FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

31. Caldeirões de chocolate


Fic: Os sentimentos de Rony NC17 RxH - Cap final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPÍTULO 31


 


Caldeirões de chocolate


 


 


Embora o rosto de Rony estivesse contorcido em uma careta enfurecida, ao contrário do que Harry imaginara, o amigo abaixou a cabeça e encarou o prato por longos minutos, sem sequer provar seus ovos com salsichas.


 


Harry precisava admitir que se sentia aliviado por Rony não ter levantado e socado Justino ali mesmo, no meio do salão principal, diante de todos os alunos.


 


- Hermione – chamou Gina aos sussurros – posso falar com você mais tarde?


 


Ela apenas acenou afirmativamente com a cabeça. Sabia perfeitamente sobre o que Gina queria conversar. Se fosse sincera admitiria que seria bom desabafar com alguém, mas não sentia-se animada para conversar ou contar detalhes a ninguém, nem mesmo a Gina, sua melhor amiga.


 

 


...


 


- Fred? – o garoto se virou e deu de cara com uma loira bonita e simpática, os cabelos lisos e longos desciam pelas costas alcançando-lhe a cintura, os lábios rosados e os olhos verdes brilhavam com intensidade.


 


- Nós nos conhecemos? – perguntou o gêmeo galante, se aproximando do balcão.


 


- Bem... eu conheço você, afinal quem não conhece os gêmeos Weasley, não é mesmo? – Fred sorriu pomposo -, mas não sei se você se lembra de mim. Bem... faz dois anos que terminei Hogwarts. – explicou a garota, sempre sorrindo, mostrando os dentes brancos e bem alinhados.


 


Fred se aprumou e jogando todo o seu charme Weasley engatou uma conversa animada, mostrando toda a loja a garota, disposto a ajudá-la da melhor forma possível.




 


...


 


Hermione saiu da aula de História da magia e com um breve aceno para Harry andou em direção à Biblioteca.


 


Rony enfiou as mãos no bolso infeliz e andou vagarosamente de volta ao salão comunal. Havia feito tantos planos para ele e Hermione depois da noite em que ela aparecera em seu dormitório.


 


Seu aniversário era no dia seguinte, alcançaria finalmente a maioridade bruxa, mas nem isso parecia animá-lo.


 


Antes de entrar pelo buraco do retrato viu Lilá cochichar algo no ouvido de Justino na ponta da escada. O garoto sorriu contente e apenas fez um sinal afirmativo com a cabeça, descendo rapidamente as escadas, certamente, indo para biblioteca encontrar Hermione. Rony sentiu o estômago afundar e alguma coisa rugiu inconformada em seu peito.



Engraçado, não se lembrava de ter visto Lilá e Justino conversando antes, sequer sabia que eram amigos. Mas isso definitivamente não o interessava.


 



...


 


- Hermione, desculpa pelo atraso.


 


- Não, tudo bem, eu estava separando alguns livros que podem ser bastante úteis. – disse contida, se afastando quando Justino sentou muito próximo a ela.


 


- Nossa, você não faz idéia de como fico contente por você ter aceitado me ajudar. Você é realmente uma garota maravilhosa.


 


Ela pigarreou, sentindo as bochechas esquentarem, e puxou um grande e pesado livro para mais perto. - Acho que podemos começar pela origem e os princípios de aritmância.


 


- Certo. – concordou o garoto, que não parava de sorrir. Aquilo estava definitivamente começando a irritá-la.


 


- Eu espero que o Weasley não tenha ficado muito brabo.


 


Desde quando Justino se referia a Rony como “o Weasley”, pensou olhando desconfiada para o garoto.


 


- Bom, Rony é um grosso, e realmente não me importo se ele ficou ou não brabo. – A magoa acabou deixando as palavras rudes saírem sem que ela pudesse contê-las. Viu o sorriso de Justino se alargar, e por um momento quis dizer a ele que não poderia continuar o ajudando.


 


Aquela hora que passou na biblioteca ao lado de Justino pareceu infinitamente longa, cansativa e desagradável.




 


...


 


Rony olhava a todo o instante para o buraco do retrato da mulher gorda. Estava cada vez mais ansioso. Por que Hermione estava demorando tanto?


 


Maneou a cabeça para o lado e notou que Lilá sorria para ele. Desviou os olhos depressa, querendo evitar constrangimentos. Não gostava do modo como ela o olhava desde sua lamentável discussão com Hermione.


 


Hermione entrou pelo buraco do retrato alguns minutos depois com uma cara bastante aborrecida. Sinal de que o tempo que passou com Justino não tinha sido muito agradável, constatou Rony contente.


Quis levantar e ir até ela, pedir desculpas, dizer que precisavam conversar e que não queria continuar sem poder tocá-la, abraçá-la, beijá-la, mas Hermione lhe lançou um olhar tão rude e frio que seus animo esmaeceu rapidamente e ele afundou mais alguns centímetros na poltrona.


 


Gina desviou os olhos do livro que lia e seguiu Hermione até o dormitório, assim que a viu passar pelos garotos sem dar-lhes atenção.


 


- Hermione, por que você está com essa cara? – perguntou a ruiva sentando na cama da amiga.


 


- Ah Gina, Justino é um chato, fica o tempo fazendo elogios clichês e bobos. – desabafou jogando a mochila dentro do seu malão.


 


- Bem... pelo visto o ciúmes de Rony não era assim tão paranóico, não é?!


 


- Ah Gina, por favor, não me venha defender o Rony.


 


- Não estou defendendo o Rony, ainda acho que a atitude do meu irmão foi pior do que a de um trasgo... mas Hermione, você sabe como ele é inseguro, ainda mais com você.


 


Hermione jogou as mãos para o ar cansada.


 


- Gina, como ele pode ser tão inseguro depois de tudo?


 


- Depois de tudo o que Senhorita Granger? – perguntou a ruiva curiosa, estreitando os olhos e parecendo muito interessada no que Hermione tinha a dizer.



- Bem... – Hermione sentiu o rosto corar – depois de eu ter ido até o dormitório dele e...er...


 


- Você fez o quê? – espantou-se Gina, arregalando os olhos e levando a mão a boca.


 


- Ei, nós não fizemos nada. – apressou-se em explicar. – Digo, eu continuo, você sabe, sendo virgem. – confessou abaixando o tom de voz.


 


- Uau... acho que nem eu teria dito coragem de invadir o dormitório dos meninos para ficar com o Harry.


 


- Pois então Gina, você acha que teria realmente razão para seu irmão ficar com ciúmes depois disso?


 


- Bom, razão não teria, mas Rony não é uma pessoa muito racional, você sabe disso.


 


Hermione bufou impaciente.


 


- Mione, amanhã é aniversário dele. Meus pais vão mandar um presente especial, porque ele vai fazer 17 anos. Mas eu sei que nada vai deixá-lo realmente feliz se vocês continuarem brigados.


 


- E o que você sugere, que eu vá até lá e peça desculpas por ter aceitado ajudar Justino? – Hermione revirou os olhos e encarou Gina.


 


- Claro que não, mas... bem, se ele viesse pedir desculpas você acha que poderia desculpá-lo?


 


- Ah Gina, eu não sei, estou tão furiosa com ele – ela respirou fundo, depois levou a mão até o pingente que Rony havia lhe dado no natal, - mas, bem, se ele viesse pedir desculpa, eu provavelmente não resistiria. – ela sorriu passando as mãos nos cabelos, parecendo envergonhada de sua fraqueza.




 


...


 


- O que é isso? – perguntou Parvati curiosa ao ver o embrulho nas mãos de Lilá.


- Ah, é um presente para Rony, sabe, ele está de aniversário amanhã. – contou contente, subindo as escadas até o dormitório feminino.


 


Parvati fez uma careta de reprovação, mas achou que seria inútil tentar fazer Lilá entender que Rony realmente não parecia mais interessado nela.


 



...


 


- Feliz Aniversário, Rony – desejou-lhe Harry, quando foram acordados com o barulho que Dino e Simas fizeram ao sair para o café da manhã. Harry se abaixou e puxou de baixo de sua cama um embrulho. – Toma, seu presente.


 


Rony se ergueu e viu uma pilha de presentes na beirada na cama, provavelmente entregues pelos elfos domésticos durante a noite, supôs Harry.


 


- Valeu, cara – disse Rony ainda sonolento, rasgando o papel do embrulho sem nenhum cuidado.


 


- Puxa, Harry! – exclamou Rony excitado, agitando o novo par de luvas de goleiro que acabara de ganhar.


 


Harry apenas riu e voltou sua atenção para o mapa do maroto que tinha nas mãos e examinava atentamente. – Malfoy não está no dormitório.


 


Rony não respondeu, estava ocupado demais desembrulhando os outros presentes.


 


- Nossa, olha isso Harry – Rony tinha um olhar perplexo para o relógio de ouro que acabara de desembrulhar. – Foram meus pais que me deram, e veja só é novo! – exclamou extasiado.


 


- Legal – respondeu Harry, olhando rapidamente para o relógio e voltando em seguida sua atenção para o mapa.


 


A euforia de Rony se dissipou vagarosamente assim que constatou que Hermione não lhe enviara nada.


 


Puxou uma caixa de caldeirões de chocolate e sem muita emoção colocou um na boca.


 


- Quer? – ofereceu a Harry.


 


- Ãh? Ah não, obrigada.


 


Rony enfiou mais um chocolate na boca e em seguida uma sensação estranha preencheu seu peito, fazendo-o se sentir mais leve e feliz.


 


Ele olhou pensativo para a caixa de caldeirões, depois sacudiu os ombros e se serviu de um terceiro, enquanto saia da cama para se vestir.


 


- Tem certeza de que não quer um, esses caldeirões estão realmente gostosos.


 


- Não, valeu.


 


- Melhor se mexer, ou perderemos o café. – avisou o ruivo, pegando o cartão que estava embaixo da caixa de caldeirões de chocolate.


 


A letra bem desenhada e os coraçõezinhos que saiam e explodiam no ar não lhe deixam dúvidas de que o presente só podia ter sido enviado por Lilá. Por um momento, pensou que se sentiria infeliz por até mesmo sua ex-namorada ter se lembrado do seu aniversário e Hermione não, mas ao contrário disso, sentiu-se ainda mais leve e contente.


 


Harry abandonou o mapa e tratou de se vestir.


 


- Pronto? – perguntou a Rony assim que saiu do banheiro.


 


Harry estava a meio caminho da porta do dormitório quando percebeu que Rony não se mexera, estava apoiado no pilar da cama com os olhos fixos na janela lavada de chuva e um olhar estranhamento desfocado.


 


- Rony! Café da manhã. – alertou tentando trazê-lo de volta a realidade.


 


- Não estou com fome. – disse com a voz lenta e arrastada.


 


Harry encarou-o ligeiramente espantado.


 


- Mas, achei que você tinha acabado de dizer...?


 


- Ah, tudo bem, eu desço com você – suspirou Rony -, mas não quero comer.


 


Harry examinou-o desconfiado.


 


- Você acabou de comer metade de uma caixa de caldeirões de chocolate, não foi?


 


- Ãh... Ah não é isso – Rony tornou a suspirar. – Você não entenderia.


 


- Então tá... – respondeu Harry, embora intrigado, virando-se para abrir a porta.


 


 


 




 


......................


N/A: Gente, mil desculpas pela demora para atualizar. Como muitos já sabem, finalmente estou formada, acabou o martírio da monografia, mas infelizmente ando trabalhando mais do que gostaria. Vou tentar não demorar para postar o próximo capítulo, mas preciso avisar a todos que a Fic está chegando ao fim. Provavelmente teremos mais dois capítulos.


Obrigada pela paciência de todos e continuem comentando...


Bjs


P.S. Contêm spoilers de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, embora modificados!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.