FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

29. Esta mulher é sua agora


Fic: Moulin Rouge - Amor em Vermelho


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 29: Esta mulher é sua agora




Por trás do palco, Rony e Simas subiam alguma escada.

- Eu sei que ela ainda o ama, deve haver alguma razão. – dizia Rony pensativo.

- Que tal uma das razões ser que um deles é um duque e o outro um... – disse Simas subindo a escada logo depois de Rony, mas sua narcolepsia atacou naquele momento e ele despencou escada abaixo indo parar bem onde Harry estava escondido que, ao ver Simas inconsciente, teve uma idéia.

- Então você acha que tem alguma coisa errada? – perguntou Rony sem notar a ausência de Simas.

No palco, o teatro continuava e Zidler vestido de marajá dizia.

- Eu ergo minha espada cerimonial de casamento e proclamo meus leais súditos a unir-se a nós na celebração.

Em seu camarim, Gina tossia desesperada além de sentir dificuldade em respirar, segurava um lenço branco na boca que já tinha umas manchas de seu sangue.

Enquanto que Zidler estava no palco contracenando, Rony estava num lugar alto por trás das cortinas onde tinha a visão de todo o salão.

- Que magnífica performance. – elogiou Rony muito feliz por ter uma de suas peças finalmente se tornando um sucesso.

Hermione que também saíra do palco, ouvira as tosses de Gina e lhe ofereceu um remédio que o médico havia recitado. Ela colocava o remédio com um gosto horrível na boca da ruiva que sentia dificuldade em tomá-lo. Primeiro porque o gosto não era bom, segundo porque ela quase não conseguia parar de tossir e terceiro porque ela tremia violentamente.

- Só mais um pouco, Gi. Isso mesmo.

Goyle finalmente viu Harry andando por aí e correu até Zidler que já estava fora do palco.

- O rapaz está aqui.

- Mas ele foi avisado que se chegasse perto de Gina, ele seria morto. – Zidler se alarmou.

- E logo será. – confirmou Goyle se afastando.

Quem ouvira a conversa do alto e escondido era Rony que finalmente entendeu tudo.

***

Gina estava novamente sozinha em seu camarim e olhava-se no espelho tentando se controlar, pois as dores em seu peito estavam cada vez maiores e vindo com mais freqüência.

Ela usava o vestido mais bonito de todos que já usara em sua vida. Era branco e tomara-que-caia, apertado como um espartilho (o que dificultava sua respiração) com detalhes de pérolas. A saia era de um tecido leve e macio que chegava a arrastar no chão. Usava brincos e um colar de diamantes. Sua maquiagem era de uma camada grossa de lápis preto nos olhos, pó branco no rosto e rosado nas bochechas e batom como sempre vermelho-sangue. Seus cabelos ondulados e vermelhão estavam soltos, ela usara uma mágica para fazê-los ficarem maiores e chegarem até um pouco abaixo de sua cintura, mas qualquer um pensaria que aquilo era aplique.

Sua expressão era de alguém acabada e cansada, mas tornou-se alerta e assustada ao ver a imagem de Harry vestindo a roupa de Simas a olhando sério e ela se virou para encará-lo.

***

- Ele será morto. – concluiu Rony assustado – Gina o afastou porque queria salvá-lo. É isso mesmo.

Mas antes que pudesse fazer qualquer coisa, um saco de areia cujo peso era maior despencou do alto, Rony foi puxado para cima em uma altura muito grande.

- Ah meu Merlin! – lamentou Rony se agarrando em uma corda e olhando para baixo – É muito alto!

***

Harry se aproximou lentamente de Gina.

- Eu vim pagar minha dívida. – disse ele.

Gina o olhou depois saiu do camarim.

- Não devia estar aqui, Harry. – disse ela parecendo calma, mas por dentro estava gritando – Vá embora.

Harry não iria obedecer e a seguiu determinado.

***

- Morto. Morto. – repetia Rony tentando se locomover lentamente do lugar em que estava e procurando um meio de descer – Tenho que avisá-lo.

***

Gina andava rápido sentindo falta de ar, mas só queria fugir dali, Harry a alcançou e a segurou pelo pulso fazendo-a olhar para ele.

- Você me fez acreditar que me amava. Eu devo lhe pagar. – disse ele com ferocidade.

- Por favor, Harry...

- Harry, solte-a, ela tem que subir no palco. – disse Luna desesperada, mas ele não lhe deu atenção.

***

- O ciúme fez o tocador de cítara se esconder. – dizia Zidler no placo em sua atuação.

***

- Você trabalhou bem demais. – disse Harry segurando-a com força.

- O rapaz escritor está aqui e agarrou Gina. – disse Luna temerosa a um dos cafetões.

- Por que eu não posso pagar como os outros fazem? – continuou Harry seguindo-a depois que ela conseguiu se soltar dele.

- Não, Harry. Por favor, não adiante. Vá embora. – Gina estava cada vez mais fraca e seu coração estava a mil.

***

- Vão matar o pobre Harry! – disse Rony que ainda tentava descer.

***

- Eu os encontrei! – gritou Zidler no palco.

***

Gina ainda corria e parou bem atrás das cortinas do fundo do palco. Goyle apareceu a sua frente e segurava uma arma, Harry atrás de si ainda insistia em pagar-lhe.

As lágrimas já corriam livres por seu rosto ao ver Goyle se aproximar deles com a arma na mão. Gina dizia em vão para Harry ir embora, mas ele não obedecia.

- Se não me ama, por que não posso lhe pagar? – perguntou Harry cada vez mais alto segurando os dois pulsos de Gina e forçando-os para baixo fazendo-a se ajoelhar.

***

- Abram os portões do palácio! – ordenou Zidler – Abram os portões!

***

Rony via do alto Goyle se aproximar de Harry e Gina com uma arma.

- Harry! HARRY! – gritava ele, mas não era ouvido.

***

- Me deixa pagar! Me deixa pagar! – gritava Harry.

Gina estava desesperada, não adiantava mandá-lo embora que ele não obedecia e pôs-se a chorar compulsivamente.

Goyle estava mais perto agora e tinha a arma estendida.

***

- Abram. – disse Zidler a um homem que se tocou e foi levantar as cortinas do fundo.

***

- Diga que não me ama!

***

- Abram os portões!

***

- Harry!

***

As cortinas finalmente subiram e todos presenciaram a cena mais realista que podiam imaginar. Fez-se um silêncio mortal no salão.

Goyle conseguiu se esconder no momento que a cortina subiu, mas também não atirou em ninguém.

Gina e Harry que se tornaram o centro das atenções observavam tudo e todos muito quietos e na mesma posição. Gina estava ajoelhada diante de Harry com o rosto molhado pelas lágrimas e Harry um pouco inclinado segurando os pulsos dela.

O público, Malfoy, Zidler, as prostituas, os cafetões, a orquestra, Hermione e Luna (que voltaram ao palco) e Rony. Todos olhavam assustados a cena não ensaiada dos dois.

As pessoas cochichavam entre si e Malfoy olhava para Zidler como se pedisse uma explicação para aquilo.

Zidler se viu na obrigação de improvisar a começou a falar alto.

- Não me enganaram. Mesmo que tenha colocado lentes verdes, meus olhos não mentem. Porque ele, o pobre tocador de cítara, está enlouquecido pelo ciúme!

O público fez “Aaahhh...” como se entendessem o personagem de Harry: o próprio tocador de cítara.

- Oh Deus, não! – murmurou Rony vendo Goyle escondido com sua arma.

Harry levou Gina até o meio do palco, assim que a soltou ela caiu no show tal sua força que era mínima, ela tossiu um pouco e continuou chorando.

- Esta mulher é sua, agora. – disse Harry olhando para Malfoy – Eu paguei minha prostituta! – ele disse jogando dinheiro sobre ela e olhando para todos – Nada lhe devo. – concluiu olhando para ela – E você não é nada para mim. Obrigado por me curar da minha ridícula obsessão pelo amor.

Harry desceu do palco sendo observado por Hermione, Zidler, Rony e principalmente Gina que ainda no chão chorava mais do que tudo. Ele encarou momentaneamente Malfoy, depois foi seguindo pelo corredor até a saída.

- Aquela frase, como era aquela frase? – murmurou Rony tentando se lembrar de sua fala.

- Esse tocador de cítara não a ama. – disse Zidler olhando-o e se aproximando de Gina ainda no chão – Vê? Ele abandona o reino! – ele se abaixou até Gina e cochichou – Foi melhor assim, meu anjo. Você sabe disso. O show deve continuar, Gina.

Ela mexia negativamente a cabeça não querendo acreditar naquilo enquanto olhava para Zidler com o rosto molhado pelas lágrimas que ainda insistiam em rolar soltas por seu rosto.

- E agora, minha noiva... – continuou Zidler – ...é hora de você levantar sua voz para os céus e pronunciar seus votos de casamento.

Gina se levantou com a cabeça baixa.

- Agora eu lembrei. Harry! – gritou Rony se desequilibrando e caindo de onde estava, mas conseguiu se segurar numa corda e ficou pendurado – A COISA MAIS IMPORTANTE QUE SE DEVE APRENDER É AMAR, E EM TROCA, AMADO SER!!!
_____________________________________________________________________________________

Continua...

No próximo capítulo...


“- Eu te amo. – sussurrou ela e Harry entendeu.”

“- Estão tentando matar você! – gritou ele.”

“- Não houve nada, o show continua.”


Bjus a todos

Lady Potter

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.