FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

25. Biblioteca


Fic: Os sentimentos de Rony NC17 RxH - Cap final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 


CAPÍTULO 25


 


 


- Vamos Ron. - Hermione puxava o ruivo pela mão pelos corredores quase desertos da escola.


 


- Mione, está tarde, não posso acreditar que você vai me obrigar a estudar a essa hora. Não podemos fazer isso amanhã depois da última aula? Eu tinha treino hoje. - Desabafou Rony infeliz.


 


A garota parou de chofre, fazendo com que ele colidisse nela.


 


- Escuta aqui Ronald, você quer ou não quer ser auror?


 


- Sim... mas...


 


- Então sem mas..., você precisa ir muito bem nos NIEMs.


 


Rony revirou os olhos e desistiu de argumentar, voltando a seguir uma apressada Hermione em direção à biblioteca.


 


- Hermione, já está fechada. - Disse Rony parecendo muito satisfeito com a sua constatação.


 


- Não para mim. - Hermione retirou uma chave grande e antiga de dentro na mochila, colocando-a na fechadura com um olhar triunfante.


 


- De onde você tirou essa chave? - Perguntou o ruivo boquiaberto.


 


- Ser a garota mais nerd da escola tem suas vantagens. Vamos.


 


A biblioteca estava escura e silenciosa. A pouca luz que iluminava o local vinha de dois archotes próximos a porta.


 


- Toma pega. - Hermione retirou os archotes de perto da porta, ficando com um e entregando o outro a Rony.


 


Os dois caminharam até a mesa mais ao fundo, escondida atrás de duas estantes enormes cobertas de livros.


 


- Não posso acreditar que deixei de ir ao treino de quadribol para estudar. - Resmungou Rony baixinho largando sua mochila em cima da mesa.


 


Hermione não disse nada, mas lançou um olhar aborrecido a ele. Ela sentou e espalhou uma quantidade assustadora de livros e pergaminhos pela mesa. Sem escolha, Rony sentou-se ao lado dela, retirando seu material da mochila.


 


Ele olhou discretamente para Hermione, que folheava freneticamente um livro grosso e empoeirado. Ficou a admirando por alguns minutos, passou os olhos pelas pernas dela, subiu para as mãos, para os seios, embora o uniforme não os marcassem muito bem era possível ver a protuberância que se destacava naquele local. Ficou observando o leve movimento da respiração da garota, que fazia seu peito subir e descer calmamente, depois subiu o olhar para os cabelos, depois para a boca...


Hermione levantou a cabeça e seus olhos se encontraram com os azuis e intensos de Rony. Os dois se fitaram por um momento e depois desviaram o olhar.


 


Rony olhou para os lados e percebeu que eles estavam na biblioteca completamente sozinhos. Será que Hermione o havia trazido até ali realmente para estudarem? Afinal, poderiam ter estudado na sala comunal, que estava praticamente vazia.


 


De repente Hermione abandou o livro e levantou-se depressa, interrompendo os devaneios de Rony.


 


- Onde você vai? - Perguntou ele se virando para acompanhá-la com os olhos.


 


- Preciso de um livro. - Ela andou em direção à estante, parando de costas para ele. – hummm... aquele ali. - Disse apontando para uma prateleira mais acima.


 


Rony ficou observando-a intrigado.


 


- Não alcanço... hum... será que pode pegar para mim?


 


Por que ela simplesmente não pegou a varinha e convocou o livro? Se questionou parecendo cada vez mais curioso. Resolveu não dizer nada e andou até a estante.


 


“Certo, vamos lá Hermione, coragem.”


Desde que Rony havia a levado às estrelas na sala comunal há alguns dias a tocando intimamente, ela vinha planejando uma maneira de retribuí-lo.


 


Quando estava há apenas alguns centímetros de Hermione, que permanecia parada em frente à prateleira, mas virada de frente para ele agora, respirando pesadamente, ela o puxou pela gravata do uniforme, colando seus corpos e o surpreendendo com um beijo urgente e intenso.


 


Naquele momento Rony sentiu tudo dentro dele estremecer, pois estavam ali sozinhos, absolutamente sozinhos naquela biblioteca mal iluminada. Nunca iria imaginar que a certinha Hermione Granger iria agarrá-lo a essa hora da noite na biblioteca...


 


“Ela estar completamente maluca, se bem que maluca ela sempre foi...”, pensou Rony sentindo arrepios perpassando todo o seu corpo ao sentir os toques dela.


 


Hermione passava as mãos pelos cabelos ruivos dele enquanto o beijava e o empurrava, encostando-o contra a estante de livros.


 


Ela pressionou seu corpo contra o dele o excitando ao extremo.


 


Rony a beijou ainda mais intensamente, a surpresa inicial já estava passando e agora ele sentia-se completamente entregue.


 


Hermione podia sentir a ereção dele contra seu corpo, e não hesitava em ficar rebolando discretamente contra ela.


 


Deus, o que ele tinha provocado nela para deixá-la desinibida a tal ponto?


 


As mãos de Rony desceram pelas costas dela até chegar a sua bunda; ele a apertou por debaixo da saia, puxando a garota contra seu corpo, moendo freneticamente sua ereção na intimidade dela.


 
-Ahhhhhhhhh Ron... – Gemeu ela em seu ouvido sem conseguir se controlar, ao sentir as mãos quentes do garoto em sua pele.



Hermione passou a língua no pescoço dele, provando o sabor, enquanto ia descendo suas mãos pelo tórax do garoto e abrindo os botões da sua camisa. Rony corou furiosamente e ofegou em expectativa.


Ela iria tirar sua roupa? Merlin!


 


Hermione passou as mãos pelo corpo definido, sentindo os músculos retesarem sobre suas palmas delicadas e ansiosas, fazendo carinho e arranhando a pele quente.


Ela continuou seu percurso, descendo as mãos pela barriga dele e indo direto para o botão de sua calça. Rony prendeu a respiração.


Quem era aquela garota o agarrando na biblioteca afinal?


 


Eles não diziam nada um ao outro, as palavras não eram necessárias naquele momento. O único ruído no recinto eram as respirações entrecortadas e os suspiros abafados por beijos ardentes.


 


Rony sentia um calor tão intenso, que a sensação era de que chamas de fogo estavam passando por cada parte de seu corpo, o queimando por dentro e por fora.


Ele fechou os olhos e encolheu a barriga num movimento involuntário. Sentiu o zíper de sua calça sendo aberto.


 


Hermione olhou para o volume que o membro do garoto fazia na cueca e sentiu um arrepio percorrer sua espinha.


 


Sentia vergonha, é claro, muita vergonha, mas uma vontade ainda maior de tocá-lo a impulsionou a continuar.



Ela ficou fitando admirada a protuberância sobre a cueca, suspendeu a respiração ao perceber que o pênis dele já estava começando a escapar pelo lado da cueca, pois estava muito duro e era realmente grande.


 



Hermione sentiu vontade de gritar, não sabia se de medo ou de prazer.


Rony sentiu sua cueca sendo puxada para baixo e apertou ainda mais os olhos, deixando escapar um gemido estrangulado.


Ele encontrava-se dividido entre o medo do que ela iria achar e o prazer avassalador que estava sentindo em tê-la ali tirando sua roupa daquele jeito sexy e provocante.



Ela olhou fascinada para aquele membro grande, grosso e extremamente rígido. Não foram mais que alguns segundos, mas para Rony esse momento pareceu durar uma eternidade. Ele queria ver a expressão dela, saber o que ela tinha achado.


Abriu lentamente os olhos e maneou a cabeça para baixo, Hermione estava de joelhos o mirando com os lábios entreabertos, parecendo bastante impressionada e sem ar. Ela ergueu os olhos e encontrou o olhar azul a fitando com expectativa.


Desviou os olhos nos dele, sentindo-se corar furiosamente, e dando-se conta da loucura que estava fazendo.


Mas era tarde, o desejo já havia usurpado todos os pensamentos racionais da sua cabeça, e sem poder mais controlar sua vontade de tê-lo nas mãos, Hermione agarrou delicadamente o membro de Rony, sentindo um formigamento no ventre, muito parecido com o que havia sentido na noite em que Rony a tocou na sua região mais intima e sensível.


Desceu o olhar novamente para a pélvis do garoto, notando, só agora, os pêlos ruivos que ele tinha. Lindos e provocantes, pensou enquanto apalpava sem jeito o membro em sua mão.


 


O garoto ofegou e todos os músculos do seu corpo enrijeceram ao toque.


Hermione não podia acreditar, mas senti-lo entre suas mãos era ainda mais gostoso do que admirá-lo. Por enquanto ela apenas o tocava e apertava para descobri-lo, sentindo sua pele, sua textura. Percebeu que ele pulsava como se houvesse um coração batendo ali.


Ela continuou o tocando sem saber ao certo o que fazer, percebendo que Rony ansiava por mais, quase implorava, gemendo agoniado.


Ele acabou levando a própria mão ao pênis, num movimento involuntário, totalmente fora si. Perdido num mundo de prazer que só Hermione era capaz de levá-lo.
- Me mostra como você faz... – Pediu ela em voz baixa, colocando-se de pé e mordiscando o lóbulo da orelha de Rony.


Ele concordou com a cabeça, não conseguia falar, sua voz havia o abandonado.


Num gesto um pouco tímido, substituiu a mão de Hermione pela sua e começou a se masturbar. Não acreditava que estava fazendo aquilo na frente dela, era íntimo demais e, embora estivesse a ponto de explodir de tanto tesão estava sentindo muita vergonha.


Ele envolveu o próprio sexo com a mão e começou devagar, fazendo movimentos sensuais e precisos.


Hermione achou que fosse morrer vendo ele se tocar daquele jeito, tão ousado e provocante.


Era muito excitante ver a mão dele subindo e descendo no próprio sexo, agora já com uma agilidade incrível. Lembrou dos dedos dele a tocando. Rony era realmente talentoso, pensou passando a língua nos lábios que estavam extremamente secos.


A maneira como ele apertava os olhos e se contorcia de prazer era irresistível. E ela não pôde aguentar por muito tempo. Voltou a tocá-lo, fazendo com que tirasse a sua mão e a deixasse dominá-lo.


Dessa vez envolveu o pênis com mais firmeza, fazendo os movimentos conforme Rony havia mostrado a ela. Um líquido quente e transparente escorria da glande do pênis, deixando sua mão deslizar facilmente por toda a extensão. Era terrivelmente delicioso.


Os gemidos dele aumentavam a cada movimento.


Rony sentiu uma pressão insuportável nos testículos. Merlin, ele ia gozar...


Ele deslizava as mãos pelos cabelos dela e pelos seus seios por baixo da roupa, os olhos azuis tomados pelo prazer.


Hermione apertou mais forte o membro do garoto com uma mão enquanto com a outra acariciou a cabeça. Ele soltou um grunhido desesperado e levou sua boca de encontro a boca de Hermione dando-lhe um beijo ardente e selvagem. Ela repetiu isso mais algumas vezes, fazendo o garoto revirar os olhos enquanto delirava.


Ele olhou para a mão dela descendo e subindo pela sua intimidade com mais agilidade e sentiu sua mente girar. Não estava suportando mais.


Teve um espasmo antes do primeiro jato de prazer explodir na mão da garota. Ela continuou apertando e acariciando, enquanto Rony se derramava sobre seus dedos.


- Ahhhhhhhhhhh.... Mione... - Ele apertou os cabelos dela com força, enquanto ofegava, respirando pesadamente contra seu pescoço.


Hermione ainda fez um carinho de leve no pênis depois que ele parou de pulsar, sentindo o líquido quente e viscoso em sua mão.


Enquanto Rony recuperava o fôlego, com os olhos fechados, sem entender como ainda agüentava estar de pé, sentiu Hermione o abraçar forte.

-Ah Ron... isso foi... maravilhoso – Gemeu ela em seu ouvido, fazendo ele estremecer.


- Eu que o digo. - Sussurrou com a voz pastosa, beijando-a calmamente nos lábios.








..............................................................


N/A: Gente do céu... não sei quanto a vocês, mas esse capítulo me deixo meio sem ar....hehehe...


 


Tonks Fenix, na verdade os dois estão bem atiradinhos né....hehehe...


 


Patrícia Gomes Lima, e não é que a temperatura subiu ainda mais... esses dois são quente como o inferno....hehehe


 


marja, fiquei muito feliz te ver aqui... lendo minhas humildes Fics...rs...


 


Willian Axl Rose, atualizada... e esperando comentários...


 


Aryane França, que bom q gostou... eu tbm amo esse casal...


 


Lua Tonks, tomara que Hogwarts tenha uma brigada de incêndio então....hahahaa...


 


Anna.Weasley , vê se não some mais heim... hehehe...


 


Mickky, que bom que descobriu minha Fic e que gostou... ai está o cap 25


 


Gente... Brigada pelos comentários, são eles que me motivam a dar continuidade à história, portanto não parem de dizer o que estão achando... Beijos a todos....
 
Créditos Weasley Girl

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.