FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

26. Namorados


Fic: Os sentimentos de Rony NC17 RxH - Cap final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPÍTULO 26 




Os dois saíram sorrateiramente da biblioteca, tomando cuidado para não serem vistos ou acordar algum dos retratos pendurados nas paredes da escola.


 


Mesmo sendo monitores não podiam estar fora dos dormitórios até aquela hora e se madame Nora ou Filch os pegassem ali estavam literalmente ferrados.


 


Correram o mais depressa que puderam, evitando fazer barulho. Entraram na sala comunal e notaram que felizmente já estava vazia.


 


Rony ainda olhava para Hermione com uma expressão admirada. Havia um brilho mágico nos olhos dele, e ela não resistiu em colar seu corpo ao do ruivo e lhe dar mais um beijo intenso e fervoroso. Podia sentir nele o cheiro do perfume que havia lhe dado de presente. Tão bom, pensou enquanto sentia sua boca sendo invadida pela língua ansiosa dele. O beijou durou o quanto puderam resistir sem respirar.


Rony definitivamente não queria ter de ir para sua cama e ficar longe de Hermione, não queria deixá-la sair dos seus braços nunca mais...


 


Se afastaram ofegantes e corados, sorrindo bobamente um para o outro. Era inevitável, precisavam subir, por mais que seus corpos protestassem...


 


- Boa noite Ron – desejou Hermione indo em direção as escadas sem desgrudar os olhos daquele olhar azul que a hipnotizava.


 


- Boa noite Hermione – disse ele parecendo dopado, olhando para ela sem piscar.


 


 


................................................................................


 


 


Hermione entrou no dormitório o mais silenciosamente que pôde. Estava tão eufórica com tudo que havia acontecido que sequer notou um par de olhos muito abertos e atentos a observando na semiescuridão do quarto.


 


Lilá bem que vinha tentando não pensar no que estava de fato acontecendo, mas ver Hermione Granger sorrindo à toa a deixava terrivelmente humilhada e infeliz.


E ela sabia que era apenas uma questão de tempo até que todos soubessem que Rony e Hermione estavam juntos.


Uma coisa era Rony não ser mais seu namorado, outra... era ser namorado de outra garota.


 


Ignorando o mundo a sua volta, Hermione colocou rapidamente o pijama e se jogou em sua cama. Fechou os olhos, tentando organizar seus pensamentos e assimilar o que de fato estava acontecendo entre ela e Rony.


 


Ainda parecia não acreditar no que havia feito. Não que não tivesse gostado, muito pelo contrário, mas talvez tivesse sido demasiadamente precipitado tomar tal atitude. Embora tivessem levado tanto tempo para ficarem juntos, ela tinha a sensação de estavam atropelando as coisas agora que finalmente tinham se entregado um ao outro.


 


Merlim, o que tinha dado nela? Como tivera coragem?


Eles nem mesmo eram oficialmente namorados, eram?!


 


Bem, é claro que isso não mudava em nada o que sentia por ele. Até porque rótulos e nomenclaturas não fariam a menor diferença.


 


No entanto, não podia ignorar o fato de que precisavam conversar mais sobre eles. Durante o dia mal se falavam, pois estavam sempre correndo para dar conta das aulas, das tarefas de monitores e da imensa quantidade de deveres, que estranhamente parecia se multiplicar a cada dia. E a noite quando ficavam sozinhos... conversar parecia algo realmente desnecessário e irrelevante, afinal tinham coisas muito mais interessantes com o que se ocupar.


 


“Você está virando uma completa depravada Hermione.”


 


A imagem daquele membro grande, grosso e rígido não saia da sua cabeça. E ela se pegou devaneando sobre como seria tê-lo tocando seus lábios e sua intimidade, que se contraiu ficando deliberadamente úmida diante de tal pensamento.


 


Cansada procurou afastar os pensamentos profanos, precisava dormir, era tarde e no dia seguinte teria aula no primeiro horário.


 


...................................................................


 


Harry abriu os olhos e procurou desajeitadamente por seus óculos em cima do criado mudo. Havia decidido esperar o amigo acordado, mas acabou desistindo, embora estivesse demasiadamente curioso.


Afinal, onde Rony havia se enfiado até àquela hora?


O cansaço acabou o vencendo e pegou no sono antes do amigo voltar.


Como normalmente tinha um sono leve e inquieto, acordou assim que ouviu o barulho da porta sendo aberta.


 


- Hei, Rony. – Chamou baixinho se erguendo nos cotovelos para enxergar melhor o amigo.


 


O ruivo sobressaltou-se e fitou Harry na semiescuridão.


 


- O que foi? – Sussurrou para não acordar os demais colegas.


 


- Onde você estava até essa hora?


 


Ouviram um ronco alto de Nevelli que se mexeu na cama, fazendo-a ranger, mas ele apenas mudou de posição e continuou dormindo pesadamente.


 


- Amanhã conversamos Harry. – Sentenciou o ruivo tentando conter a empolgação e a vontade de contar todos os detalhes do que vinha acontecendo entre ele e Hermione.


 


Harry retirou os óculos e ficou em silêncio apenas observando Rony por alguns instantes. “Era impressão sua ou o amigo parecia extremamente feliz?!”


 


Rony deitou-se em sua cama sem nem mesmo tirar o uniforme, ainda sentia suas pernas frouxas, como se tivesse sido atingindo pelo feitiço das pernas bambas.


 


Se fechasse os olhos ainda poderia sentir o toque macio de Hermione em sua intimidade. Ainda podia sentir os calafrios subindo pela espinha.


Talvez fossem os hormônios agindo a sua reveria, mas a verdade é que estava excitado novamente, e se pudesse teria ficado a noite toda trancado naquela biblioteca com Hermione.


 


Ele realmente nunca imaginou que desejaria tanto em sua vida ficar dentro de uma biblioteca. Hermione era mesmo capaz de coisas inimagináveis.


 


Aquela havia sido a primeira vez que uma garota tinha tocado e visto seu pênis, e devido às reações de Hermione, julgava tê-la agradado. Havia achado terrivelmente constrangedor ficar exposto de forma tão intima, mas tinha valido a pena... e como tinha...


 


Lilá já havia o tocado sobre a roupa algumas vezes, mas sempre fora de forma superficial, e ele tinha certeza que mesmo que não tivesse sido, jamais sentiria com ela o que sentira com Hermione.


 


Depois de algum tempo devaneando sobre o que havia acontecido naquela noite, completamente extasiado e cansado, pegou no sono. Certamente sonharia com Hermione, e os sonhos por certo não seriam nada inocentes.


 


....................................................................


 


 


- E então será que posso saber por que seu humor parece cada dia melhor e por que chegou tão tarde ontem? – Interrogou Harry assim que notou um sorriso satisfeito brincando nos lábios de Rony, enquanto se vestiam para descer.


 


- Você saberá Potter, assim que chegarmos ao salão comunal. - Sentenciou logo que saíram do dormitório masculino indo em direção as escadas. Os murmurinhos dos alunos já podiam ser ouvidos dali, denunciando que a sala estava lotada. Mas Rony definitivamente não se importava. Já havia tomado sua decisão.


 


Harry encarou o amigo parecendo confuso e curioso, mas decidira não fazer mais perguntas por ora.


 


Assim que chegaram ao salão comunal, Rony esquadrinhou o local atentamente à procura de um maço de cabelos castanhos.


 


Hermione estava parada perto do buraco do retrato da mulher gorda ao lado de Gina, e parecia incrivelmente mais bonita e radiante.


 


Rony deduziu que ela certamente estava verificando se os alunos mais novos não estavam contrabandeando ou aprontando com alguma das invenções das Gemialidades Weasley. Ela não se cansava de repetir que aqueles dois decididamente não a deixavam em paz. Nem mesmo depois de abandonarem a escola pareciam lhe dar sossego.


 


O ruivo estufou o peito e andou decidido até elas, seguido por Harry, que continuava olhando para o amigo parecendo confuso.


 


Quando finalmente alcançou as meninas, puxou Hermione firmemente pela cintura e colou seus lábios nos dela de forma gentil, porém urgente e calorosa. A garota sequer teve tempo para protestar ou reagir. Fora pega de surpresa. Uma deliciosa e encantadora surpresa.


 


Não se tratou de um beijo cinematográfico, mas foi o suficiente para prender a atenção de muitos, praticamente todos, os alunos grifinórios que ali se encontravam.


 


Harry e Gina se olharam boquiabertos.


 


Lilá parecia prestes a explodir. Seus lábios estavam comprimidos, suas bochechas inflaram subitamente e seu rosto se tingiu de um intenso vermelho púrpura.


 


Quando Rony descolou vagarosamente seus lábios dos de Hermione, ela, além de extremamente corada e desconcertada, parecia exultante e sem fôlego.


Ela respirava pesadamente e olhava atônita para ele. Embora o beijo não tivesse sido intenso a ponto de lhe tirar o ar, a atitude de Rony o era.


 


Ele sorriu abertamente e desejou um animado bom-dia a irmã, que ainda tinha a boca escancarada, parecendo perplexa com a atitude do irmão.


 


- Hei, alguém pode me explicar o que está acontecendo aqui afinal? -


Indagou Harry puxando Gina pela mão.


 


- Nos explicar. – Corrigiu a ruiva, que agora sorria bobamente para a amiga.


 


Hermione, que ainda parecia se recuperar da surpresa mais do que inesperada, olhava para os amigos sem conseguir dizer nada.


 


Rony tomou sutilmente sua mão, entrelaçando seus dedos nos dela.


 


- Er... nós estamos namorando. – Explicou orgulhoso, lançando um olhar carinhoso a Hermione.


 


- Merlim, até que enfim. – Exclamou Gina feliz.


 


- Uau. – Foi tudo que Harry foi capaz de proferir. Ele suspeitava há muito tempo que isso acabaria acontecendo, mas receber a notícia de uma forma tão abrupta era quase como levar um balaço na cabeça.








....................................................................

N/A: Desculpa a demora para postar...
Bom, fiz um capítulo mais light, estava ficando muito depravada.... n queria assustar vcs....rs...

Viviane, ai está... agora eles são namorados ;)

Brigada pelos comentários de todos vcs...

Aguardo os próximos comentários ansiosamente... como sabem, eles são fundamentais para minha motivação :)

Bjssss

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ananda Esvael em 28/07/2011

Aleluia! O ruivo tomou uma atitude

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.