FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. Ele foi embora...


Fic: De forma inesperada RxHr Cap final on


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Ele foi embora

Hermione 


 

Hermione abriu os olhos com imensa dificuldade, estavam demasiadamente inchados.


Levou vários segundos até lembrar o que havia acontecido. Maneou a cabeça lentamente para o lado e percebeu que já havia amanhecido, e, pela claridade que machucava seus olhos, a chuva tinha finalmente parado. Certamente no lado de fora da barraca deveria ter um belo sol. Mas quem se importava com isso? Ela não queria levantar daquela cama nunca mais... muito menos ver a luz do dia.




Desejou infantilmente que tivesse sido um sonho, que Rony continuasse ali e jamais tivesse partido.




Puxou o cobertor do ruivo e cobriu o rosto; o cheiro dele invadiu suas narinas, se espalhando rapidamente e indo direto para seu cérebro... Sentiu os olhos formigarem, seu peito se comprimiu dolorosamente e mais uma vez aquele nó na sua garganta a impedia de respirar.




Não havia sido um sonho. Rony de fato tinha ido embora.






......................................................................






Harry olhou em volta e sentiu-se estranhamente incomodado. Rony havia sido um idiota, e ele não podia mentir para si mesmo, estava com muito ódio do amigo, mas ainda assim desejava intimamente que ele ainda estivesse ali.




Olhou para a cama dele, onde Hermione estava deitada e tapada até o topo da cabeça. Ouvira a amiga chorar durante praticamente toda a noite, assim como ela também não tinha conseguido dormir.




As coisas já estavam bastante ruins e difíceis e certamente piorariam muito agora sem Rony.




Uma fúria corrosiva tomou conta do seu peito, mais uma vez por culpa de Voldemort ele tinha perdido alguém que amava.


Rony tinha ido embora e a culpa era daquela guerra estúpida, daquele maldito medalhão, a culpa era de Voldemort.






..............................................................................






Rony abriu os olhos e em seguida os fechou rapidamente, a luz do sol era incomoda e fez sua cabeça latejar agudamente.


Estava molhado, sujo e com uma fome assustadora, embora comer não fosse nenhuma prioridade no momento, na verdade, ainda sentia-se nauseado.




Abriu os olhos novamente, desta vez protegendo-os da luz com a mão. Merlin onde ele estaria? O que tinha acontecido? O que ele tinha feito?




Esfregou os olhos tentando recobrar a consciência.




Aos poucos seus pensamentos começaram a se reorganizar e lembrou-se de ter cruzado com alguns homens estranhos e suspeitos na noite anterior.




Ah sim, esses homens haviam levado seu relógio de ouro, o relógio que havia ganhado de seus pais no seu décimo sétimo aniversário, e quase o matado. A dor em suas costelas clareou definitivamente sua mente. Estava dolorido e talvez até mesmo com alguns ossos quebrados.




Precisava voltar, precisa encontrar Harry e Hermione. Seu coração falhou uma batida ao pensar nela. Como podia tê-la abandonado? Como? Jamais se perdoaria por isso. Jamais!




Seu coração aflito só torcia para eles estivessem bem, para que aqueles mesmos homens que haviam o atacado não tivessem os encontrado. Deus, se algo acontecesse a ela, ele lançaria um avada kedrava em si mesmo, certamente o faria.




Tentou se por de pé e notou que seu joelho estava seriamente machucado. Um pouco trêmulo e tentando controlar a dor que o fazia quase inconsciente, andou alguns passos, apoiando-se em uma árvore.




O que faria agora? Ele não podia voltar para casa, de jeito nenhum. Além de ser humilhante demais, sua mãe não o deixaria ir atrás de Harry e Hermione, ainda mais vendo o estado lastimável no qual ele se encontrava.




Precisava pensar em algo... e o mais rápido possível...




Sem muitas escolhas fechou os olhos e concentrou-se no Chalé das Conchas, onde seu irmão Gui morava com Fleur. Não era a melhor alternativa, mas dentre as que tinha era sem dúvidas a mais acertada.




Seu irmão certamente lhe faria milhares de perguntas, mas não o obrigaria a respondê-las e disso ele tinha certeza.




Desaparatou torcendo intimamente para não estrunchar, não era aconselhável aparatar no estado em que se encontrava, fraco, machucado e tonto. Desabou na areia clara e fofa, seu corpo estava exausto.  Andou com extrema dificuldade até a bonita casa em que os dois moravam.




Quando seu irmão se deparou com ele sujo e machucado, o levou para dentro o mais depressa que pôde.




- Rony, o que aconteceu? – exclamou Gui um tanto chocado, ajudando-o a sentar no sofá.




- Gui, acho que estou com algumas costelas quebradas e meu joelho está seriamente machucado. – foi tudo que Rony respondeu; sua voz estava baixa e ele respirava com certa dificuldade.




Fleur entrou na sala apressada, fazendo a Rony a mesma pergunta de Gui.




- Fleur, ele está machucado, talvez com alguns ossos quebrados, você pode fazer alguma coisa?




- Clarro que posse. Esperre ai Rony, que eu já volte.




- E então Ronald, não vai me dizer o que aconteceu? – perguntou Gui novamente assim que Fleur saiu apresada em direção as escadas, o encarando de uma forma decidida e autoritária, lembrando muito o Sr. Weasley.




Embora Rony soubesse que podia confiar no irmão, tinha vergonha de contar que havia abandonado seus melhores amigos no meio do nada e tudo por culpa de uma estúpida crise de ciúmes. Era impensável admitir para alguém que era um completo idiota e que tinha deixado Hermione sozinha.




- Você pode me dar algo para comer? E será que posso tomar um banho? – Rony ignorou mais uma vez a pergunta do irmão.




- Você não vai mesmo me dizer o que aconteceu não é mesmo? – Gui permanecia de braços cruzados encarando o irmão mais novo com uma expressão preocupada.




Rony não respondeu, virou o rosto em direção a janela e fitou o mar que podia ser visto dali. Era uma visão deslumbrante.




Seu coração se comprimiu tanto dentro do peito que provocou uma dor aguda e o deixou ainda mais tonto.




Enquanto ele estava ali, em uma casa quente e confortável, com uma vista privilegiada, prestes a comer uma deliciosa e saborosa comida, seus amigos, estavam sozinhos, sem comer e provavelmente o odiando mais do que odiavam Voldemort.




Gui, ainda que contrariado, resolveu não insistir, afinal seria inútil. Conhecia o irmão mais novo.




- Vou pedir para Fleur arrumar o quarto de hóspedes para você.




Rony, que continuava admirando a calmaria do mar, desviou os olhos da janela e voltou a olhar na direção do irmão.




- Não diga nada a nossos pais, não diga a eles que estou aqui. – Seu tom de voz não deixava dúvidas que estava falando sério.




- Não direi. – assegurou Gui.






........................................................................






Hermione sentia seus ossos reclamarem. Ficar deitada estava se tornando desconfortável, afinal estava naquela cama e naquela posição há muitas horas. Já devia passar das 4 horas da tarde. Ela ouvira Harry andar pela barraca, mas ele não se atreveu a chamá-la.






Infelizmente não poderia ficar escondida debaixo daquele cobertor para sempre. Ela tinha escolhido ficar e ajudar Harry, pois então era isso que faria.






“Ele foi embora”, disse para si mesma. “Ele foi embora”. Sentiu necessidade de repetir a frase mentalmente, enquanto empurrava as cobertas e sentava-se debilmente na beirada da cama.






“Ele foi embora e não vai voltar.” Essa era a verdade pura e simples. E ela sabia que os feitiços de proteção o impediriam de achá-los novamente. Rony nunca mais os encontraria, ela nunca mais o veria.






Limpou com raiva uma lágrima teimosa que escapou pelo canto do olho.






Precisava de um banho quente, talvez ajudasse a se sentir melhor. Passou por Harry e eles trocaram um olhar cúmplice, mas sequer deram oi um ao outro.




Ela sabia que não estava sendo fácil para ele também, afinal Rony era seu melhor amigo.




Em um acordo mútuo e mudo, decidiram não tocar no nome de Rony e muito menos no episódio da noite anterior.




Após comerem, começaram a arrumação das coisas, partiriam ainda naquela tarde.




Harry viu Hermione erguer a cabeça esperançosa em direção ao córrego diversas vezes, enquanto eles recolhiam todas as coisas e eliminavam os vestígios do acampamento, e sabia que ela estava apenas se iludindo. Rony não voltaria...




Demoraram-se quase duas horas além do horário que normalmente deixavam os acampamentos.


Por fim, tendo rearrumado sua bolsinha de contas mais três vezes, Hermione pareceu incapaz de encontrar razões para retardar ainda mais a partida. Ela e Harry deram as mãos e desaparataram, reaparecendo na encosta de um morro alto e assolado pelo vento gélido e cortante, o sol sumindo lentamente no horizonte.




Assim que chegaram, Hermione largou a mão de Harry depressa e se afastou do amigo. Sentou-se em uma pedra, encolhendo os joelhos e escondendo o rosto ali.




Harry virou-se e a observou, talvez decidindo se deveria ir consolá-la ou não. Embora quisesse andar até ela e abraçá-la, alguma coisa o manteve pregado no chão. Hermione estava sofrendo e a culpa era de Rony.




Depois de um tempo que não saberia precisar, andou lentamente em direção a ela e sacou sua varinha, murmurou os feitiços de proteção dos quais a amiga normalmente se encarregava para garantir a segurança de todos e com um feitiço convocatório apossou-se da bolsinha de contas dela, e armou a barraca. Os últimos raios de sol desaparecendo completamente e o vento ficando cada vez mais forte e sombrio.






.......................................................................






Rony havia acabado de sair do banho e estava sentado na cama do quarto de hóspedes da casa do irmão com seu desiluminador na mão. Tinha um olhar vago e distante. Afinal qual era a utilidade daquele objeto idiota. Jogou-o em cima na cama com raiva.




Seu coração diminuía cada vez que pensava em Hermione. Como ele faria para encontrar ela e Harry? Como? Não podia simplesmente pensar em um local, se concentrar e aparatar, porque eles não estavam em um lugar definido, poderiam estar em qualquer lugar nesse exato momento... Além disso haviam os feitiços de proteção... seria impossível achá-los... Limpou furioso as lágrimas que molhavam seu rosto.




Por que ele tinha que ser tão estúpido na maioria das vezes? Como pode desconfiar dos seus dois melhores amigos?




Alguém bateu na porta, e ele se apressou a limpar novamente as lágrimas que ainda escapavam pelo canto dos seus olhos.




- Com licence Rony. – Fleur entrou no quarto com uma pequena maleta, a qual se parecia muito com a da Madame Pomfrey. Ela notou que ele estava chorando, mas educadamente ignorou e continuou falando o mais naturalmente que pôde.




- Você está com uma carra péssime. Sente muita dor?




- Minhas costelas e meu joelho estão doendo. – confessou sentindo-se a última das criaturas.




Fleur lhe deu algumas poções amargas e mal cheirosas para beber. Em pouco tempo estava dormindo profundamente.







 


.........................................................................


N/A: Capítulo 19 finalmente on... To muito contente com os comentários e com os incentivos... Espero que continuem me estimulando... afinal essa Fic só passou do Cap. 5 por causa de vcs... ou seja estamos construindo ela juntos... Muito obrigada gente, e continuem comentando Ok?!


Bjs!!!

Obrigada pelos comments maravilhosos de todos vcs! 


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por mirely lopes em 04/07/2011

estou ficando desidratada de tanto chorar!!

amo esse casal <3

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por fabiane lopes em 09/05/2011

amo o ron nao tenho uma quedinha pelo rony tenho uma quedoooooooooooona acho que sou louca por ele  e o pior e que ele nao sabe que eu existo e melhor rir pra nao chorar ne kkkkkkkkkk

nada se compara ao ronn adoro ron e mione juntos eles tem tudo haver fico feliz por vc ter escolhido o casal mais fervoroso e complicado de harry potter realmente pra mim eles sao o mais lindo casal de todos os tempos !!!ai ai

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por fabiane lopes em 09/05/2011

manah nao te abandonei estou lendo e continuarei lendo pois  e viciante!!!!

que legal seus fics!!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por pottermaniaca21 em 18/04/2011

AAAAAAAAAAAH  coitada da Mione.  eu confesso que tenho uma quedinha pelo Rony... haha, mais nada é comparado ao Harry.

amo a sua fic. muito boooa!   :D

 

beijos

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.