FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

41. O SUSTO


Fic: A DESCOBERTA INESPERADA I


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPITULO 41
O SUSTO


Era uma manhã gostosamente calorenta, quando Hermione deixou Luke no carrinho e atendeu uma jovem mãe atrás de um exemplar de “Hogwarts, uma história. Edição 212”.
Ela havia decidido dar mais atenção a floreiros agora que os gêmeos estavam com seis meses, Tabata freqüentando as aulas com Prof.Minerva pela tarde e pela manhã, uma agradável escola primaria para bruxos. Não tendo muito o que fazer em casa, ela achara o momento perfeito para voltar a trabalhar.
Apenas algumas horas por dia, dissera a Rony, imaginando que ele não gostaria muito disso, mas ele mostrara-se compreensivo e decidido a não entrar em confronto entre uma esposa independente e a esposa dona de casa que ela sabia, que internamente, ele desejava.
Hermione decidiu que pela manhã seria o horário perfeito. Os gêmeos acordavam cedo para mamarem, e então dormiam por três horas seguidas. Tempo suficiente para se trocar, e ir para a loja. Quando eles acordassem novamente ela os trocaria, alimentaria e então eles dormiriam mais três horas no mínimo. Então, ela iria para casa, almoçaria com Tabby e Rony, e quase sempre Harry e Gina, então eles iriam trabalhar e ela ficaria em casa, curtindo seus bebês.
Estivera em pânico, pois decidira dar férias a Alissar. A elfa não a contradissera, pois defendia arduamente seus direitos. Porém, sem a ajuda dela, Hermione achou que não daria conta. Porém, não demorou a notar que as roupas apareciam lavadas e passadas, o almoço pronto no forno e a casa impecável, sempre que voltava a casa.
Sem sinais físicos de Alissar, no entanto, ela conhecia bem o marido que tinha.
Alguns apertos significativos e ele se entregara. Fora depois do banho. Tinham tomado uma ducha juntos a noite e apesar dele estar todo animado, ela não deixara nada acontecer, fugindo nada discretamente das investidas dele. Depois de toalhas ele a observara se secar e vestir uma camisola sobre o corpo nú. Hermione esperara ele se aproximar, charmosamente nada coberto pela toalha na cintura, cabelos molhados e aquele sorriso malicioso nos lábios, cheio de mãos bobas, para se afastar e dizer:
“-O que você fez, Ronald?
Ele avermelhou, como se já soubesse a que ela se referia.
-Do que está falando, Hermione? – ele deu de ombros, tão pouco convincente que ela teria sorrido se não estivesse decidida a ser firme.
-Alissar. – disse o nome pausadamente e claro.
Ele a olhou e então suspirou longamente, sabendo que ela não cederia.
-Você notou, não é? – ela concordou – Tive esperança que não notasse...
-É a nossa casa, como eu não notaria? As roupas não se lavam sozinhas!- disse um pouco indignada.
-Desculpe, Hermione, fiz um acordou com Alissar. – confessou.
-Acordo? – disse surpresa – Ronald Wesley, você não ousou faze-la desistir de seus direitos só por ser um elfo, ousou????
-É claro que não! – ele quase riu – Eu perguntei o que ela queria para continuar ajudando nas férias e acredite, ela é pior que você! Me disse poucas e boas sobre eu ser um bruxo sem noção dos direitos igualitários entre elfos e bruxos! - Hermione riu – Ela acabou cedendo, está bem? E eu paguei bem, acredite. Muito bem.
-Quanto?
-Hermione...
-Quanto? – insistiu.
-Trinta dias em Paris é pouco para você? Tudo pago? Ela aparata de manhã faz o serviço e volta para o bem bom!
Hermione começou a rir, incrédula que ele tinha feito isso.
-O que foi agora??? – ele disse indignado.
-Ronald! Alissar me disse que ficaria trabalhando normalmente se eu pedisse! Bastava pagar seus direitos trabalhistas, que ela tiraria ferias quando fosse mais conveniente...fui eu quem insistiu que ela precisava de descanso. Ela me ajudou tanto com os gêmeos, que estava tão exausta quanto eu!
Ele ficou tão incrédulo que ela riu ainda mais sentando a seu lado.
-Achou que eu não daria conta de casa e da Floreios?
-Achei que isso seria demais. Não que não daria conta.
-Tudo bem – entrelaçou as mãos nas dele e disse beijando seu pescoço – Assim me sobra mais tempo...para cuidar de você.
-É? – ele disse sedutor, baixando a alça de sua camisola.
-Hum-hum... – gemeu quando ele devolveu os mesmos carinhos em seu ombro.
-O que acha de fazermos uns irmãozinhos para os gêmeos? – ele brincou.
Ela afastou-se rapidamente.
-O que foi? – ele perguntou rápido.
-Eu preciso de um tempo, Ronald. Tenho só vinte e dois anos...três filhos é o bastante por agora.
-Eu sei disso, Hermione - ele disse surpreso – eu estava brincando...- ele riu vendo-a corar.”
Depois desse dia, haviam decido se prevenirem com poções compradas de Madame Albertina e não mais com métodos trouxas convencionais. Era mais seguro. Pelo menos por um tempo.
Vendo a jovem mãe se afastar com uma menina pela mão, ela olhou para o carinho. Luke dormia calmamente, enquanto Elise a olhava com seus olhinhos arregalados e azuis.
-Ela é uma espuleta, sra.Wesley! – disse Mônica, uma das jovens que atendia na Floreiros, enquanto brincava com as mãozinhas da neném – Posso pega-la e mostrar a loja? Ela não quer dormir mesmo!
-Claro. Leia algo, quem sabe ela durma...
As duas riram e Mônica sentou-se numa poltrona no fundo da loja, com um livro aberto no colo e Elise no braço. A jovem tinha uma voz suave e doce e Hermione sorriu, já imaginando uma ótima oportunidade de babá ali.
A alguns meses rony parecia meio desesperado atrás de possíveis babás, e agora era a vez dela. Caçavam babás, como aurores a comensais.
Luke moveu-se no carinho e ela fez um carinho no rostinho dele sorrindo. Ele balançou as manzinhas, movendo os lábios rosados como se sussurrasse no seu dialeto infantil. Então se acalmou e ela sentiu tanta ternura que quis chorar.
-Bom dia, Hermione.
Ela se assustou com Molly Wesley.
-Bom dia, sra.Wesley...não a vi entrar...
-Sim, eu notei – ela disse séria, indo diretamente para o neto. – Ô, Merlin, que neném mais fofo... – apanhou o bebê do carinho, mesmo Hermione querendo protestar por acorda-lo. – Vem, vem ficar com a vovó.
Hermione revirou os olhos. Ela a ignorou e andou até Mônica, falando animadamente com a jovem, enquanto fazia carinhos em Elise. Ótimo, ignorada mais uma vez.
Ainda bem que desistira de se entender com ela a meses. Deixando isso de lado, ela dirigiu-se as crianças que entravam na loja, atendendo-as com seu melhor sorriso.
Era quase hora do almoço, quando ela aproximou-se do carinho, onde Molly havia colocado novamente os gêmeos. Ela estava sentada na cadeira ao lado. Na verdade, estava mais dormindo do que acordada.
Hermione levou um susto assim que se aproximou. Elise dormia calmamente, mas Luke não estava no carinho.
-Sra.Wesley! – quase gritou – Onde está o Luke?
-Hum...o que? -ela olhou surpresa, acordada tão bruscamente. – Eu...eu..não sei... –ela disse apavorada.
-Mônica! – ela gritou, fazendo a menina correr até ela.
Nos próximos minutos, reviram a loja, sobre o juramente incansável de Mônica não ter visto ninguém sair com o gêmeo da loja. Hermione estava desesperada quando sentou-se na poltrona ao lado do carinho. Molly havia aparatado atrás de Rony.
Hermione não conseguia pensar direito. Onde estaria seu filho?
Onde?


























Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.