FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. O último beijo HxG


Fic: De forma inesperada RxHr Cap final on


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPÍTULO 5 - O último beijo – HxG


 





 


A Toca estava anormalmente calma e silenciosa. Todos já haviam ido embora, para a felicidade de Rony e Gina que já não aguentavam mais tanta gente andando de um lado para o outro e falando ao mesmo tempo.

Os gêmeos e o Sr. Weasley também já haviam saído para trabalhar. Apesar da situação crítica em que o mundo bruxo se encontrava, os gêmeos continuavam com a loja de Logros aberta. Afinal, como eles mesmos diziam: “Tempo é galeão.” E haviam conseguido convencer a relutante Sra. Weasley de que as pessoas precisavam de um pouco de distração, algo que realmente não faltava na loja dos garotos.


Gina terminou seu café e voltou para o quarto, alegando ao demais que a festa da noite anterior a tinha deixado exausta.

Hermione, que sabia muito bem porque a ruiva estava esmorecida, julgou que a amiga talvez precisasse, ou quisesse, ficar um pouco sozinha e decidiu ajudar a Sra. Weasley na cozinha. 
Ofereceu-se para lavar a louça do café do modo trouxa, alegando a necessidade de se sentir útil. E depois de muitos, “eu faço questão Sra. Weasley”, e “não precisa querida, faço isso com um simples movimento de varinha”, conseguiu convencer Molly Weasley.

Qualquer coisa seria melhor que ficar perto de Rony, ter que encará-lo ou falar com ele. Pensou Hermione temerosa.


 


Ela corava furiosamente só de pensar em olhar nos olhos do ruivo. Principalmente depois de constatar que seu corpo estava reagindo de uma forma muito estranha simplesmente pela presença de Rony.

Sentia-se quente. E toda a vez que olhava na direção dele, seus olhos eram atraídos magneticamente pelos lábios do ruivo, que, em sua opinião, pareciam extremamente convidativos.

Rony também não parecia nem um pouco disposto a enfrentar os olhos castanhos e profundos de Hermione. Afinal, ele não fazia idéia do que ela estava pensando a respeito dele... ou melhor deles.

Levantou depressa da mesa e convidou Harry para andar um pouco pelos arredores da Toca.


 


Ele não admitiria nem sob tortura, mas a verdade é que se sentia extremante fragilizado com a idéia de abandonar sua casa e a proteção que ela lhe proporcionava. E queria poder olhar, talvez pela última vez, o lugar onde crescera.

Harry recusou, dizendo que precisava olhar o mapa do ministério e organizar algumas coisas importantes.

Para não preocupar sua mãe ainda mais, Ron não fez perguntas sobre as tais coisas importantes, eximindo, assim, Harry de entrar em maiores detalhes. Saiu rapidamente pela porta dizendo um até mais, evitando olhar na direção de Hermione que recolhia as coisas da mesa.


 


Harry subiu as escadas lentamente em direção ao quarto de Rony, mas quando viu a porta do quarto de Gina entreaberta, não pôde controlar o impulso de parar. Abriu a porta procurando fazer o mínimo de barulho possível.



Gina estava deitada de bruços, virada para o lado contrário ao da porta. Seus cabelos vermelhos e longos cobriam todo o seu travesseiro e desciam pela lateral da cama. "Lindos!" Disse Harry mentalmente dando um sorriso abafado.


 


 - Gina... Ele chamou baixinho. Caso estivesse dormindo, não pretendia acordá-la.



A ruiva se virou rapidamente sentando na cama.



- Ah, oi Harry.



- Posso? Perguntou timidamente, ainda parado perto da porta.



- Claro, entra e.... fecha a porta.



Ele entrou e fechou a porta evitando fazer barulho, talvez por medo de que a Sra. Weasley ouvisse, mesmo sabendo que não haveria nenhum problema em que ela ouvisse uma porta sendo fechada. Era certamente a culpa o corroendo, não era nada apropriado ele ficar no quarto de Gina sozinho, ainda mais com a porta trancada.


 


Harry sentou na cama ao lado da ruiva. Tinha milhares de coisas para dizer, mas não podia. 
Gina o encarava sem piscar e ele pôde ver quando uma lágrima desceu pelo rosto branco e delicado dela.

Ele bem que tentou se controlar, mas não foi capaz. Colou os lábios nos de Gina com urgência. Ignorando completamente a vozinha que lhe dizia que não deveria.

Ela parecia tão desesperada quanto ele, enfiou os dedos pelos cabelos desalinhados de Harry e o beijou com sofreguidão. Havia esperado tanto tempo para sentir de novo os lábios daquele garoto que tanto gostava.


 


Os beijos acabaram se transformando em toques mais ousados e quando Harry se deu conta já estava deitado sobre Gina. Ela separou as pernas acomodando-o entre elas. E aquele contato estava fazendo com Harry perdesse todos os sentidos. Seu membro estava rígido e Gina certamente podia sentir.

Sabia que não deveria estar ali, muito menos a beijando daquela forma e com seus corpos tão próximos e se movendo naquele ritmo alucinante. 
Seu coração se recusava a ouvir a vozinha dentro da sua cabeça que o mandava parar imediatamente.

E Gina não estava colaborando em nada para que ele conseguisse parar. A ruiva beijava seu pescoço de uma forma muito provocante, e sem querer Harry se viu gemendo.


 


Ele deslizou as mãos pelo corpo da ruiva, ergueu sua blusa e explorou a pele quente e macia. Tocou timidamente no seio da garota sobre o sutiã, e quem gemeu dessa vez foi Gina, arqueando o corpo, tentando aumentar a proximidade entre os dois, sem notar que já estavam quase fundidos em um só.



Era totalmente insano o que estava fazendo, mas simplesmente não podia controlar, estava muito excitado. E o gemido de Gina só contribuiu para que seu tesão aumentasse ainda mais. Desabotoou a blusa que ela usava e passou a língua pelo seu colo, até alcançar o seio e o beijar lentamente, afastou o sutiã rosa de algodão que ela usava e roçou os lábios no mamilo rígido e claro da ruiva.


Sentiu os dedos delicados de Gina puxando sua camisa e quando percebeu já estava sem ela.



A ruiva beijou seu peito e ele prendeu a respiração; ela era ousada e ele amava isso nela. Tomou os lábios de Gina novamente e explorou calmamente sua boca, queria guardar na sua memória para sempre o gosto dela.

Sem nem mesmo notarem, eles se moviam como se estivessem fazendo sexo, embora houvesse o empecilho das roupas que ainda vestiam.


 


Gina interrompeu o beijou precisando de ar e os dois ficaram olhando um para o outro com os olhos brilhando por um tempo incontável.



- Eu... eu gosto tanto de você Harry. - Ela disse com a voz um pouco estrangulada.



- Eu também Gina, mas acho melhor a gente parar ou... (Harry corou e não conclui a frase, mas sabia que ela havia entendido muito bem o que ele pretendia dizer.)



Com muito esforço ele saiu de cima da ruiva e colou sua camisa. Ela sentou-se na cama o fitando com um olhar apaixonado, enquanto abotoava sua blusa calmamente.


 


Harry poderia ficar o resto da vida ali admirando e beijando Gina Weasley... mas... não podia, simplesmente não podia, afinal ele era o menino-que-sobreviveu e precisava destruir Voldemort...



- Vou pensar em você todos os dias e te esperar o tempo que for preciso. Ela disse sorrindo, mas com os olhos marejados.



Harry não disse nada, apenas se abaixou e deu um último beijo nela. Saiu do quarto sem olhar para trás, ou... não sairia dali nunca mais.

Se achou completamente louco quando assimilou o que tinha acabado de fazer. Se Rony sequer suspeitasse que ele e Gina tinham praticamente...feito...sexo era um cara morto. Mas apesar disso se sentia muito feliz. Feliz como apenas Gina Weasley era capaz de deixá-lo.


 




 


 .............................................
 N/A: Embora eu n seja fã de Harry e Gina, esse capítulo se fez necessário, mas será o único dedicado a esse shipper.

 Ah Muito obrigada pelos comments, vcs n fazem ideia o quanto é bom ler o q escrevem...

 Espero poder postar logo o próximo cap.
 Bjs a todos!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por fabiane lopes em 07/05/2011

ta perfeito gata tbm nao sou muitko fa de gina e harry amo mesmo ron e mione pelo jeito deles explosivo e louco

mais ficou muito legall

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.