FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

24. A sala comunal


Fic: Os sentimentos de Rony NC17 RxH - Cap final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 24








Estudar, definitivamente, não era a atividade favorita de Harry. Ainda mais quando havia coisas muito mais importantes com que se preocupar. E no momento eram tantas. Precisava obter a lembrança do professor Slughorn, descobrir os motivos do comportamento estranho e completamente suspeito de Draco Malfoy... Sem falar na infinita montanha de deveres. E a mais importante: Gina... mal tinha tempo para vê-la ultimamente...

Harry voltou sua atenção e sua concentração em um modo de obter a lembrança de Slughorn. Considerava o que Hermione havia dito sobre a necessidade de persuadir o professor de poções, mas ele se perguntava: Como?


 


Enquanto isso ouvia uma conversa parcialmente amistosa, mas que certamente poderia se tornar a qualquer momento em mais uma grande batalha verbal entre Ron e Hermione.


 



Contudo, o que ele ouviu sair da boca do amigo não somente o surpreendeu como o deixou aparvalhado.


- Droga Hermione, você sabe a resposta, então porque não me diz logo? - Disparou Rony impaciente.


 


- Rony, os livros têm sumário, você sabia? - Perguntou ela calmamente.


 


- Sim. - Responde o ruivo entre dentes, numa evidente tentativa de controlar sua raiva.


 


- Então Ronald, é só procurar. - Constatou a morena voltando a rabiscar seu próprio pergaminho.


 


“Mas que inferno, será que nem mesmo agora, que estamos hum.. meio que juntos, ela não podia ser um pouco menos CDF e implicante. O que quê custa me ajudar.”


 


Rony ponderou suas palavras por alguns instantes e achou que seria melhor usar outros métodos para convencer Hermione a ajudá-lo. Aproximou sua cadeira o máximo que pôde da dela e sussurrou baixo em seu ouvido:


 


- Hermione, se você me ajudar, prometo te encher de beijos mais tarde.


 


Harry percebeu que o rosto da amiga atingiu uma coloração avermelhada instantaneamente. Olhou curioso de um para o outro e percebeu que Rony sorriu divertido.


 


Hermione respirou fundo, e ignorando completamente as sensações que a voz de Rony aos sussurros havia lhe causado, puxou o livro e o abriu na página em que continha a informação que ele precisava.


 


- Está tudo ai Ronald. - Empurrou o livro para o amigo parecendo muito irritada e desconcertada. Levantou-se depressa e sentou o mais distante que pôde dele.


 


- Eu te amo, Hermione – disse Ron com naturalidade, recostando-se na poltrona e esfregando os olhos, cansado.


 


 


A sala comunal estava abarrotada de alunos, na sua grande maioria alunos do sexto ano, que tentavam dar conta da quantidade demasiadamente exacerbada de deveres.


 


Hermione pareceu aparvalhada por alguns instantes e assim que se recompôs, notou algumas pessoas olhando para eles, entre elas Lilá, que não parecia nada feliz, mas ela sequer percebeu.



As palavras saíram da boca de Rony antes que pudesse prevê-las ou contê-las e agora ele parecia desconcertado pelo que dissera. Grudou os olhos nas páginas do livro e não ousou olhar para mais ninguém.


 



Passado alguns minutos, os dois se encararam. Podia-se perceber que ambos estavam pensando a mesma coisa. Era como se um laço mútuo de compreensão pairasse entre os dois.


 


 


Lilá não precisaria ver mais nada, tudo estava claro. Rony tinha terminado o namoro com ela por causa de Hermione. Subiu as escadas bufando, mas nem Rony nem Hermione haviam notado.


 


Aos poucos a sala foi se esvaziando, e Rony olhava cada vez mais infeliz para sua pilha de deveres. Será que os professores haviam feito um complô para que eles não tivessem mais vida social?! Felizmente o ano letivo estava perto do fim.


 


 


Depois de mais alguns longos minutos, restavam apenas Harry, Nevelli, Gina, Rony e Hermione na sala comunal. Os demais alunos vencidos pela cansaço já haviam ido para os dormitórios.


 


Hermione que já estava com os seus deveres em dia há um bom tempo tentava ajudar os amigos, que estavam à beira de um ataque de nervos.


 


 


- Arrrggg... não acredito que errei de novo. E já tinha escrito quase dois parágrafos. - Era a terceira vez que Nevelli errava ao passar seu trabalho de poções a limpo.


 


- Calma Nevelli, me empresta aqui o seu trabalho. -Hermione pegou o pergaminho do colega e com um toque de varinha apagou o parágrafo que Nevelli tinha copiado repetido por pura distração, ou talvez por culpa do cansaço.


 


- Uau... valeu mesmo Hermione. - Agradeceu Nevelli parecendo impressionado.


 


- Não foi nada. Mas acho melhor você terminar amanhã.


 


- É... to mesmo morrendo de sono. - Concordou o garoto dando um longo bocejo.


 


Nevelli guardou o material e convidou os colegas de quarto para subirem.


 


Harry, que sentia os olhos arderem de cansaço, aceitou o convite prontamente. Despediu-se de Gina com um beijo discreto, vigiado pelos olhos atentos de Rony, e guardou depressa seu material na mochila.


 


A ruiva optou por ir dormir também. Afinal, só estava ali até o momento para ficar um pouco mais de tempo junto a Harry.


 


- Rony... você não vai? - Harry suspeitava da resposta do amigo, mas acabou perguntando da mesma forma.


 


- Não...vou terminar pelo menos de passar esse trabalho para o Snape a limpo. - O ruivo manteve os olhos fixos no papel enquanto falava. Temia que os amigos pudessem ler em seus olhos suas reais intenções.


 


- Noite para vocês então. - Desejou Harry indo em direção as escadas, seguido por Nevelli.


 


- Noite. Responderam Rony e Hermione quase ao mesmo tempo.


 


O ruivo permaneceu falsamente concentrado em sua tarefa por alguns minutos.


Hermione que lia pela milésima vez o livro de poções avançadas para o 6º ano, lançava olhares apreensivos a Rony a todo o instante. Sabia exatamente o que aconteceria estando eles totalmente sozinhos ali.


 


- Hermione. - Rony largou a pena e a encarou.


 


- Hum?- Grunhiu nervosa e com a respiração entrecortada.


 


- Pode sentar aqui do meu lado e ler a minha conclusão? Não tenho certeza se está boa.


 


- Er... tudo bem. - Disse contrariada e tensa.


 


Pigarreou e começou a ler silenciosamente o texto. A respiração ritmada de Rony batia contra o seu pescoço, fazendo-a se mexer inquieta na cadeira. Ela levantou o rosto olhando em volta. De repente a sala comunal lhe pareceu tão excitante. “Controle-se Hermione e preste atenção no que está lendo.”


 


Rony começou a ajeitar umas mechas de cabelo que estavam caindo sobre o rosto dela, fazendo Hermione ficar ainda mais tensa. Ela era capaz de se arrepiar apenas com esse simples toque. Tentou ignorar os movimentos de Rony e as sensações que percorreriam seu corpo.


 


Quando o ruivo desceu uma das mãos e tocou suas coxas foi impossível controlar o ritmo da sua respiração. Seu peito subia e descia numa velocidade incrível. Seu coração batia freneticamente.


 


Notou que a respiração de Rony não estava muito diferente. As mãos dele tremiam de leve, mas ainda assim o toque era firme e carregado de desejo.


A respiração quente perto do seu pescoço se fez cada vez mais próxima, e Hermione fechou os olhos, totalmente esquecida dos pergaminhos e deveres.


 


Sentia a língua dele roçando no seu pescoço enquanto seus lábios o beijavam. Mas eles não se demoraram muito ali, logo os sentiu próximos aos seus e sem hesitar os tomou para si.


 


Ele penetrou sua boca com a língua, e ela pôde se perder no gosto dele. As mãos de Rony desceram pelo seu pescoço, uma parou sobre um dos seus seios, por cima da blusa. Quase não podia acreditar em si mesma, mas a verdade é que queria aquelas mãos tocando sua pele sem a barreira das roupas. Ela o beijou mais intensamente, numa tentativa de demonstrar-lhe o tamanho do seu desejo.


 


Deixou que suas próprias mãos percorressem o corpo dele.


Rony mal conseguia acreditar que suas mãos estivessem tocando os seios de Hermione.


 


Uma onda de prazer perpassou toda a extensão de sua espinha quando ela desceu os lábios e beijou seu pescoço.


Levou as mãos até as pernas dela e deixou que seus dedos deslizassem por entre as coxas macias.


 


Ela se afastou alguns centímetros e os dois ficaram se olhando, os olhos de ambos brilhavam intensamente. Os lábios de Hermione estavam vermelhos e inchados, pareciam ainda mais irresistíveis, e Rony não pôde controlar o ímpeto de tomá-los para si mais uma vez.


 


Hermione o beijava fazendo sons dentro de sua boca como se fosse chorar, mas ele percebeu que ela se prendia para não gemer.


Movido pelos seus instintos mais profundos, tocou na calcinha dela e parou com a mão ali, talvez esperando que ela recuasse ou o afastasse, mas ela não o fez.


 


Rony puxou a varinha com a outra mão e interrompendo o beijo por breves instantes murmurou um feitiço silenciador.


 


Puxou a calcinha para o lado, abrindo caminho e a tocou diretamente no clitóris. Ao sentir o calor dos dedos de Rony a envolvendo, Hermione retesou o corpo e deu um longo gemido dentro da boca dele.


 


Ele sentiu seu membro pulsar e a lubrificação escorregou da ponta do seu pênis. Seus dedos tremiam, mas ele tentava encontrar o jeito certo de tocá-la.


 


Achou a textura da intimidade dela fantástica, era quente, úmida e macia. Sentiu vontade de tocá-la lá com a boca e se perdeu imaginando como seria ter seu membro envolvido por aquela fenda aveludada.



Hermione sentiu sensações que nunca imaginou existirem. Não sabia mais o que era estar consciente, nem o que era pensar. Os arrepios ficavam cada vez mais fortes e mais intensos, o prazer que sentia era quase torturante.

-E-eu n-não vou agüentar... – gemeu ela no ouvido dele, fazendo-o ficar ainda mais excitado do que já estava.


 


Rony continuou a tocando, adorando ver a maneira como ela se abandonava, totalmente entregue ao prazer. Hermione não conseguiu mais segurar os gemidos. Os dedos de Rony deslizavam pela sua intimidade, que estava completamente molhada.


 


O dedo dele girava em seu clitóris ao mesmo tempo em que o massageava delicadamente. Hermione se contorcia e grunhia palavras totalmente desconexas. Rony calou a boca dela com sua própria boca. E continuou a tocando sem parar, porém aumentando gradualmente o ritmo. Percebeu que ele próprio estava a ponto de explodir, os gemidos produzidos por Hermione eram sentidos diretamente pelo seu membro.


 


Hermione sentiu as sensações transbordarem e penetrarem cada molécula do seu corpo, e tudo culminou num orgasmo intenso, o qual foi incapaz de segurar ou controlar.


 
Rony ainda ficou fazendo carinho nela por um tempo e depois passou os braços em volta de seu corpo a abraçando forte. Ficou em silêncio, alisando seus cabelos enquanto a respiração dela voltava, lentamente, ao normal.


 


Quando percebeu que Hermione tinha recuperado sua consciência, a soltou e olhando-a de uma forma intensa e febril.


 


Ela tinha acabado de ter a sensação mais intensa de toda sua vida, e desejou que Rony não olhasse para ela naquele momento, porque estava morrendo de vergonha dele agora.



-Espero que eu não tenha te assustado. – Disse ele gemendo porque ainda estava excitado.



-Não, só não me olha assim, estou morrendo de vergonha de você... – Disse ela com a voz fraca.



- Mione, eu... eu... tava falando sério quando...hum... disse que te amava. Você não precisa ter vergonha de mim. - Confessou um pouco sem graça.


Era lógico que Hermione já sabia o quanto ele gostava dela, havia praticamente dito que a amava naquele cartão de natal. Mas proferir tais palavras a olhando nos olhos era bem mais difícil.


 


Hermione ainda sentia o corpo mole por conta do orgasmo que acabara de ter, jogou os braços em volta do pescoço de Rony emocionada com a declaração.


 


- Ah Ron... eu... eu também te amo.


Permaneceram abraçados por um tempo que não saberiam precisar, apenas aproveitando o aconchego e o calor do corpo um do outro.


 


- Ron? - Chamou Hermione baixinho, com a cabaça enterrado no pescoço dele, saboreando aquele cheiro que tanto amava.


 


- Hum? - Balbuciou sonolento.


 


- Você... hum... ta legal?


Rony afastou os corpos para que pudesse olhá-la.


 


- Bem... hum... daqui a pouco passa. - Disse entendendo a que ela se referia. A saliência em sua calça continuava ali mais visível que nunca, mas não exigiria nada dela. Sentia-se extremamente feliz e extasiado por ter dado prazer a ela, e isso por ora era suficiente.


 


- Se eu... se eu não estivesse com tanto sono e me sentindo tão fraca...


 


Rony não deixou que ela terminasse a frase, colando seus lábios nos dela calmamente, mas dessa vez o beijo não foi mais que um selinho.


 


- Não se preocupe, eu dou um jeito nisso depois. - Concluiu sorrindo e a abraçando novamente.


 


 


........................................


 


N. da A.: Genteeeee... espero que gostem do capítulo... eu gostei muito...


To mega feliz com os comentários... Por favor não deixem de me dizer o que acharam... preciso disso para continuar vivendo...hehehe....

Créditos a Weasley Girl 


Bjsss a todos!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por aphroditte kareninna pinto rodrigues em 29/10/2012

uma palavra: uau!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Camys Lovegood em 19/10/2012

É um melhor que o outro! <3

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ju W. em 10/01/2012

é Neville

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Priscila Carla em 09/11/2011

e fica cada vez melhor

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.