FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 



(Pesquisar fics e autores/leitores)



 




 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

22. De volta a Hogwarts


Fic: Os sentimentos de Rony NC17 RxH - Cap final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPÍTULO 22    


De volta a Hogwarts




Rony, sem desviar os olhos de Hermione, se aproximou vagarosamente dela.


Seu coração estava batendo descontroladamente e sua mente estava completamente vazia, parecia impossível articular qualquer pensamento coerente naquele momento. Sentia uma necessidade incontrolável de chegar mais perto... tudo o que ele queria era tocar aqueles lábios, que lhe diziam querer exatamente o mesmo.


- Rony... Rony. É você que está ai embaixo?


O ruivo se levantou depressa, ficando de pé ao lado da poltrona na qual Hermione continuava sentada. Fechou os olhos e respirou fundo... não podia acreditar que tinham sido interrompidos mais uma vez...


Ah... se aquela mulher não fosse sua mãe ele a teria estuporado, sem a menor dúvida.


- Sim mãe. - Respondeu Rony tentando controlar sua raiva e frustração.


Hermione se mexeu desconfortável, parecendo querer desaparecer na poltrona. A última coisa que queria era que a Sra. Weasley os visse ali, sozinhos, na penumbra.


A mulher chegou ao último degrau e os olhou de forma interrogativa. Hermione agradeceu que estivesse escuro, pois sentia seu rosto em chamas, devia estar literalmente um pimentão.


- O que vocês estão fazendo aqui? - Molly colocou as mãos na cintura e tinha os olhos estreitos e uma pequena ruga no meio da testa.


Rony arregalou os olhos para mãe e abriu a boca, mas nada saiu. O que ele diria afinal? Para seu alívio Hermione se adiantou e começou a falar muito depressa.


- Eu desci para...er... tomar um chá, não estava me sentindo bem, acho que comi demais no jantar, e bem... acabei pegando no sono, Sra Weasley. O Rony acabou de me acordar para que eu voltasse para cama.


- Sei... Mas o que você veio fazer aqui embaixo mocinho?


- Eu? Er... beber água mãe. Qual o problema? - Empertigou-se o ruivo, parecendo ainda muito desapontado e irritado.


- Hum...pois então tratem de ir para cama agora mesmo. - Molly estava séria, mas não parecia exatamente zangada.


Assim que os dois subiram as escadas, a mulher os olhou e sorriu de puro contentamento. Seu menino estava perdidamente apaixonado... e felizmente era correspondido.


Rony entrou no quarto, bateu a porta, sem muito cuidado acordando Harry, e se jogou na cama bufando.


-Ãh? O que foi? - Harry ergueu a cabeça do travesseiro e olhou sonolento para o amigo.


- Nada Harry, vá dormir. - Disse o ruivo mal criado.


Harry que nem mesmo prestara atenção ao que o amigo havia falado, voltou a tombar na cama, pegando no sono novamente.



........................................................



No dia seguinte, Rony acordou num tremendo mau humor.


Como sempre, os momentos que antecediam a ida até a estação de Kings Cross foram uma tremenda confusão. A sra. Weasley gritava desesperada, correndo de um lado para o outro, para que eles andassem depressa ou iriam perder o expresso para Hogwarts.


O Sr. Weasley, que lia tranquilamente o profeta diário recostado a uma poltrona, apenas acompanhava a movimentação com os olhos e vez e outra ria do desespero da esposa.


- Arthur, pelo amor de Mérlin homem, vá colocar esses malões no carro.


Molly saiu apressada, mas os garotos tiveram a impressão de ouvi-la dizer algo como “tem cabimento” e “não vai dar tempo” antes de desaparecer pela porta da cozinha.


- Sobrou até para mim. - Disse o Sr. Weasley, olhando para os meninos e parecendo ainda extremamente calmo. Ele largou o jornal e saiu andando em direção as escadas para apanhar os malões.


Depois de muitos esbarrões e um café da manhã as pressas, finalmente conseguiram chegar à plataforma 9 e ¾.


Rony entrou no expresso com uma tremenda carranca. Já Hermione, ao contrário do ruivo, esboçava seu melhor sorriso.


Depois de acomodarem os malões e deixarem Pichi e Bichento aos cuidados de Harry e Gina, os dois se encaminharam, em silêncio, até a cabine dos monitores.


Quando estavam a um passo da porta, Hermione tomou coragem e segurou Rony pelo braço. Ele se virou surpreso e encarou a amiga.


- Er... eu... hum... só queria agradecer o presente. - Ela puxou a corrente para fora do casaco, olhando-a com adoração. – É linda Ron.


O ruivo fitou a corrente por alguns instantes e logo desviou os olhos para o rosto de Hermione.


- Você gostou mesmo? - Havia ansiedade na sua voz.


- Eu... eu amei. - Hermione se aproximou e deu um beijo tímido e rápido no rosto de Rony, que sentiu sua face esquentar imediatamente.


Mas antes que ele pudesse reagir, os dois foram interrompidos.


- Ei vocês... vão ficar parados ai na porta o dia todo?


Os dois olharam para trás e viram Zacarias Smith impaciente, esperando para entrar na cabine dos monitores.


- Já estamos entrando. - Respondeu Hermione visivelmente constrangida.


Rony lançou um olhar zangado a Zacarias. Ele realmente não simpatizava com o colega.


A reunião foi como sempre, na opinião de Rony, chata, longa e cansativa.


O ruivo olhava para os lados e parecia extremamente impaciente.


Vez e outra, Hermione lhe lançava olhares de censura.


Depois do que pareceu a Ron uma eternidade, a reunião finalmente chegou ao fim. Todos os monitores enrolaram rapidamente os pergaminhos com as instruções e saíram da cabine, mas Rony fez questão de enrolar seu pergaminho muito calmamente. Hermione olhou para ele desconfiada, Rony sempre era o primeiro a sair.


Malfoy passou por ela, que esperava o ruivo ao lado da porta, e lhe lançou um olhar esnobe e desdenhoso, o qual ela fez questão de ignorar.


- Ron, vamos logo. - Apressou Hermione.


O ruivo ergueu os olhos e a fitou de uma forma penetrante. Percebeu que a cabine finalmente estava vazia, levantou e puxou Hermione para dentro, fechando a porta.


Hermione respirou pesadamente e olhou para Rony em busca de uma explicação. Ele ainda segurava seu braço, não com força, mas de forma firme. Sentiu o corpo estremecer com o contato.


O olhar de Rony se tornava cada vez mais penetrante. E ele se aproximou sem dizer nada, uma aproximação lenta e torturante. Hermione se sentia cada vez mais nervosa, sua respiração se tornava cada vez mais irregular... Ron a deixava completamente sem ar.


- Ron...er... a-cho que...de-vemos...vol-tar. - O coração dela já falhava, assim como sua voz. A respiração quente de Rony a estava embriagando.


Rony continuou calado, sem dizer palavra e sem desviar o olhar aproximou ainda mais seu rosto do dela... deslizou gentilmente sua mão que ainda segurava o braço de Hermione até alcançar a mão dela e entrelaçou os dedos...


Se alguém ousasse atrapalhá-lo dessa vez ele estuporaria, sem se importar com quem fosse.


Não havia palavras para descrever a vontade que sentia de tocá-la, de beijá-la... precisa sentir aqueles lábios rosados e macios nos seus... precisava brincar com sua língua dentro daquela boca quente e aveludada.


Hermione sentiu as pernas amolecerem e seu coração palpitava descompassado. Fechou os olhos e fez força para se manter em pé.


“Óh Mérlin... ele vai me beijar... ele vai me beijar...”


Rony, olhava com luxúria para a boca da garota... rompeu o pouco espaço que ainda os separava e tocou os lábios dela... quando sentiu o toque macio dos lábios de Hermione nos seus não pôde evitar de sorrir...E ela pôde sentir... sabia que ele sorria e sorriu também...


O ruivo intensificou o contato, e Hermione precisou se agarrar com as duas mãos ao pescoço dele para não cair... Aquilo era...era a melhor e mais maravilhosa das sensações...


Quando sua língua tocou a dele uma fisgada profunda irrompeu seu peito... E o beijo foi se tornando cada vez mais intenso, mais febril...


Ela poderia ficar ali para sempre... amparada por aqueles braços fortes e quentes... Não queria que aquele beijou acabasse nunca mais... Os lábios de Ron tinham gosto de menta com chocolate... e o sabor era viciante...


Se separaram ofegantes. Hermione mal conseguia acreditar... Sorriu com os olhos ainda fechados... Tinha medo de abri-los e descobrir que estava sonhando...


Ela tinha conhecido e se apaixonado por Ron ali, naquele trem, e agora eles tinham trocado o primeiro beijo de verdade naquele mesmo trem.


- Acho... me-lhor a gente voltar, já estamos quase chegando. - Falou Rony assim que o ar começou a voltar a seus pulmões.


Ela apenas concordou com a cabeça, ainda não tinha forças para falar.


......................................................


Hermione entrou no dormitório feminino com um sorriso discreto, embora seu peito ainda estivesse ribombando. Suas colegas de quarto já estavam ali. Ela disse um olá distraído, sentou-se na sua cama e começou a retirar suas coisas do malão.


- Nossa Hermione, que lindo seu cordão. - Parvati havia se aproximado dela e já estava com as mãos em seu pingente quando a notou ali.


- Ah...sim... é mesmo lindo. - Disse Hermione olhando o cordão com carinho.


- Você ganhou de natal? - Questionou Parvati curiosa.


- Sim. - Respondeu com simplicidade.


Olhou de canto de olho e viu Lilá com uma expressão indecifrável.


- De quem?


Ela sabia que Parvati faria essa pergunta.


Hermione pegou o cordão novamente e olhou atentamente para o pingente. Ela não tinha porque mentir.


- Do Rony. - Falou séria, tentando parecer o mais displicente possível, mas notou o olhar que Lilá trocou com Parvati.


Voltou a retirar os livros do seu malão e evitou olhar novamente para as colegas.




.................................................




Harry reparou que Rony tinha um sorriso bobo na face desde que haviam desembarcado do expresso.


- O que aconteceu? - Perguntou o moreno curioso.


- Ãh?! O que você disse?


Harry riu e repetiu a pergunta:


- Perguntei o que aconteceu. Só queria saber por que você está com essa cara de bobo.


- Não aconteceu nada.


Harry o olhou desconfiado, mas resolveu não insistir. Estava tarde e estava com sono.


Rony vestiu seu pijama, deitou-se em sua cama e ficou acordado por um longo tempo fitando o teto...


Ele tinha finalmente conseguido beijar Hermione e uma sensação de plenitude o preenchia por inteiro.


 


 






..................................................................................................


Êeeeehhh Finalmente esse beijou saiu...rs... Gente eu não tinha previsto uma NC para essa Fic, mas... acho que devido as circunstâncias ela será meio inevitável daqui alguns capítulos...


Paola Uckerman, estou continuando sim... espero que vc tbm continue lendo...hehehe


Sociedade Sul, o CAPÍTULO vai chegar sim, como disse provavelmente teremos até NC...


Viviane Barreda, eles vão sim ficar finalmente juntos...heheh


Kellysds, aguardando mais comentários viu?!


Tonks Fenix, acho que agora ninguém mais atrapalha esses dois...rs...


nanna weasley, espero que continue gostando...


johnatan henrique, que bom que está gostando...


Patrícia Gomes Lima, seja bem-vinda. Ai está o capítulo...


Anna.Weasley finalmente o capítulo chegou...


Janis J. Cap. 22 ON


Bjs a todos... desculpa se não comentei o comentário de alguém tá... Continuem me dizendo o que estão achando...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Priscila Carla em 09/11/2011

passo mal a cada capítulo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por talitah em 21/10/2011

jesus cristo abençoado. o MEU coração acelerou akie, imagina a Mione. Sortudaa rsrs

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por fabiane lopes em 29/04/2011

ehhhhhhhhhhhhhh finalmente o beio

foi perfeito uau to arrepiada kkkkkkkkkkkk

te adoro manah que talentooooo

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 12) - Copyright 2002-2017
Contato: clique aqui

Moderadores:


Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.