghoten seguia um caminho estreito e cheio de curvas, chegando em uma porta, disse palavras que Harry não entendeu nada. Logo após a porta se abriu, entrou de vagar e pediu que ele o acompanhasse, logo quando entrou Harry percebeu que aquela sala era totalmente redonda, e no centro havia uma estátua, de um homem, forjada em granito, Harry ficou olhando com muita atenção, sem dar atenção a Ghoten, ele deu passos para perto da estatua, chegando perto, sentiu um calor o invadir, era esquisito sentir aquilo, foi chegando mais perto como se a estatua o puxasse para perto de si, chegando a ficar de frente para a estatua, viu era um homem grande e usava uma capa, e na mão direita usava uma espada, que Harry conhecia muito bem, mais seria aquele Godric Griffindor? Não poderia ser, mais era aquela a espada que havia retirado do chapéu seletor no seu segundo ano. Realmente aquilo o intrigava, e na mão esquerda uma varinha, era sim uma varinha de verdade, com um cabo em forma de uma boca de um leão, era a varinha mais bela que Harry já havia visto na vida, enquanto isso Ghoten se aproximou e falou;

- O único capaz de retirar a varinha da mão da estátua, é o herdeiro do trono de Griffindor. Porque você não tenta Harry? E vamos ver se minhas dúvidas vão ser esclarecidas?

Harry olhou com apreensão para Ghoten, e porque não tentar? A idéia lhe agradava muito, esticou a mão e alcançou a mão da estatua, e relou a mão na varinha que se soltou da mão da estatua, Harry pegou e segurou a varinha firmemente, mais tremendo um pouco de medo e surpresa, a sala se encheu com uma névoa branca, e se ouviu a voz de Ghoten;

- O ultimo herdeiro acaba de se revelar.

Ao ouvir aquilo Harry estremes seu, sentia-se numa paz que nunca sentira antes, a varinha vibrava na sua mão como se alegrasse por ter voltado a mão de seu herdeiro. A névoa se decepou, e Ghoten olhava com admiração para aquele garoto que a pouco acabara de salvar, parecia ter crescido em poder, só na posse daquela varinha. Harry não desgrudava o olhar da varinha, que depois de muito tempo olhou novamente para Ghoten, que fez apenas um sinal para que o acompanhasse, eles depois da caminhada de volta, voltaram para a sala que estavam anteriormente, tinha muitas perguntas na cabeça, mais aguardou e esperou que Ghoten falasse primeiro.

- Depois que as dúvidas foram esclarecidas a minha parte, agora é a hora de esclarecer as suas Harry. Primeiro, Dumbledore suspeitava disso mais não quis afirmar nada.

Harry se assustou, e viu que não conseguiria esconder nada de Ghoten, leu a sua mente com uma precisão incrível, mas ele continuou mesmo com a cara de espanto do garoto.

- Dumbledore, gostaria de ter lhe trazido aqui pessoalmente, mais infelizmente não conseguiu. Agora se tiver alguma pergunta, pode faze-la, se estiver ao meu alcance responderei.

- Porque Dumbledore nunca me falou de você, o senhor parece ser um bruxo tão poderoso, porque não ajudou na luta contra Voldemort? O ultimo descendente de Merlim, porque?

- Primeiro Harry, os herdeiros de Merlim são imortais, tal como os elfos, não moremos por velhice, mais só que morreríamos nas mãos de mortais. Meu avo meu pai morreram em guerras bruxas, e a pedido de Dumbledore não interferi nessa, por mais que eu gostaria de ter ajudado. Dumbledore me deixou uma missão Harry, que por sinal você está incluída nela, tenho a missão de lhe ensinar as artes da magia antiga Harry, ao contrario da Magia Negra, poderemos chamar essa de Magia Branca, como você preferir. Mais preciso saber se você está disposto a isso, não é nenhum treinamento comum como você está pensando, é um treinamento duro, que se exige o máximo de você, o máximo mesmo de empenho e dedicação.

Harry estava impressionado com tudo que Ghoten havia lhe falado, estava muito interessado, não havia como não confiar nele, depois de tudo que aconteceu, e depois daquela luta com os Comensais, viu que não estava preparado para os enfrentar, então essa era a hora. E com uma voz muito confiante respondeu.

- SIM. – Após ouvir a voz tão confiante daquele jovem garoto Ghoten viu porque Dumbledore o pesteava muito.

- Está certo, Harry Potter, ultimo herdeiro da linhagem de Godric Griffindor, seu treinamento começa a partir de agora. Levante-se e vamos duelar!

Harry foi pego desprevenido, mais logo se levantou, e a sala mudou de aparência, virou uma sala redonda, e viu Ghoten em pé com a varinha em punho esperando para o duelo. Harry com uma coragem que nunca sentiu antes, empunhou a varinha e foi ao duelo. Então Ghoten disse:

- Gostaria que usasse todo o seu poder nesse duelo Harry, gostaria de ver se és tão bom quanto lhe falam.

Harry engoliu em seco e foi logo ao duelo, quando levantou a varinha ela o deu uma sensação de poder indescritível então gritou.

- Estupefaça!

E com um simples gesto com a varinha, Ghoten decepou o feitiço de Harry e com outro gesto com a varinha Harry foi desarmado e preto em uma corda. Não conseguia mexer sequer um músculo.

- Assim não conseguiria derrotar nem um trasgo Harry Potter! Mais não vou te criticar, esta na hora de treinar, e muito! Vamos!

E com outro gesto com a varinha removeu as cordas e devolveu a varinha a Harry, e com um gesto fez com que o garoto o acompanhasse. Quando chegou na frente de uma porta feita de carvalho com um aspecto muito velho, ele virou e disse:

- Vamos treinar por um ano Harry, nessa sala, um ano equivale a um mês na vida real. Por isso não temos tempo a perder. Mais antes só uma coisinha, mande uma mensagem ao seus amigos simples e direta falando que você está bem.

- Sim Senhor. – Na sua frente apareceram uma pena e um pedaço de pergaminho, e logo em seguida Edwiges apareceu e pousou em seu ombro. Harry pegou a carta e escreveu. “ Estou bem, não se preucupem Assinado: Harry Potter”. Amarrou a carta na perna de Edwiges e disse – Fique na casa de Rony, vou ficar um mês fora – Ela deu uma bicadinha carinhosa em seu dedo e abriu as asas e sumiu de vista.

- Vamos Harry Potter, o treinamento nos espera.







Enquanto isso, na Toca todos estavam aflitos, a Ordem tinha saído para buscar Harry, e quando chegaram lá viram três comensais que logo aparataram quando os viram. Que será que teria acontecido com Harry? Estavam todos na sala esperando noticias e muito aflitos, Gina chorava no colo de Hermione, que tentava inutilmente a consolar. Todos olhavam para o nada, como ele poderia ter sumido? Quando ouviram um grito de Rony:

- É a EDWIGES!!!

Todos se assustaram mais foram correndo para ver, Edwiges entrava pela janela e trazia um pedaço de pergaminho em sua pata direita. Que logo foi arrancado por Gina no instante que ela pousou no meio da sala. Gina abriu a carta tremendo muito e logo reconheceu a letra de seu amado, mesmo sabendo que ele a estava protegendo não ficando com ela, aquilo doía muito. Então leu em voz alta a todos:

Estou bem, não se preocupem

Assinado
Harry Potter

Ficou muito chocada com aquilo que dizia no pergaminho, só? Não fiquem preocupados? Mais como se ele havia desaparecido? Só via a indignação de todos da sala e o alivio de muitos. Mal eles sabiam onde Harry estava, e o que estava fazendo.



------------------------------------------------------------------------------------------------

Galera o que anima eu continuar escrevendo é se voces derem as opiniões, e sujestões, por favor não custa nada. E obrigado por tudo, e desculpe os erros de portugues, no próximo capitulo a coisa vai fica mais emocionante eu prometo, é que esse capitulo foi mais pra esclarecer as coisas. Obrigado novamente. Fiquem na PAZ!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.