FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

33. As mudanças...


Fic: Os sentimentos de Rony NC17 RxH - Cap final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

As Mudanças... Capítulo final


 fanartronmione


 Fanart by Lillywmw (http://lillywmw.livejournal.com/)
 




Rony sentiu o vento gelado bater contra seu rosto e pensou em como gostaria de estar sentado em sua poltrona predileta ao lado da lareira com Hermione em seus braços.


Não que não estivesse feliz de finalmente estar recuperado e de poder voltar ao time. Ainda se lembrava com agonia os dias na enfermaria, sabendo que McLaggen o substituiria como goleiro. Para seu alívio, o garoto havia sido um desastre, e sua única conquista fora a ira de seus colegas de time.


 


Uma goles se aproximou do seu gol como um balaço errante e ele simplesmente não pôde agarrá-la a tempo.


 


- Ei maninho, acorda – berrou Gina divertida contra o vento, voando apressada para a outra extremidade do campo.


 


Quando finalmente Harry deu o treino por encerrado, Rony conduziu sua vassoura rapidamente, até tocar o gramado com os pés. Colocou sua Cleansweep no ombro e andou apressado em direção ao vestiário.


 


Parou admirado ao ver Hermione de braços cruzados parada ao lado da porta sorrindo de uma forma encantadora.


 


- Mione – largou a vassoura e se aproximou dela, sentindo seus lábios formigarem por um beijo de tirar o fôlego, mas como sabia que Hermione não gostava de demonstrações explícitas de intimidade parou antes que seu corpo se chocasse contra o dela e acabasse perdendo completamente o senso da realidade, mas inesperadamente ela deu um passo em sua direção e jogando os braços em volta do seu pescoço o beijou calorosamente.


 


Rony ouviu risadinhas e assobios dos colegas de time, mas não se importou, tratando de aproveitar a maravilha que era ser beijado por Hermione e se perder no gosto dela.


 


 


 


........


 


 


 


- O que deu nela? – perguntou Rony ao ver Lilá passar rapidamente pelo local em que ele, Harry e Hermione faziam os deveres, sem dirigir sequer um olhar a eles.


 


Harry virou depressa o pescoço, vendo Lilá sumir nas escadas do dormitório feminino, olhando em seguida para Hermione, que continuava escrevendo freneticamente, parecendo não ter escutado a pergunta de Rony. Ela ergueu os olhos pressentindo que era observada pelos dois.


 


- O que foi? – perguntou inocentemente.


 


- Por que a Lilá passa pela gente como se estivesse fugindo de comensais da morte? – perguntou Rony, a olhando com um mal contido sorriso.


 


- Por que não pergunta a ela se está tão interessado, Ronald?


 


Harry olhou de um para o outro pensando em uma desculpa para desaparecer dali. Se os dois já eram insuportáveis brigando quando eram apenas amigos, agora que eram namorados, não tinha dúvida de que as brigas seriam muito mais patéticas.


Mas ao contrário do Harry que imaginara, Rony apenas riu com gosto, recebendo um olhar reprovador e aborrecido de Hermione.


 


- O que é tão engraçado? – perguntou irritada, largando a pena sobre o pergaminho.


 


- Você, com ciúmes.


 


- Francamente Ronald, eu? Com ciúmes da Lilá? – ela cruzou os braços, revirando os olhos indignada.


 


Harry não pôde evitar de rir, acompanhando Rony.


 


- Pare de rir, Potter! – esbravejou encarando o amigo.


 


- E você Ronald, termine logo essa redação, pois você já está recuperado e já pode voltar a fazer as rondas.


 


Rony parou de rir imediatamente, fazer a ronda nunca fora sua tarefa predileta como monitor. Embora tivesse um bom pressentimento sobre a ronda que faria naquela noite!


 


 


..............


 


 


- Pronto, este lado está todo patrulhado – disse Hermione com sua típica expressão de dever cumprido.


 


- Hum... então quer me ajudar com aqueles dois últimos? – Rony apontou para as escadas, tomando a mão dela na sua a seguir.


 


Hermione suspirou concordando com um aceno de cabeça e um sorriso tímido.


 


Os dois andaram em silêncio, mal prestando atenção aos corredores. Rony sentiu seu coração batendo na garganta. Poderia dar tudo errado, o que não seria nenhum pouco estranho, tratando-se de algo planejado por ele.


 


Hermione notou que a mão dele estava suando, e isso a deixou estranhamente apreensiva. Por que de repente estava tão nervosa? Eles estavam apenas patrulhando os corredores, já haviam feito isso tantas outras vezes...


 


Quando Rony a puxou, os desviando do caminho, sentiu seu corpo estremecer. Conhecia aquele caminho, sabia para onde ele estava a levando.


 


- Ron – sussurrou sentindo a respiração rasa.


Ele parou, ficando de frente para ela, uma expressão preocupada.


 


- O que... aonde... por que estamos indo...


 


- Você quer voltar? – ele perguntou parecendo de repente tão nervoso quanto ela.


 


Hermione ficou muda, olhando sem saber o que deveria fazer ou dizer. Não queria voltar, mas o medo parecia querer subjugá-la.


 


Ela negou com a cabeça, sem, no entanto, se mover. Rony a puxou gentilmente, e ambos continuaram andando apressadamente.


 


Quando pararam em frente à tapeçaria, Rony apertou carinhosamente sua mão; ela sorriu, um sorriso nervoso.


 


 


....


 


 


A sala precisa era uma réplica quase perfeita da sala comunal da Grifinória, com exceção das mesas de estudo, das quais Rony certamente não fazia nenhuma questão.


 


Ambos ficaram parados, em silêncio. Hermione evitava os olhos de Rony, olhando tudo ao seu redor com muita atenção e interesse, sentindo suas bochechas extremamente quentes e vermelhas.


 


- Mione... – a voz dele a sobressaltou; maneou a cabeça depressa o encarando com uma expressão atemorizada.


 


Rony soltou sua mão, a puxando para um abraço cheio de significados. Ela se deixou aninhar, aproveitando as sensações que o corpo quente e acolhedor do ruivo provocavam.


 


Rony começou a alisar suas costas, deslizando as mãos cuidadosamente, fazendo-a se arrepiar a cada toque.


 


Ele afastou seu corpo do dela, a fitando concentradamente. Havia tantos pedidos naqueles olhos azuis que Hermione se viu incapaz de dizer alguma coisa, aproximou seu rosto do dele e seus lábios se tocaram.


 


Rony fechou os olhos, sentindo os lábios de Hermione se moverem lentamente sobre os seus. Rapidamente seu cérebro foi devastado, a proximidade entre seus corpos e o perfume delicioso que exalava dos cabelos cacheados e fofos o fizeram esquecer momentaneamente qualquer outra intenção que não fosse beijá-la para sempre.


 


Deixou sua língua deslizar entre os lábios úmidos e rosados, se entregando a um beijo febril e intenso.


 


Sentiu as mãos pequenas invadirem seu suéter, provocando-lhe um arrepio que percorreu todo o seu corpo. Ouviu ela gemer baixinho quando, incentivado pela ousadia dela, deixou suas mãos percorrerem as coxas macias por baixo da saia.


 


Sem desgrudar os lábios dos dela, a empurrou até o sofá. Hermione deixou-se guiar, sentindo-se incapaz de afastá-lo. Por sorte o sofá que ele imaginara ao idealizar o que precisaria na sala precisa era grande e confortável. 


 


Os beijos se repetiram e se alongaram. E Rony não demorou a perceber que ao invés de ficar saciado, queria cada vez mais. Deslizou os lábios para o pescoço de Hermione, e ela o enlaçou com as pernas deixando-o perto demais para sua própria sanidade.


 


- Hermione... – sussurrou Rony com a respiração entrecortada sobre ela no sofá.


 


- Hum... – retorquiu enquanto deslizava os lábios pelo pescoço dele, completamente entregue ao desejo que a consumia por inteira. Havia sentido tanta saudade...


 


Rony pressionou o corpo contra o dela quando a sentiu mordiscar ousadamente o lóbulo de sua orelha.


 


Hermione retesou o corpo, olhando ao mesmo tempo apreensiva e fascinada, ao sentir a ereção dele colidir com força contra a sua intimidade...


Sabia que estava trilhando um caminho sem volta. Fechou os olhos, o enlaçando pelo pescoço e puxando para um beijo urgente.


 


Enquanto devorava os lábios de Hermione, Rony colocou as mãos por baixo da blusa dela, sentindo um choque ao tocar a pele quente sem o empecilho da roupa.


 


Quando seus dedos alcançaram o sutiã dela, deixou os dedos tocarem discretamente o seio sobre o fino tecido.


Hermione interrompeu o beijo, sorrindo de uma forma absurdamente nervosa. Rony sorriu de volta, também parecendo nervoso e sem graça; temeroso retirou a mão, alisando carinhosamente o rosto dela.


 


Para sua surpresa, ela se moveu, abrindo inesperadamente a blusa e ficando apenas de sutiã diante dos seus olhos famintos.


Rony engoliu em seco, sabendo que seus desejos mais íntimos estavam prestes a se tornarem reais...


 


Ignorando a vergonha, ela abriu o feixe do sutiã se livrando dele também...


Rony respirou fundo, sentindo seu pomo de Adão tentando escapar pela boca... Olhou para o contorno dos seios rosados e empinados. Perfeitos!


 


Passou os dedos pelos mamilos sentindo a textura. Hermione fechou os olhos, sentindo o prazer a subjugar.


Rony abaixou-se lentamente e sem pensar passou a língua pelos bicos, fazendo Hermione arquejar.


Desajeitamente ele se livrou do suéter, cobrindo o corpo dela com o seu, o contato da pele fez ambos gemerem extasiados.


 


- Ron... eu... tenho medo – admitiu sentindo-se estúpida e boba, mas sabendo que podia compartilhar seus sentimentos com ele.


 


- Mione, eu também tenho... mas vamos superar esse medo juntos... – ele sorriu de lado, daquele jeito que a fazia perder a razão... Ela concordou com a cabeça, devolvendo-lhe um sorriso fraco e contido.


 


Rony beijou os lábios dela delicadamente... ajudando-a a retirar a saia e as meias... Hermione sentiu o rosto queimar, estava praticamente nua sob o olhar de Rony.


Ela desejara tanto aquele momento... Não desistiria agora, não mesmo...


 


Rony parecendo ainda mais nervoso, livrou-se de suas calças e de sua cueca... Hermione já tinha o visto não havia motivo para constrangimentos, mas, embora a lógica fosse essa, ambos pareciam terrivelmente envergonhados...


 


Ele voltou a se ajeitar sobre o corpo quente e macio de Hermione. Deslizou os dedos ansiosos novamente pelos mamilos túrgidos, e Hermione fechou os olhos, maravilhada com aquela sensação.



Ele a tocava com tanto carinho e devoção que Hermione sentiu vontade de chorar.



Ela prendeu a respiração e fechou os olhos quando ele se moveu roçando a ereção em sua barriga, a molhando com sua excitação. Era quase inacreditável que Rony a desejasse com tanto fervor... sentia-se absurdamente feliz, seu coração batia como se quisesse escapar a qualquer momento.


 


Rony a olhou de olhos fechados, achando-a a criatura mais bela da face da terra. Estava suada, os cabelos bagunçados, os lábios rosados e levemente inchados... Absolutamente linda!



Ele abaixou a cabeça e beijou delicadamente cada detalhe do rosto dela... decorando cada traço perfeito. Rony sentia seu coração batendo tão depressa e com tanta força que chegava a lhe causar uma certa dor nas costelas, mas ele não reclamaria... era a dor mais prazerosa que já sentira em toda a sua vida.


 


Rony deslizou as mãos pelas curvas do corpo de Hermione, parando-as na altura do quadril, tencionou retirar sua calcinha, e ela segurou suas mãos. Os olhos brilhando entre a expectativa e o medo.


 


- Está tudo bem? – perguntou rouco próximo ao ouvido dela.


 


- Sim. – a voz dela vacilou e sua respiração ficou rasa e apressada.


 


Rony retirou a peça lentamente, querendo guardar na memória cada detalhe daquele momento.


 


Assim que o tecido foi descartado junto às demais peças de roupa, Rony deslizou os dedos por sua intimidade, notando o quanto estava úmida e quente. Saber o tamanho do desejo de Hermione provocou uma comoção tão avassaladora que ele precisou respirar fundo diversas vezes para acalmar seu coração que parecia a ponto de explodir dentro do peito.


 


Massageou o vale rosado e escorregadio de Hermione, fascinado com os sons que ela deixava escapar cada vez que a tocava.


 


- Ron... eu... quero você – ela disse baixo, puxando o corpo dele contra o seu, fazendo-o entender seu desespero em tê-lo dentro dela.


 


As intimidades se chocaram, agora sem nenhuma barreira, e ambos gemeram.


Rony sentiu seu membro deslizar pela fenda quente e aveludada de Hermione.


Notou que ela retesou o corpo e trancou a respiração assim que se forçou contra ela.


Sentia seu coração batendo assustadoramente rápido e sua respiração também ficou suspensa.


Hermione sentiu a dor percorrer-lhe todo o corpo, e fechou os olhos apertando a carne tenra das costas dele.



- Ron – sussurrou Hermione baixinho, a voz entrecortada, as lágrimas molhando seu rosto.


 


Ele olhou para ela e retirou algumas mechas de cabelo que estavam 
coladas em seu rosto suado, limpando carinhosamente as lágrimas que manchavam seu rosto.


 


- Você quer que eu pare? – perguntou angustiado e culpado pelas lágrimas que Hermione não conseguiu conter.


 


- Não – respondeu fracamente, sentindo uma contraditória sensação de dor e prazer.


 


Rony a beijou da forma mais carinhosa e apaixonada que era capaz, sentindo o prazer percorrer cada molécula do seu corpo... Começou a se mover dentro dela bem devagar evitando ao máximo machucá-la.


 


A dor ainda cegava Hermione, mas não queria que ele parasse.


Os movimentos contidos de Rony ajudaram a amenizar a dor, e pouco a pouco o prazer se tornou mais intenso, fazendo-a esquecer da dor...


 


Gradativamente Rony parou de se mover... e tudo que se podia ouvir no quarto era a respiração acelerada de ambos. Ele tencionou sair de cima dela, mas Hermione o apertou contra si, impedindo que ele se afastasse.


 


- Isso, foi... foi... – tentou Rony quando sua respiração se regularizou...


 


- Mágico? – Hermione sorriu, ainda parecendo fraca.


 


- Mione... eu... eu...


 


- Eu também, Rony.


 


Ele riu, sabendo que Hermione entendera o que ele queria dizer... A beijou afundando sua língua entre os lábios entreabertos, sentindo a necessidade de tê-la sempre ao seu lado cada vez maior.


 


 


.....


 


 


Aquele havia sido um ano realmente tempestuoso, e Rony sabia que sua vida, de Harry e de Hermione mudaria definitivamente dali para a frente.
Com Dumbledore morto, todos sabiam que o próximo ano traria muitas mudanças...


Harry decidira ir atrás das Horcruxes e não voltaria para a escola.


 


- Estaremos lá, Harry – disse Rony, olhando em seguida para Hermione que ainda fungava, limpando as lágrimas.


 


- Quê?


 


- Vamos com você aonde for. – retorquiu Rony convicto. Hermione sorriu, olhando-o cheia de admiração.


 


- Não, não vão.


 


- Não seja estúpido, Harry, nós sempre estivemos juntos, e continuaremos juntos até o fim. – disse Hermione, se aproximando dos dois.


 


- Estamos com você para o que der e vier – afirmou Rony, sentindo-se forte e inabalável por ter Hermione ao seu lado.


 


Harry não disse nada, fez um breve aceno com a cabeça, sabendo que não adiantaria argumentar; seus melhores amigos eram teimosos demais. Andou calmamente em direção a Gina, que continuava sentada próxima ao salgueiro lutador, determinado a aproveitar seus últimos instantes ao lado da garota que fazia seu coração bater mais rápido e descompassado.


 


- Rony... – ele se virou, se aproximando de Hermione e a enlaçando com os braços. Ela o abraçou muito forte, sabendo que ao lado dele estaria protegida.


 


- Nós temos uns aos outros e vamos nos proteger mutuamente... – Rony afagou os cabelos fofos e cacheados, beijando-a ternamente nos lábios. Permaneceu abraçado a ela por um longo tempo, observando, talvez, pela útlima vez o castelo de Hogwarts.


 


 


FIM!


 


 



 


 


..............................


N/A: É com muito pesar e alegria que lhes informo que a Fic Os sentimentos de Rony termina aqui. Essa foi a minha terceira Fanfic, e deveria ter terminado, como já disse, no 5º ou 6º capítulo, mas devido aos incentivos dos leitores, principalmente da Viviane, que acreditou em mim mais do que eu mesma, resolvi continuá-la.


Percebendo o rumo que ela estava tomando, me apropriei de alguns trechos de Fics de outras FicWriters, com a intenção de torná-la mais interessante e intensa. Afinal, nesse mundo de Fanfictions, a grande verdade é que nada se cria, tudo se recria, se transforma, se encaixa... Nenhuma de nós, ficwriters é de fato escritora, pelo menos não enquanto nossas histórias são Fics baseadas na história de J.K., a grande responsável por tudo que lemos e recriamos.


Analisando a Fic, posso afirmar que ela é um apanhado de idéias, as quais espero terem se encaixado de forma prazerosa, gerando possibilidades “reais” entre Ron e Hermione, oportunizando a quem leu rir, talvez chorar e se emocionar...


 


Embora, esse Fic tenha chegado ao fim, ainda teremos alguns capítulos em “De forma inesperada”, portanto espero que vcs sintam-se instigados a acompanhá-la.


 


Agradecimentos mais que especiais:


Sociedade Sul 


Viviane Barreda


Lua Tonks


manoela lelita mendonça maia


Kary 


Priscilla Moreira 


Danicliffe


Cleidz


Letícia M. Klein 


Tia Carolis


Carolina Gomes 


Michelle M. Rossi


Lari_sl


Lady Fani Weasley


Flávia Samira


Marjorie Guida


Sam Grint


WishMade


Juliana Fernandes 


WishMade


Leidyvana P. Santos 


Pipoca Lissandra Alvarenga Swerts 


centavs


Nicole Roman Chemello 


 


Obrigada a todos vcs que tem acompanhado essa Fic na FeB ao longo de todo seu percurso... Se esqueci de alguém reivindique, que faço uma menção nos comments!


O apoio de vcs sempre foi o meu maior motivo em escrever... e continuará sendo, estejam certos disso. Espero que tenha sido, de alguma forma, prazeroso para vcs acompanharem a fic... E peço mais uma vez desculpa por todos os erros e falhas.


Bem, me despeço aqui, mas continuaremos em contato através dos comments da página da Fic :)


Acessem esse link para ler mais sobre a Fic OSR: http://fanficronhermione.blogspot.com/2010/09/os-sentimentos-de-rony.html


 


Dica: Para aqueles que amam Ron e Hermione, como eu, acessem o blog Fanfic Ron e Hermione http://fanficronhermione.blogspot.com/ e o Tumblr dedicado ao casal http://fanficronhermione.tumblr.com/



Beijos...
 


Disomers
 
P.S.
Agradecimentos a Viviane, que betou esse capítulo!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 6

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Camys Lovegood em 19/10/2012

Amei *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dira em 24/09/2012

Muuuito boa! 

Nota: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mari_bilu em 21/12/2011

Muito bem escrita, parabéns! As melhores q li até hj.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Amanda Ananias em 10/10/2011

Perfect!

 

Parabens....

 

Ron&Mione 4ever

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Karine Black em 06/10/2011

Amei....Parabéns!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Amanda Ananias em 28/04/2011

Show de Bola...Parabens!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.